Para refletir: Grey’s Anatomy está mesmo fazendo bem para Ellen Pompeo?

Imagem: ABC/Divulgação

Tempo protagonizando Grey’s Anatomy está pesando para atriz… 

Recentemente, Ellen Pompeo esteve no centro das atenções ao se tornar a atriz mais bem paga da TV. Por ano, a dona de Grey’s Anatomy vai ganhar em torno de 20 milhões, incluindo atuação, produção e mais alguns bônus por ter seu nome vinculado ao drama médico da ABC.

Na entrevista para o The Hollywood Reporter (clique aqui para ler a matéria em inglês), onde revelou a renovação, Ellen Pompeo também comentou sobre diversos outros assuntos que vem sendo analisado por algumas perspectivas diferentes.

No mesmo dia, noticiamos que Ellen Pompeo estava frustrada ao interpretar Meredith Grey, a partir de palavras da própria atriz nesta mesma entrevista. “Atuar, para mim, é chato. O ator é a pessoa menos poderosa do estúdio, então eu não me importo com a procura por papéis”, disse ela.

Continua após a publicidade

Pronto, foi ponto de gatilho para recebermos diversos ataques: fomos chamados de Fake News, de analfabetos, de não sabermos interpretar um texto, de péssimos tradutores e de outros xingamentos que nem vem ao caso.

Mas não foi pensando nisso que resolvi escrever o texto.

Pois relendo a entrevista, eu continuo com a mesma questão em minha mente: Grey’s Anatomy anda fazendo bem para Ellen Pompeo?

Apesar da atriz estar feliz com a posição que está financeiramente, conquistando o posto de atriz mais bem paga da TV, ela sabe que está longe de ter um prestígio que muitos atores e atrizes almejam. Com prêmios por papéis marcantes e reconhecimento “fora da bolha” dos fãs de Grey’s Anatomy. Isso porque ela está, há 13 anos, interpretando um mesmo personagem.

Muitos fãs não se dão conta disso, até porque grande parte dos fãs brasileiros que ainda acompanham Grey’s Anatomy certamente acompanham a série há pouco tempo. Poucos são ainda os que começaram lá em 2005 e que permanecem firmes na série. 13 anos. É mais de uma década. E se para muitos espectadores que acompanham há tanto tempo, em certo ponto, chega a ser cansativo, imagina para quem atua?

Quando escrevi aquela manchete, destacando tal visão da história, eu estava usando exatamente essa óptica de que ela provavelmente está cansada de fazer a mesma coisa. A carreira artística torna-se monótona para quem faz muito tempo uma coisa só. Porque vocês acham que Katherine Heigl, T.R. Knight, Sandra Oh, Kate Walsh e até mesmo Patrick Dempsey, originais do elenco, abandonaram o barco ao longo dos anos? É porque eles queriam fazer outra coisa na vida, do que interpretar por mais um ano o mesmo papel em Grey’s Anatomy.

Honestamente, é assim que vejo Ellen Pompeo. Ela pode até ter renovado contrato, afinal, ela precisa dinheiro. Mas pra mim, Grey’s sugou a sua energia durante todos estes anos. É como se, artisticamente, ela e Meredith Grey tivessem se tornado uma só. Eu não vejo Ellen Pompeo fazendo sucesso em outra série. Não que ela seja ruim, mas ela mesmo reconheceu que não é “nenhuma Julia Roberts“, e não tem uma carreira variável, com sucessos na cinema e na TV. Ela, na vida, só fez sucesso com Grey’s Anatomy.

Então sim, ela disse abertamente que está frustrada e que está cansada de atuar. E sabe porque? Porque ela está há quase 14 anos interpretando uma mesma personagem.

Reconheço muitos pontos de sua entrevista que são importantes de ressaltar: ela destaca a posição profissional que conquistou ao longo do tempo, se comparado à homens; diz que hoje ela recebe um salário digno, e que sempre negociou sentindo que haviam outros homens que pudessem carregar o show, sem a sua necessidade… E ela também reconhece que interpreta uma personagem forte, destemida, e que sempre dá a volta por cima. Mas convenhamos, ela está sugada.

Ela chegou a um ponto, pela minha perspectiva, em que ela está numa zona de conforto que ela não quer mais sair. Ela está há tanto tempo interpretando uma personagem, que estagnou ali. Ela está ganhando bem, está em uma série que tem muitos fãs, e consequentemente ela terá muitos fãs. Mas como artista, isso não é bom. Esse é o ápice da carreira dela, e ela sabe que depois que a série acabar ela não conseguirá mais destaque na televisão, justamente por ter se limitado a somente ser vista interpretando Meredith Grey. E aí eu pergunto: onde isso faz bem para ela?

O que acontece é que grande parte da fã base de Grey’s Anatomy não reconhece isso. Ou reconhece, mas tem medo de dizer em alto e bom tom. Claro, existem os que assistem Grey’s há poucos anos, e querem aproveitar a série um pouco mais (os que tem o discurso, “assisto essa série por mais uns vinte anos”). E tem aqueles que assistem há muito tempo, mas não se importam com a qualidade da história, da produção ou até mesmo dos atores: o importante é ter a série, faça chuva ou faça sol.

Eu ainda assisto Grey’s Anatomy. E acompanho desde março de 2005. Ou seja, há 13 anos sou fã da série. Tão fã que reconheço, já algum tempo, que talvez fosse hora dela acabar.

Continua após a publicidade

Eu não estou aqui pra julgar quem defende sua continuação, porque eu entendo o amor de fã. Mas as vezes isso cega, e não deixa a gente perceber que em determinados momentos é bom parar em uma fase boa. Para que o público se lembre com carinho. Para não ficar como algumas séries que faz uma trajetória incrível, e entrega uma temporada final desastrosa por não ter parado na hora que foi preciso parar.

Grey’s Anatomy é um sucesso. É relevante, e aborda assuntos importantes – como o próprio caso de abuso doméstico que está sendo retratado agora. Mas há anos vem repetindo outras histórias centrais, reciclando arcos e, aos poucos, desmanchando a expectativa de se ver algo novo. É só pegar as narrativas das temporadas atuais e você verá um reflexo da condução das primeiras temporadas. Ou seja, é um ciclo vicioso. E acontece nas mas variadas séries de longa duração como Supernatural e The Walking Dead. E é essa estagnação que vejo refletindo para Ellen Pompeo.

Infelizmente, vejo que Ellen Pompeo irá continuar na sua zona de conforto, e arrastará Grey’s Anatomy por mais quantos anos ela e a ABC conseguirem. É neste momento, que você se dá conta que aquele meme que fala da longevidade da série é real: O ano é 2035. Todas as séries já foram canceladas, menos Grey’s Anatomy.

Então, não vou deixar uma resposta para a pergunta que fiz no título. Mas pare e pense bem, após essa reflexão. E leia a pergunta central novamente: como atriz, trabalhar 13 anos fazendo o mesmo personagem, faz tão bem assim? Cada um que aceite a resposta que mais lhe convir…

Leia mais: Após contrato milionário, Ellen Pompeo demonstra frustração com Grey’s Anatomy

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.
  • Babi Silva

    Concordo plenamente! Acho que seriado é igual a relacionamento amoroso, quando começa a se “arrastar”, é melhor acabar pra que fiquem as boas lembranças, senão nem isso sobra…