Showrunner comenta sobre as mudanças no elenco de Criminal Minds

Imagem: Divulgação/CBS

Quando Criminal Minds terminou sua 12ª temporada com um acidente de carro, a showrunner Erica Messer disse ao TV Guide que “certamente esperava” que o elenco inteiro retornasse para a 13ª temporada. Mas, ela acrescentou: “Se eu aprendi alguma coisa em todos estes 13 anos, é que você não pode realmente se preparar para nada”.

Um mês depois – e menos de um ano depois que Thomas Gibson foi demitido após um desentendimento com um produtor – o show, e seus fãs, foram atingidos com outra surpreendente mudança na série de longa duração. Enquanto A.J. Cook e Kirsten Vangsness garantiram aumentos para retornar depois de longas negociações, Damon Gupton, que se juntou ao show no meio da temporada passada, foi demitido. Uma semana depois, Daniel Henney, que estrelou o spin-off cancelado, Criminal Minds: Beyond Borders, se juntou à série mãe, substituindo essencialmente o agente Stephen Walker, de Gupton.

“Foi difícil”, disse Messer ao TV Guide. “Como você sabe, essas decisões não são feitas rapidamente ou algo assim. Tudo foi uma decisão muito pensada”. Eventualmente, disse Messer: “foi tomada a decisão de que Damon não voltaria e Daniel se unisse, então cabe a nós contar as histórias e fazer com que elas tenham sentido”.

A ironia é que Gupton se juntou ao show a pedido da CBS para adicionar um oitavo personagem – tornando-o o maior elenco que o show já teve – seguindo a saída de Gibson. Não foi diferente da adição de Rachel Nichols na 6ª temporada e sua posterior demissão durante o hiato do verão, depois de Cook e Paget Brewster, que foram dispensados pela CBS e retornaram para a 7ª temporada. “Nunca é fácil ter aquelas conversas com um artista, “Diz Messer. “Você nunca quer ter aqueles. E [Gupton é] alguém que é tão respeitado em nossa família de Criminal Minds“.

Dado que o primeiro episódio de Gupton foi ao ar em janeiro e a segunda metade da temporada estava fortemente concentrada na prisão de Reid (Matthew Gray Gubler), Walker obteve o curto prazo da introdução, o que desempenhou um fator importante em sua dispensa. Como eles fizeram com partidas anteriores fora de seu controle – Mandy Patinkin desistindo abruptamente na 3ª temporada e a saída de Gibson – Messer diz que o programa se inclinará para a realidade da situação.

“Isso aconteceu. Nos bastidores, estávamos lidando com: ‘Oh, essa amável pessoa só entrou e nós tínhamos tanta sorte de trabalhar com ele e não demorou, mas eles terão de ir”, diz ela. “E, claro, demorou cerca de um minuto antes de estar em outra coisa incrível [a próxima série da CW, Raio Negro]. Mas esses momentos são apenas perversos”.

A saída de Walker – ele foi uma das pessoas no acidente – será tratada na estreia, que também verá a chegada de Simmons em tempo integral ao UAC. Vangsness disse anteriormente à TV Guide que um “escândalo” causou que o IRT de Beyond Borders “colapsasse”. “Apresentar o personagem de Daniel nesse mundo foi um bom momento”, acrescenta. “Todo mundo está apaixonado por ele nos bastidores, de modo que torna as coisas muito mais fáceis. É adorável. Ele traz uma nova energia para o show”.

E depois de tantas mudanças de elenco no ano passado e o fato de que o show já viu uma mudança de elenco todos os anos desde a 9ª temporada, Messer espera certa estabilidade a partir de agora. Mas, novamente, ela sabe não esperar. “Todos sabemos que qualquer coisa pode acontecer aqui”, disse ela com uma risada. “Eu amo todos aqui. Estamos nos divertindo. Apenas não posso acreditar que tivemos tanta sorte de estar aqui por 13 anos. Nós passamos por tanto. É louco.”

A 13ª temporada de Criminal Minds estreará em setembro, nos Estados Unidos, pelo canal CBS.

Fonte: TV Guide

Comments

comments

About Luiz Alves

Luiz Alves
Historiador, fã de histórias em quadrinhos e jogador de RPG de longa data. Tem interesse por séries de suspense, como Hannibal, The Killing, Luther etc., de fantasia, como Penny Dreadful; e de todas as séries baseadas em HQs.