Quantico – 2×12 – FALLENORACLE

Imagem: TV Show Time

E mais uma vez a história se repete. Depois de um início confuso, Quantico vai encaminhando para a solução do mistério. Uma ajeitada de cá, uma morte de lá, um término pra aqui e tudo vai se normalizando. O episódio trouxe grandes momentos para a série, continua com uma crítica social forte e vem desenvolvendo a identidade da temporada. Contudo, ainda nos vemos perdidos no mar de confusões da série, e nós ainda não sabemos nadar.

Começando por situações do fim, ainda estou processando a informação de que AIC não é real. Há doze episódios eu venho criando um plano de ódio e descobrimento da entidade, para saber que tudo isso não passou de um plano do governo para executar criminosos políticos pelo mundo. Lydia realmente não é uma pessoa confiável, mas é inegável o trabalho excelente que a atriz vem fazendo sobre a personagem. Depois de sua apresentação badass lá no primeiro episódio, a curva de crescimento da personagem vem crescendo exponencialmente. Mesmo com sua relação instável, não vejo a hora de saber como seu pai foi preso e ela ainda está livre nos flashfowards.

Imagem: TV Show Time

Mesmo não sendo uma organização criminosa dentro da CIA, Lydia e seu time tem muitos critérios de seleção para manter a funcionalidade das missões. Nessas idas e vindas, Leon parece que se deu mal. A adesão do personagem ao plot de Shelby/FBI foi mais do que interessante, e eu realmente gostei do trabalho que ele fez na parceria. A saída do rapaz dá CIA/AIC pode causar certo comodismo ao personagem, deixando-o de escanteio. Mesmo assim, agora o caminho está livre para ele conhecer a Shelby de verdade e possivelmente engatarem em um relacionamento. Nessas horas, a chegada de Caleb mudaria muito as coisas por aqui.

Dos grandes estouros da temporada, Harry provavelmente é o que mais se destaca positivamente. O jeito irreverente de viver a vida do rapaz conquista o público. Mas essa semana pudemos ver um lado emotivo que chegou a arrancar lágrimas de muitos. Sua discussão com Sebastian, a cena do enforcamento no final… Tudo trouxe um clímax gigantesco ao episódio e proporcionou um sentimento de ansiedade muito forte. A trágica história de seu amor no passado também foi muito bem elaborada e, como já disse outras vezes, o plot do MI6 tem tudo para se tornar um spin-off. Mas pra que isso se torne verdade, Quantico precisa se estabilizar na balança e trazer mais da realidade e apelo dos fãs para a série.

Que Alex carrega alguns episódios nas costas é mais do que nítido. Mas as vezes temos tantos acontecimentos que acabo me esquecendo dela. A personagem é uma clássica imagem do empoderamento feminino nas séries. Não depende de ninguém, consegue alcançar seus objetivos, não desiste fácil perante a situações extremas. Seu plot com Owen está me surpreendendo bastante pois estou gostando do que estou vendo. Mesmo sendo algo esperado para a série, aquela descoberta final de que ninguém é tão inocente quanto parece e que todos ainda estão no jogo para destruir a CIA me deixa bastante animado e confuso.

O foco agora é Dayana. Alex ainda tem suas dúvidas, mas precisa de Lydia para conseguir respostas. O episódio da semana seguinte pretende revelar grandes mistérios dá série. Assim espero pois já não me aguento de dúvidas. Espero que vocês continuem acompanhando as reviews e não deixem de conferir novidades no Mix. Até a próxima semana, abraço… 😀

FALLENORACLE

Nota do Episódio - 8.2

8.2

Review do décimo segundo episódio da segunda temporada de Quantico, da ABC, intitulado "FALLENORACLE".

User Rating: 5 ( 1 votes)

About Lucas Franco

Lucas Franco
Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.