The Originals – 4×05 – I Hear You Knocking

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

Nesta semana, The Originals nos entregou o quinto episódio de sua quarta temporada. E, mesmo trazendo vingança e deixando claro o quão poderoso o Hollow pode ser, “I Hear You Knocking” acabou abrangendo muito mais do que eu esperava do episódio inicialmente, deixando claro que há mais peças no tabuleiro do que inicialmente havíamos considerado.

Confesso que não entendi o aparente descontentamento de Freya com a aparente partida de Keelin. Afinal, mesmo que ela tenha ajudado a bruxinha e elas até pareçam ter desenvolvido uma parceria, tava na cara que não era uma amizade duradoura e sim um… vamos dizer “acordo comercial”, por falta de um termo melhor. É claro que foi uma surpresa – para nós e para ela – quando a lobinha voltou para ajudar, mas acho que fazer isso meramente para completar a expectativa de amizade que Freya mostrou inicialmente foi meio fraco, mais ainda pelo comportamento de Freya no resto das sequências.

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

Nesse meio tempo, sou forçado a admitir que os truques mentais do Hollow com Marcel foram muito mais interessantes do que com Klaus. Afinal, embora as paranoias que a entidade usou sejam velhas conhecidas – para Klaus foi Mikael e para Marcel foi Elijah –, a teatralidade com que o Hollow provocou Marcel foi muito mais cruel, muito mais efetiva. E, por mais que eu não goste do personagem, quando ele volta a ser possível alvo, o tempo de cena dele parece bem melhor aproveitado – mesmo com as cenas de romancezinho dele com a vampira cujo nome não me interessei em aprender ainda.

Na verdade, e falando em aproveitamento, o senso de humor do Hollow é uma verdadeira maravilha. A maneira simples com que, para Marcel, ele descreveu o seu plano para obter um sacrifício – “Two powerful soul, both fighting to the death./And doesn’t that sound wonderful?” – como se essa fosse a coisa mais corriqueira do mundo foi maravilhoso. Verdadeira vilania se mostra assim e foi um toque legal da produção.

Até mesmo no seu ponto mais fraco, que foi quando a criatura brincou de Mikael para tentar controlar Klaus, o Hollow provou ser uma ameaça interessante. É claro que, nessa parte, é a bravata do nosso Original que brilha – como não adorar Klaus fazendo piadas para a criatura que adotou a forma de quem ele mais odiava?

Já no núcleo de Hayley, ainda não entendo porque todos os mistérios precisam ser ligados a faceta de rainha dos lobisomens da moça. Ela poderia muito bem vegetar um pouco, perder parte do destaque. Toda a trama do Hollow já parece muito complicada e cheia de possibilidades sem a inclusão dos lobos na história. Fora isso, esses momentos de ilusão dela com Elijah, em que ela caminha acreditando que conseguirá construir uma vida para ela e para o vampiro realmente me divertem. Iludida que só ela, mal posso esperar para descobrir o que o Hollow fará com ela.

No fim, a luta foi bem básica, mas o confronto com a forma espectral do Hollow foi mais meia boca do que eu esperava. Contudo, vingança – que foi a palavra-chave do episódio – parece ser exatamente como o ouroboros que representa o Hollow: um ciclo sem fim. Afinal, e eu adoro quando a magia se vale desses detalhes mínimos, sangue de Marcel realmente foi derramado e, para obter sua vingança e seu sacrifício, o Hollow parece ter usado isso para mandar o carvalho branco de volta ao mundo. Cada dia mais, essa ameaça espectral parece algo interessante, e mal posso esperar para descobrir qual será seu próximo truque. E agora que os papéis estão revertidos, com Marcel encarcerado, os nossos Originais terão uma batalha só deles para lutar. See ya!

I Hear You Knocking

Nota do Episódio - 9

9

Review do quinto episódio da quarta temporada de The Originals, da emissora CW, intitulado "I Hear You Knocking".

User Rating: Be the first one !

About Richard Gonçalves

Richard Gonçalves
Estudante de Letras, apaixonado por quadrinhos, música e cinema. Viciado em séries desde sempre. Fã de carteirinha de Doctor Who, House, Battlestar Galactica, Sherlock, 24 Horas, The Borgias, Penny Dreadful, E.R. e Lost. Aqui no Mix de Séries é editor de reviews, além de escrever as reviews de Marvel's Jessica Jones, Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. e The Originals.