Os vencedores do The Voice US: onde eles estão agora?

Imagem: Tyler Golden/NBC/Divulgação

Na próxima semana um dos realities mais populares do mundo chega ao fim de mais uma temporada. O The Voice americano encerra sua décima terceira temporada, e a disputa parece estar bem acirrada entre seus finalistas.

No ar desde 2011, o programa acabou fazendo sucesso por ser diferente de outras competições musicais, não priorizando o candidato como um artista comercial, e sim por evidenciar seus talentos vocais. Outra marca distinta da franquia é a disputa entre os jurados, o que faz ser um dos pontos altos do programa.

A versão americana da atração já teve grandes nomes passando pelas famosas cadeiras giratórias vermelhas, sem contar com inúmeros talentos que já estiveram naquele palco durante doze edições. Muita gente que acompanha o programa – não esqueça de conferir nossas reviews – sempre pergunta por onde anda os vencedores, e hoje a coluna Elenco vai mostrar como está sendo a jornada de cada um.

 

Javier Colon (1ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @javiercolon/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

O primeiro vencedor do programa veio do time de Adam Levine, e desde então Javier Colon não parou. Com o prêmio adquirido, o rapaz lançou o primeiro e único álbum pela gravadora Republic Records, intitulado Come Through For You, sendo esse o terceiro de sua carreira. Em menos de um ano após ter vencido o The Voice, o cantor rescindiu seu contrato com o selo, alegando não ter obtido o suporte necessário por parte deles. Em 2014 ele assinou contrato com uma nova gravadora, e dois anos depois lançou seu quarto álbum, Gravity.

 

Jermaine Paul (2ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @jermainepaul/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

Jermaine foi o primeiro dos cinco vencedores que Blake teve em seu time, ao longo das doze temporadas concluídas. Conhecido por já ter trabalhado com artistas como Alicia Keys – que lhe rendeu uma indicação ao Grammy -, o rapaz não conseguiu emplacar nenhum trabalho solo após o programa. Desde então ele vem se dedicando a outros ramos da música.

 

Cassadee Pope (3ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @cassadeepope/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

A pupila de Blake Shelton com certeza foi uma das vencedoras que mais fez sucesso após o programa. Conhecida pelos adolescentes no final dos anos 2000 por ter sido vocalista do grupo pop/rock Hey Monday, Cassadee Pope se reinventou, indo para o country em sua carreira solo. Em 2013, ela lançou o álbum Frame By Frame, em que tinha a canção “Wasting All These Tears”, que atingiu o top 40 da Billboard, e o Top 5 da parada country. O single ganhou certificado de platina nos Estados Unidos, por vender mais de 1 milhão de cópias. Em 2016 ela lançou o EP Summer, e vem desde então preparando seu segundo álbum. Esse ano ela foi indicada ao Grammy, por seu dueto com o astro country Chris Young, e segue se apresentando em diversos festivais do gênero.

 

Danielle Bradbery (4ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Montagem: Mix de Séries

Danielle Bradbery rendeu o tricampeonato de Blake na disputa. Assim como Cassadee Pope, a loira também se consolidou na cena country, além de ter emplacado alguns de seus singles lançados na Billboard. A faixa “The Heart Of Dixie” é seu sucesso mais notório até hoje, por ter feito parte da trilha sonora da série Hart Of Dixie, estrelada por Rachel Bilson. Recentemente ela lançou seu segundo álbum de estúdio, e retornou ao palco do The Voice para divulgar o material.

 

Tessane Chin (5ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @thebestess/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

Depois de uma sequência de vitórias do team Blake, Adam Levine voltou a ter seu time como vencedor do The Voice, com a candidata Tessane Chin, uma das campeãs favoritas do público até hoje. A cantora jamaicana saiu numa turnê de verão em 2014, com alguns participantes de outras temporadas da atração. Seu álbum de estreia, como parte do seu prêmio, não causou o mesmo barulho que suas antecessoras. Em 2015, Tessane assinou contrato com uma nova gravadora, e desde então se tornou artista independente.

 

Josh Kaufman (6ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @iamjoshkaufman/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

O cantor quebrou o monopólio de Adam e Blake, levando o time de Usher à vitória na inesquecível sexta temporada, que tinha entre seus finalistas, a saudosa Christina Grimmie. Com o fim de sua participação no The Voice, Josh preferiu se dedicar a musicais, entrando para o elenco do espetáculo Pippin, da Broadway, até o começo de 2015. No ano passado o rapaz lançou o EP Josh Kaufman.

 

Craig Wayne Boyd (7ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Montagem: Mix de Séries

Craig rendeu o quarto título de Blake na disputa, mas é o vencedor mais esquecido do The Voice. O campeão da sétima temporada teve problemas com a gravadora em que assinou contrato como prêmio do programa, encarando problemas com o lançamento de seu álbum. Desde então ele se tornou um artista independente, e um novo material de estúdio foi lançado esse ano.

 

Sawyer Fredericks (8ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @sawyerfrdrx/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

O pupilo de Pharrell Williams acabou assinando contrato com a gravadora Republic Records, e não parou desde sua vitória na atração. Sawyer saiu em turnê naquele ano, e participou de diversos festivais. Ainda em 2015, o cantor lançava o EP Sawyer Fredericks, que o consolidou na cena folk. Seu álbum de estreia, A Good Storm não alcançou os números esperados pelo selo, e ele acabou então tendo seu contrato rescindido no começo de 2017. Desde então, Sawyer se tornou artista independente, e prepara o lançamento de seu segundo disco, intitulado Hide Your Ghost.

 

Jordan Smith (9ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @jordansmithlive/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

Um dos vencedores mais notórios do The Voice americano, Jordan colheu ótimos frutos de sua participação na disputa. O pupilo de Adam Levine assinou com a Republic Records e teve seu álbum estreando no segundo lugar, na parada de discos da Billboard. Atualmente ele vive em sua cidade natal, Kentucky.

 

Alisan Porter (10ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Twitter @alisanporter/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

Alisan foi responsável pela primeira e talvez única vitória de Christina Aguilera na atração – já que não há planos da loira retornar ao programa tão cedo, se um dia isso ainda acontecer. A cantora teve uma jornada impecável na décima temporada, se tornando uma das campeãs mais memoráveis do programa. Apesar do prêmio ter sido a assinatura de um contrato com a Republic Records, Alisan Porter se consolidou como artista independente esse ano, lançando o EP I Come In Pieces. A cantora, junto com participantes de outras temporadas da atração – inclusive em que ela participou – terá uma residência de shows em Las Vegas a partir de 2018, intitulada The Voice: Neon Dreams.

 

Sundance Head (11ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @sundancehead/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

Sundance é um veterano em reality musical, pois ele já participou também anos atrás da sexta temporada de American Idol. O cantor country rendeu o pentacampeonato de Blake Shelton no The Voice, e desde então está preparando seu álbum que será lançado pela Republic Records, como prêmio de sua vitória. O primeiro single do material, “Darlin’ Don’t Go”, alcançou o Top 5 da parada country da Billboard.

 

Chris Blue (12ª temporada)

Imagem: NBC/Divulgação; Instagram @chrisblive/Reprodução; Montagem: Mix de Séries

O atual vencedor de The Voice veio do time de Alicia Keys, que voltará ao programa na próxima temporada. Chris Blue está empenhado na produção de seu álbum de estreia, e vem contando em algumas sessões de estúdio com a ajuda de sua mentora na disputa. Se tudo sair dentro dos conformes, o jovem apresentará o material ao mundo em 2018.

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!