The Voice AU – 5×06/07 – Blind Auditions

the-voice-au-5x0607

Fala moçada, como estão? As audições do The Voice Australia continuam bombando, e os coaches estão cada vez mais criteriosos. Essa primeira fase da temporada já está quase entrando em sua reta final, e as vagas ficando mais restritas.

Vamos ver o que rolou nessa terceira semana de blind auditions?

 

PRIMEIRA NOITE

 

Carmel Rodrigues – “Part Of Your World”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Achei tudo teatral demais, e totalmente desnecessário. Carmel é muito boa, isso não há como negar, mas precisa de aprimoramentos. Nada melhor que Jessie J sendo sua coach, pois tenho certeza que ela vai conseguir fazer com que a garota vá desapegando a seus vícios.

Let: Vish, o episódio já começou mal. Não gostei nada de Carmel, a voz perde todos os méritos com toda essa encenação desnecessária, e confesso que não entendi Jessie. Isso só pode ser desespero, afinal, como ela nunca vira para ninguém, começou a notar que seu time está vazio.

Lucas: Concordo contigo Duh, foi bem teatral o negócio. Gostei da voz da Carmel, mas queria que tivesse cantado outra música. Curioso pra ver se a Jessie vai conseguir extrair o melhor dela.

 

Mikaela Dean – “Changing”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Não a achei tão extraordinária assim, mas sinto que ela tem potencial de evoluir cada vez mais. Espero e muito que Ronan consiga extrair o máximo dela, pois então a act terá o que nos surpreender.

Let: Q TÁ CON TE SE NO??? Não tá parecendo The Voice AU, não me lembro de uma média de dois acts ruins seguidos até agora no programa, e o mais louco é que Mikaela também virou cadeiras.

Lucas: Adoro essa música, mas só mesmo na voz da Paloma “maravilhosa” Faith. Convenhamos que não rolou pra Mikaela. Achei que ninguém iria virar, então fiquei bastante surpreso quando Ronan apertou o botão.

 

Nathan Lamont – “Like I’m Gonna Lose You”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Amo demais essa música, e achei incrível sendo cantada por um homem. Nathan teve alguns deslizes e falhas durante a apresentação, mas nada do outro mundo que lhe possa prejudicar. O rapaz foi uma adição e tanto ao Team Madden, que essa temporada, até o momento, está com tudo.

Let: Nathan não foi só um dos melhores, na verdade só agora que começou o episódio de verdade. Adorei a versão, a ousadia de cantar uma música complicada como essa. Nathan me ganhou de jeito!

Lucas: Nathan foi um dos melhores do episódio! Sim, o cara precisa de um pouco mais de treino, mas entregou uma audição bem gostosa de assistir e me ganhou com a voz. Sobre essa música ser maravilhosa, não precisa nem dizer né?

 

Clancy Dunn – “Can’t Help Falling In Love”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Eu acho essa música formidável, intensa, e que exige muito de quem a canta. Clancy se doou na medida certa, mas não foi a escolha adequada para o momento. Mesmo assim me emocionei por demais, porém foi em “Make You Feel My Love” que vi sua incrível habilidade se sobressair ainda mais, e a revolta de ninguém ter virado a cadeira.

Let: Não entendi sinceramente porque não viraram para Clancy, e viraram para Mikaela. Olha, hoje tá difícil. Aquela segunda música foi de cortar o coração.

Lucas: Foi realmente uma pena ninguém ter virado. Eu gostei muito do tom do Clancy, e estava aqui torcendo pra que Delta ou Jessie apertasse o botão. Tudo bem que a song choice acabou não ajudando muito, mas o cara tem potencial. Aí quando foi cantar a segunda música e Jessie ficou toda chorosa, ficou impossível não se emocionar junto.

 

Micah Rotwell – “House Of Rising Sun”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Ruim Micah não foi, mas depois da destruição causada pela maravilhosa e saudosa Kimberly Nichole da season 8 do US, essa música ficou imortalizada na voz dela pra mim.

Let: Micah não tem potencial para essa música, simples assim.

Lucas: Eu já achei que foi bem ruim, viu?! Essa música é um tiro de bazuca, então pra cantar, a pessoa tem que dar conta do recado e não foi bem o que aconteceu com Micah.

 

Chrissy Ashcroft – “When The War Is Over”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Que história de vida, que apresentação! Eu estou boquiaberto até agora aqui com Chrissy, meu Deus do céu. Ela foi intensa do começo ao fim, expôs sem medo algum suas emoções, foi autêntico e singelo. Impossível não se comover com tudo isso, e quando Delta virou a cadeira para ela, aí que quase me afoguei nas minhas lágrimas. E a candidata perguntando ser era verdade a escolha da jurada, e sua reação em ver isso? Haja coração!

Let: O legal desses programas é que mudamos de sentimento, como mudam os candidatos no palco. Chrissy me fez chorar aqui com toda sua história emocionante. E aquela inocência em duvidar da escolha de Delta foi tão incrível, tão real, que eu não me aguentei, morri aqui.

