Os 10 melhores momentos da temporada 2017-18

Imagem: Fox/NBC/Netflix/ABC/Divulgação

O período das “vacas gordas” das séries de TV chegou mais uma vez ao fim. A temporada 2017-18, correspondente ao período que começa na “Fall Season“, em setembro, e que vai até meados de maio – na “Mid-Season“, trouxe gratas surpresas.

Estreias, revivais, momentos marcantes, reviravoltas… Claro, se fossemos listar tudo o que aconteceu, 10 post não seriam suficientes.

Entretanto, o Mix de Séries resolveu listar 10 momentos que achamos ter marcado a nossa temporada. E que, certamente, foi correspondido por vocês leitores, sendo os assuntos mais procurados em nosso blog.

Confiram, os 10 melhores momentos desta temporada pelo Mix de Séries.

1 –  A Estreia de The Resident e The Good Doctor 

Os dramas médicos nunca estiveram tão em alta. E em meio as séries que já estão batidas, ou que sempre repetem os mesmos formatos, The Good Doctor e The Resident vieram com tudo e conquistaram seus públicos. Com propostas diferenciadas (a primeira focando em um médico com autismo, e a segunda mostrando a podridão dos hospitais particulares nos Estados Unidos), essas séries se destacaram e não por menos se tornaram um dos maiores sucessos dos canais ABC e Fox. Vida longa à elas!

Imagem: ABC/Fox/Divulgação

2 – O sucesso de La Casa de Papel na Netflix

La Casa de Papel virou febre. A série que estreou na Netflix no final de 2017 chegou tímida – afinal, ela já havia sido exibida na Espanha, e a plataforma não fazia ideia do potencial que ela teria. Dito e feito. Em poucas semanas, só se falava na história sobre o assalto na Casa da Moeda da Espanha. A segunda parte veio poucos meses depois, em 2018, e o que era para ser o final se viu em uma reviravolta – a Netflix encomendou uma terceira parte, totalmente inédita e exclusiva para a plataforma de streaming. Desnecessária, ou não, isso prova o sucesso que a série fez.

Imagem: Antena3/Divulgação

3 – O Episódio 300 de Grey’s Anatomy

É sucesso que chama, não é mesmo? Entre haters e fãs devotos, Grey’s Anatomy está firme e forte se encaminhando para o seu 15ª ano. Mas foi na 14ª temporada que ela comemorou o título de 300 episódios exibidos, com uma história cheia de referências aos tempos antigos da série, incluindo citações de personagens, músicas icônicas, e a coroação de Meredith com um Prêmio Harper Avery – o, até então, mais cobiçado prêmio da área médica na série. E, se bobear, ela ficará ai por mais 300 episódios. Nunca diga nunca.

Imagem: ABC/Divulgação

4 – Cobra Kai: O Youtube Red está pronto para competir! 

EXISTE DOR NESTE DOJO? NÃO SENSEI!“. Pois é, a febre Karatê Kid está de volta. Sendo uma continuação direta do clássico filme de 1984, Cobra Kai chegou na temporada como um azarão, e saiu como vencedora. Seria essa a maior alusão à história da franquia? Dessa vez, o foco foi em Johnny, eterno rival de Daniel San, que resgata o Cobra Kai e aplica seus ensinamentos como uma maneira de buscar sentido para sua vida. E o que parecia ser um fracasso, provou-se como um dos maiores acertos nesta temporada. Não atoa, ultrapassou visualizações de plataformas como a Netflix e o Hulu. Certamente, o Youtube Red está pronto para uma boa briga.

Imagem: Youtube
Continua após a publicidade

5 – A Morte de Jack em This Is Us

Este talvez tenha sido um dos maiores eventos da temporada. Em menos de dois anos, o público fã de This Is Us só queria saber da morte de Jack – desde que ela fora anunciada na série. Para tal, a NBC montou um grande esquema e exibiu o tão esperado episódio após um dos eventos mais assistidos dos Estados Unidos: o final do Super Bowl. Não deu outra! A maior audiência da série, e uma das maiores de programas “pós-jogo” em anos. E os nossos corações? Bem, estamos chorando até agora ao ver que Jack sobreviveu ao incêndio, mas teve uma parada cardíaca no hospital. Triste demais…

Imagem: NBC

6 – A estreia de 9-1-1 foi um sucesso na Fox!

