Supergirl – 3×05 – Damage

supergirl
Imagem: The CW/Divulgação

Faltando pouco para o grande crossover com Arrow, The FlashLegends Of Tomorrow, Supergirl veio mais uma vez investindo em histórias que poderiam ser fillers, mas que novamente funcionaram super bem. Antes de mais nada, quero enaltecer uma personagem que só vem crescendo a cada episódio, Lena Luthor. Quem acompanha minhas reviews, desde a temporada passada, sabe muito bem que defendo a ideia de que a amizade dela com Kara lembra muito a de Lex e Clark em Smallville, mas, estou começando a acreditar, em termos, que talvez isso não termine com uma inimizade.

Depois de um tempo sumido, Morgan Edge está de volta à história, comprovando não estar nenhum pouco para brincadeiras. Definitivamente, ele será uma pedra e tanto no sapato de muita gente e seus novos passos demonstraram isso perfeitamente, com os ataques a Lena. O lance do envenenamento nas crianças, através do chumbo, me fez questionar se realmente era culpa dela, pois já se passou um certo tempo desde os acontecimentos da última finale, e tais consequências só aparecem agora? Apenas que seria totalmente estranho, não é mesmo?

É claro que até isso ser comprovado, a moça comeu o pão que o diabo amassou, com direito a tentativa de homicídio. Por um momento cheguei até pensar que realmente tudo isso que estava acontecendo pudesse ser realmente por conta do dispositivo criado por Lex, e até comecei a pensar numa hipótese de usarem um antídoto para desfazer isso, e começar a desenvolver uma trama de trazer Mon-El de volta. Mas como tinha Edge envolvido no meio, nem me iludi mais.

Imagem: The CW/Divulgação

Outro ponto interessante abordado foi a evolução sem fim de Sam, que a cada episódio que passa é impossível não amá-la mais. Sinceramente, está sendo difícil o que os produtores vêm fazendo, pois tenho visto que muita gente vem se apegando à personagem também, e vai ser complicado quando ela começar a demonstrar seus traços de vilã. Para ajudar, eles estão fazendo de tudo para aproximá-la de Kara, e a química entre as duas vem dando super certo. Quero nem ver quando começar o embate entre Supergirl e Reign. A primeira coincidência já foi apresentada, quando elas revelaram uma a outra de serem adotadas. Apenas atento a tudo isso.

Com a descoberta de que Lena era inocente, e tudo não passou de um plano diabólico de Edge, fomos levados a um dos momentos mais emblemáticos do episódio. Com toda a falcatrua revelada, o vilão conseguiu buscar uma alternativa para tentar eliminar a inimiga, e por pouco que conseguiu. As sequências de Supergirl tentando salvar a amiga foram bem apreensivas, mas ainda bem que no final deu tudo certo. Quando a heroína manda a empresária escalar a outra parte repartida do avião, eu fiquei tão angustiado, que parecia até que seria eu a pessoa resgatada.

Vocês acharam mesmo que eu não citaria o casal Sanvers na review? O inevitável acabou acontecendo, e Alex e Maggie terminaram o relacionamento delas. Com o impasse sobre ter um filho, as duas chegaram à conclusão que o melhor a ser feito era justamente colocar um ponto final em tudo. Eram o casal da temporada, de forma bem mimizenta, acho que justamente no intuito de fazer todo mundo pegar ranço. Mas só que os momentos finais delas juntas foi de partir o coração. Elas passaram por tantas coisas juntas, tiveram tantos momentos incríveis na temporada passada, que estão saindo da relação totalmente amadurecidas e como duas mulheres absolutamente fortíssimas. Estou no aguardo de como Alex vai se portar daqui pra frente e curioso das irmãs Danvers “voltando para casa”. Será que isso é realmente necessário nesse exato momento, nas vésperas de um mega crossover?

Morgan Edge já mostrou que será que nem Lilian Luthor, pode não ser o grande vilão da temporada, mas que vai causar o equivalente a isso. E digo mais, não me surpreenderei se os dois em algum momento se aliarem, só digo isso. Encerro a review dizendo mais uma vez que estou gostando da forma como estão conduzindo a história de Sam, e ansioso para ver como vão transformá-la na temível vilã Reign. Tudo está caminhando para que esse ano de Supergirl seja muito bom e talvez a série possa fugir da tal maldição da terceira temporada, que rolou em ArrowThe Flash. Vamos aguardar!

PS: Não tem jeito, pelo visto vão juntar Lena e James mesmo na história.

PS 2: Fui só eu que senti uma indireta da Lena bêbada, falando sobre Kara guardar segredos? Será que ela está que nem a Cat Grant, sabendo que a amiga é a Supergirl e fazendo-se de sonsa?

 

Damages

Nota do Episódio - 9

9

Review do quinto episódio da quinta temporada de Supergirl, da The CW, intitulado "Damage".

User Rating: Be the first one !

Comments

comments

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!