Supernatural – 13×08 – The Scorpion and the Frog

Imagem: The CW/Divulgação

O episódio desta semana pode ser classificado como divertido. Em uma clara alusão aos filmes de Indiana Jones, “The Scorpion and the Frog” conseguiu arrancar boas risadas.

Aqueles que conhecem a fábula do Escorpião e do Sapo, certamente conseguiram visualizar a relação com a estória. Mas para aqueles que ficaram boiando, aqui vai uma rápida explicação. De acordo com a lenda, o escorpião pede ao sapo que o leve até a outra margem do rio. O sapo, por sua vez, pergunta como ele pode ter certeza de que o escorpião não o picará durante a travessia, e recebe o argumento de que ambos morreriam afogados caso isso acontecesse, então ele poderia ficar tranquilo quanto à sua segurança. Entretanto, no meio do trajeto, o invertebrado quebra sua promessa e pica o sapo, levando ambos à morte. Quando questionado sobre o motivo que o fez agir de forma tão traiçoeira, o escorpião responde que essa é sua natureza e que é impossível fugir dela. Na trama de Supernatural, Dean Winchester é o sapo.

Tudo começa com o roubo de papiros que contém um feitiço capaz de rastrear um Nefilim. Um demônio de encruzilhada chamado Bart oferece o feitiço aos Winchester contanto que os irmãos façam um serviço para eles: invadir um cofre e roubar que algo que está guardado em seu interior. Para abrir o tal compartimento é necessário o sangue de um humano que já tenho ido ao inferno. É aí que entra Dean Winchester.

Os irmãos aceitam a proposta e, para esta empreitada, contam com a ajuda de um demônio especialista em burlar sistemas de segurança sobrenatural e de uma humana (que vendeu a alma a Bart) capaz de abrir qualquer tipo de cofre. A parte mais engraçada deste episódio, e que me fez dar muitas gargalhadas, foi aquela em que Dean é obrigado a colocar a mão em um buraco para que seu sangue fosse coletado. Meu Deus, Jensen Ackles é hilário!

Imagem: The CW/Divulgação

Luther Shrike é o guardião do artefato tão desejado por Bart. Logo de cara vemos que o homem é casca grossa, pois além de dominar os feitiços de proteção, ele conseguiu uma carta na manga que permitiu a ele renegociar um pacto feito com o demônio de encruzilhada. Shrike guarda em seu cofre os restos mortais de Bart, que podem ser queimados a qualquer momento, dando a ele uma passagem só de ida para o inferno.

No final, Luther Shrike é morto por Bart (o escorpião da estória), mas Dean e Sam conseguem queimar os ossos do demon e, ainda por cima, salvar a garota que havia vendido a própria alma. Infelizmente, o papiro contendo o feitiço capaz de encontrar Jack também pegou fogo e ficou totalmente destruído. Ou seja, tudo continuou do mesmo jeito: sem feitiço, sem Jack, sem alternativas!

Sendo muito sincera, apesar de ser um episódio bem legal, “The Scorpion and the Frog” não serviu para simplesmente nada! Ele somente mostra que os Winchester continuam em sua busca por Jack e que os fracassos serão, provavelmente, mais numerosos que os sucessos. Após “War of Worlds”, que foi uma confusão tremenda e cheio de tensão, a trama desta semana foi um anti-clímax. Não digo que foi ruim, pelo contrário, ele deu uma relaxada nos espectadores, além de nos descontrair até que chegue a verdadeira tempestade.

Só para relembrar, estamos na expectativa pelo retorno de Mary Winchester, pela volta de Jack, pela fuga de Castiel e do Capiroto das garras de Asmodeus e, para finalizar, descobrir qual é o mistério de Mr. Ketch. Tem muita coisa para acontecer, minha gente! Ainda bem que estamos só no início desta 13ª temporada.

The Scorpion and the Frog

Nota do Episódio - 9.4

9.4

Review do oitavo episódio da décima terceira temporada de Supernatural, da The CW, intitulado "The Scorpion and the Frog".

User Rating: 4.45 ( 1 votes)

Comments

comments

About Roberta Oliveira

  • Bruno D Rangel

    Esse pra mim foi o pior episódio desde a época dos leviatãs. Não tenho nada pra falar sobre ele.
    Achei uma perda de tempo.

    Desculpe o desabafo haha