Parece que os maiores sucessos da Fox vieram da Mid-Season. Se não bastasse todo o hype em cima de The Resident, tivemos também outro hit na grade: 9-1-1, nova série de Ryan Murphy. O público foi tão grande que o canal não exitou em renovar a série após dois episódios. Já se tornando uma das séries mais assistidas do canal, a química, as boas histórias e os atores estrelares somaram o ingrediente perfeito para mostrar o dia-dia de bombeiros, paramédicos e socorristas. Alô Franquia Chicago, fica esperta que tem concorrente forte na área!

Imagem: FOX

7 – Revivais de comédias: uma nova tendência

A onda de revivais está mais forte do que nunca. E se você achou que Fuller House seria uma ponta na curva pela Netflix, se enganou bonito. Will & Grace retornou com tudo – e bem mais engraçada, se tornando um pé no saco do Presidente Donald Trump. Piadas a todo momento, acrescidas do fortalecimento da bandeira GLBT em horário nobre, a sitcom que marcou os anos 1990 está mais engraçada do que nunca. Já de outro lado, Roseanne na ABC se tornou um fenômeno. Não para tanto, se tornou o programa mais assistido do canal e uma das maiores audiências da temporada. E dessa, o Presidente dos EUA certamente se agradou – afinal, a protagonista é claramente pró-Trump. O efeito dominó está lançado: revivais de Murphy Brown já está encaminhado na CBS, além dos de Mad About You e… OK, fique tranquilo, Friends não entrará nessa onda (até onde saibamos).

Resultado de imagem para will & grace roseanne
Imagem: NBC/ABC/Divulgação

8 – Despedida de Scandal dividiu o público

Olivia Pope se despediu do público este ano, e o final dividiu os fãs: uns gostaram, outros não. Eu, particularmente, fiquei satisfeito. Mas o detalhe é que o fim de Scandal representou também o fim de uma era. Shonda Rhimes está de malas prontas para a Netflix, e este possivelmente foi seu último esboço na emissora aberta dos Estados Unidos. Quem sabe ela volte para escrever o episódio final de Grey’s Anatomy, quando a série acabar? Mesmo assim, ver o vazio de Scandal nas quintas da ABC será estranho. Pelo menos temos a pergunta que não quer calar: Olivia terminou a série como Presidente dos Estados Unidos?

scandal 7x18
Imagem: ABC/Divulgação

9 – Franquia Chicago perdeu personagens importantes…

Ano passado, Chicago P.D. se despediu da Detetive Erin Lindsay, após Sophia Bush pedir demissão da série em volta a um problema que nós ainda não sabemos direito como foi. Porém, este ano, os fãs tiveram outro baque: além da morte de Olinsky em P.D., a personagem Gaby Dawson também saiu de Chicago Fire. A atriz Monica Raymund publicou uma nota de despedida para o público, logo após o fim da temporada, e os fãs estão bem tristes com essa partida. Resta saber se ambas as séries vão se recuperar dessas baixas…

Imagem: NBC/Divulgação
Continua após a publicidade

10 – O Retorno de Westworld – as teorias nunca estiveram tão em alta!

A HBO nem precisou se preocupar com a ausência de Game of Thrones em sua grade. O hype com o retorno de Weswtorld, após dois anos, está com tudo. E arrisco dizer que desde a época de Lost, as teorias nunca estiveram tão em alta. A cada episódio da série da HBO mais e mais teorias são criadas. Sem dúvidas, é o mais legal de assistir. Maeve engravidou e gerou um anfitrião? Todos estão vivendo uma narrativa? A consciência de Ford está viva? Westworld, nós te veneramos!

Imagem: HBO/Divulgação

E aí, o que achou dos nossos 10 grandes momentos da temporada? E para você, qual foi o melhor momento?

Leia mais: 27 séries de TV foram canceladas na Temporada 2017-18, confira

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.