Spoiler Alert: Westworld, The Blacklist, Elementary, Supergirl e mais bônus

Spoiler, Spoiler Alert, Supergirl, Elementary, Code Black
Imagem: HBO/Divulgação; CBS/Divulgação (02); CW/Divulgação

Quem está precisando de alguns spoilers?

Sim, nós estamos no meio da temporada de despedidas (algumas definitivas e outras provisórias). Entretanto, nós conseguimos encontrar algumas séries que estão relativamente no seu final para sair um pouquinho do óbvio.

É verdade que temos algumas informações acerca de uns e outros Season Finale, mas o foco aqui é em WestworldCode Black e muito mais. Por isso, lhe convido para mais uma coluna que preparamos com muito carinho para vocês, queridos leitores.

Preparados? Vamos em frente.

Muito mistério, pouca resposta

Com polêmicas à parte, o episódio mais recente de Westworld apresentou um mundo completamente novo e um personagem misterioso. De acordo com a Entertainment Weekly, o universo realmente não é o que se imaginava a primeira vista, mas aos poucos ele se revela surpreendente e diferente de tudo que nós já vimos. O mesmo pode ser dito para o tipo estranho que deu as caras pela primeira vez, cujas intenções serão reveladas em breve.

Continua após a publicidade

O vilão de hoje será o herói de amanhã

Filmar um documentário numa das salas de emergência mais movimentadas do país parece uma péssima ideia. Exatamente por isso que Code Black desenvolverá essa proposta nos próximos episódios. O projeto de Diego Avila (Tyler Perez), como já era de se imaginar, atrapalhará muito a vida dos médicos e pacientes do Angels Memorial.

Sim, criará algumas complicações reais pra ele e também para todos ao seu redor no hospital,” garante o produtor executivo Michael Seitzman. Mesmo que exista um processo pronto para ser ajuizado contra Diego, a filmagem será de grande ajuda no futuro. “Se torna num presente um tanto curioso, mas eu não quero estragar a surpresa, mesmo que num determinado ponto vocês vão ficar, ‘Graças a Deus que ele estava fazendo esse documentário”.

Preenchendo vazios

O retorno da meia irmã de Joan, Lin, no episódio mais recente de Elementary é o início de uma história importante para a personagem de Lucy Liu. “Joan terá muitas coisas acontecendo, pessoalmente,” compartilha o produtor executivo Rob Doherty.

Especificamente, nós vamos explorar muitas das suas conexões familiares nesse ano. Nós vamos mergulhar um pouquinho mais na família de Joan. Nós vimos um pouco do seu pai nos últimos anos e outras conexões afeições que supriram sua família por um bom tempo. Nós vamos revisitar isso,” completa.

Além disso ela passará por um período de maior reflexão. “Ela vai olhar as coisas com mais clareza e que esse período na qual mora com seu parceiro e trabalha para polícia, pode carregar responsabilidade pelo distanciamento,” diz o produtor. “Ela vai tentar preencher esses vazios,” completa.

Há algo grande vindo em The Blacklist

O nosso Season Finale será desenvolvida ao redor de uma grande revelação cuidadosamente injetada em The Blacklist. No decorrer dos anos nós fizemos algumas referências, e construir toda história ao redor, então eu penso que os fãs mais ardentes da série verão a verdade de uma forma tão veloz como nunca antes. Não apenas porque essa reviravolta vai explodir a série, mas vai mudar tudo em relação ao futuro,” garante.

Nada de descanço

A morte de dois Worldkillers não significará que Kara possa respirar fundo e relaxar em Supergirl. Na verdade, ela vai descobrir em breve que seus problemas relacionados aos Worldkillers está apenas começando. Para Season Finale da série, Melissa Benoist garante que será uma grande oportunidade de crescimento para a Garota de Aço.

Com as decisões que ela tem que tomar e como ela transpira para resolve-las, acaba dando oportunidade para que ela chame algumas responsabilidades,” diz Melissa. “Ela está amadurecendo, algo que quero para ela desde a primeira temporada. Eu queria ver um arco natural de uma menina se tornar numa mulher. Porque vemos ela um tanto inocente no início, e mudar essa realidade não é fácil e nem rápido,” pondera.

Mas agora, eu peno que ela realmente vai fazer o que pensa,” conclui.

Save The Date

Uma das personagens mais adoradas pelo telespectador de Blindspot é Shepherd (Michelle Hurd). Para todos aqueles que assistiram o episódio da série na última sexta-feira (11) já sabem que ela está de volta. “Eu fico muito empolgado de ter a Michelle Hurd de volta em Blindspot,” conta o produtor executivo Martin Gero. “,” conclui.

Bônus: 

A última vez que o telespectador viu Gary Cole em The Good Fight sabe que o casamento do seu personagem, Kurt, com Diane (Christine Baranski) não vai bem. Não é para menos, a advogada descobriu que foi traída (de novo) juntamente com um juiz, um júri, os procuradores e os espectadores. A boa notícia (ou não) é que ele ainda vai retornar. Não há informações sobre suas intenções, mas a gente espera que seja um final feliz.

Continua após a publicidade

Trailer da Semana: A Very English Scandal

Na Inglaterra dos anos de 1960, a homossexualidade ainda era ilegal. Por isso, quando o Jeremy Thorpe se torna o mais jovem líder de um partido político no Reino Unido ao comandar o Partido Liberal, ele precisa manter seu romance com o jovem Norman Scott em segredo. Não é apenas a sua carreira política que está em jogo, mas sua vida também.

Responsável por trazer mais um grande nome do cinema para televisão, Hugh Grant, a minissérie também tem nomes importantes atrás das câmeras. Stephen Frears (A Rainha) será o diretor, enquanto Russell T. Davies (Doctor Who) ficará responsável pelo roteiro.

A estreia no Reino Unido acontece no domingo, 20 de maio.

Como eu não posso colocar dois vídeos pra vocês aqui, vou pedir um favor. Assistam o trailer da segunda temporada de The Bold Type. Não vejo a hora de ver essa delícia de novo, sinceramente. Dito isso por essa semana é só. Lembro o leitor que estamos flertando com o final da Spring Season e em breve nossa coluna será dominada pelas séries da TV a cabo. Preparem-se!

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.