The Blacklist – Como foi a quarta temporada e o que esperarmos da quinta

Imagem: Arquivo Pessoal

De volta à Fall Season e na expectativa das novas aventuras de nosso anti-herói Raymond “Red” Reddington, podemos refletir sobre algumas coisas, e uma delas é: Raymond não é infalível.

O que vimos na temporada 4 foi um Red mais humano, vulnerável, arrependido e em alguns momentos perdido (o que não necessariamente tenha me agradado), um homem que pagou caro, inclusive literalmente, por seus erros com Mr. Kaplan. Primeiro, o erro de tentar matá-la e, depois, por falhar no intento e com isso desencadear um processo silencioso de vingança e autopreservação.

Aprendemos muito nesse ano sobre Elizabeth, seu passado e a confirmação de que Reddington é mesmo seu pai. O que já era meio que esperado por todo mundo desde a 1º temporada e, trazendo de forma elucidativa as circunstâncias dessa concepção. Mesmo assim não ponho minha mão no fogo, afinal já vimos nossa personagem querida voltar dos mortos.

Menção honrosa deve ser feita à cena carregada de emoção, em que Liz e Red se encontram; ela trazendo nas mãos o resultado de DNA, e na consciência a aceitação sobre quem ela é, como ela é, e principalmente quem é sua família.

A grande questão da próxima temporada se inicia justamente com Kate se jogando da ponte e dando fim a própria vida, não sem antes revelar a Red que ela havia desenterrado um grande segredo (a mala trancada dentro do armário na rodoviária ) e este seria entregue a Liz. Imediatamente percebemos que isso não trará, digamos, vida fácil a nosso protagonista. Mas afinal, de  quem serão os restos mortais contidos na mala que foi entregue a Tom com endereçamento a agente Keen? Como isso afeta Red?

Como se não bastasse, eis que o agente “certinho” Ressler perde a cabeça e se junta à banda dos teu passado te condena. Num acesso de fúria, desencadeado pelo conhecimento de que Laurel Hitchin era a assassina de Reven Wright, Donald dá um tapa na “chefona” de segurança nacional, que bate a cabeça e cai mortinha.

E será que finalmente vai rolar um romance entre Aram e Navabi? As coisas precisam andar entre estes dois, são  muitos desencontros e falta de coragem de ambas as partes.

Pelas noticias que temos, parece que será  bem divertido observarmos Red falido, que precisa se preocupar em pagar o aluguel e a conta de luz, ou seja, voltando às origens e pegando no batente para levantar fundos de maneira pouco ortodoxa, digamos.  Outro aspecto inusitado é a relação mais próxima que viverão  pai e filha, enquanto  Liz se sente  mais segura sabendo  que hoje tem uma família, por outro lado sabe que carrega o gene do pai e precisa se policiar para não se transformar nele. Em meio a tudo isso, Red precisa remontar sua equipe e contará com sua filha para no intento.

O que realmente podemos esperar: Diversão.

The Blacklist retorna com episódios inéditos nesta quarta (27).

Comments

comments

About Cristiano Sonny

Cinéfilo, gosto de um bom livro, vinho com os amigos e Futebol Americano. Faço das séries minha paixão diária a mais de 20 anos, sendo eterno fã de Sopranos, Lost e Friday Night Lights.