Lucas: Como não se emocionar gente? Acho que nunca tinha ouvido a música, e já sai caçando aqui quando terminei de ver o episódio. Chrissy veio com toda aquela história emocionante, e quando subiu no palco ficou ainda melhor. Foi realmente maravilhosa!

 

Kate Van Elswijk – “People Help The People”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Foi tudo tão chato, que tirar fios quebradiços do meu cabelo foi muito mais interessante.

Let: Está complicada essa dualidade do programa hoje, que vai de um candidato ótimo até um totalmente dispensável como Kate. Aff!

Lucas: Outra música ótima, mas que acabou não funcionando. Faltou algo ali, sei lá, parecia mais que a guria estava sendo obrigada a cantar naquele palco.

 

Kayleigh Killick – “We Found Love”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Simplesmente achei demais essa apresentação. Kayleigh veio com uma versão meio acapella, que na sequência foi substituída por aquela consagrada por Rihanna. Amei por demais, e foi uma grande surpresa a candidata escolher Ronan.

Let: Amo demais essa música, e amei a versão mais intimista desse clássico da minha musa-mor, Riri. E eu curti ela escolher Ronan, estou gostando cada vez mais dele.

Lucas: Que delícia de versão gente! Me ganhou já de início, e foi surpreendendo a cada parte da música. Estava na certeza que escolheria Jessie, então já fiquei de cara quando disse o nome do Ronan. Tomara que ele saiba como trabalhar com a guria.

 

SEGUNDA NOITE

 

Kayla Piscopo – “Titanium”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Kayla é uma candidata muito boa, porém pecou no nervosismo e song choice. “Titanium” é uma música poderosa, e muito difícil de se cantar, tanto é que a garota se perdeu em vários momentos, sem falar nas inúmeras desafinações. É uma pena, mas quem sabe ela não volte uma terceira vez, nas edições futuras?

Let: Migaaa, assim não dá para te defender. Se não tem voz para essa música poderosa, não canta ela, simples assim.

Lucas: Titanium”, jura minha filha? Nervosa desse jeito, não poderia mesmo ter dado certo. Olha que eu gostei da voz dela, acho que tem bastante potencial, mas definitivamente deveria ter escolhido uma música mais fácil de cantar.

 

Kim Sheehy – “She Used To Be Mine”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Eu gostaria muito de saber o que causou de ninguém ter virado a cadeira para Kim na season 2. Que voz maravilhosa, doce e profunda. Eu amei por demais a performance dela, e já estou mega curioso para ver seus próximos passos na competição. Sendo bem trabalhada, tenho certeza que irá bem longe.

Let: Que apresentação deliciosa, é bom demais ver alguém cantar outra música de Sara, que não seja “Gravity”. E essa voz doce da Kim me ganhou de um jeito que olha, tô ansiosa para ver o que ela fará no futuro.

Lucas: Kim me ganhou só pelo ótimo gosto musical. Sara Bareilles gente, essa mulher é vida e essa música é maravilhosa! Quanto a audição, achei uma delícia, pois Kim veio com uma voz toda suave e gostosa de ouvir. Sim, teve algumas falhas, mas nem por isso deixou de ser uma ótima audição.

 

Amy & Deb Kwong – “If I Were A Boy”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Cruz credo! Não houve momentos adequados de singularidade, a maioria do tempo elas cantaram juntas e eu tive a impressão de ouvir um coral da Igreja. Adeus!

Let: HAHAHAHAHAH QUERIA ESTAR MORTA!

Lucas: Gente, eu gostei e estou envergonhado por isso. HAHAHAHAHA. Curti as vozes, mas as duas cantando juntas não rolou mesmo. Elas deveriam ter tentado com audições individuais, talvez podendo ter funcionado.

 

Stephen Ward – “With A Little Help From My Friends”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Eu amo essa música por demais, ela me toca e me comove de forma única. Stephen tem uma voz potente, mas que não soube se adequar à sua escolha para performance. É uma pena ele ter pecado na song choice, pois já imaginava apresentações destruidoras dele na competição.

Let: Também notei isso Lucas, ele não me pareceu à vontade em nenhum momento. A song choice não funcionou, e o nervosismo o fez desafinar e se perder demais.

Lucas: Lá no começo já deu pra perceber que aquilo não iria dar certo. Só eu fiquei com a impressão de que ele estava lá por vontade de sua mãe e não dele? O cara estava super nervoso, começou errando e o resto não ajudou. Quem sabe no futuro, quando se atentar na song choice?

 

Kylie Jane Howard – “What I Did For Love”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Eu acho que Luke vai concordar comigo, a voz de Kylie lembra e muito de Carrie Underwood. Por conta disso, a música, em minha humilde opinião, não casou com a candidata. Ainda bem que os irmãos Madden viram nela potencial de ir longe, e espero muito que a act venha com canções voltadas para o folk ou ska.

Let: A voz dela é ótima, mas a song choice erradíssima, chata. Também curti aqui os Madden dando essa chance para a moça.

Lucas: Concordo sim Duh, ia até comentar aqui. Não achei que a blind foi lá grande coisa, mas gostei muito da voz da Kylie e ela definitivamente me deixou curioso por mais. Essa música é muito bacana, e eu até gostei da versão que ela cantou, ainda assim não acho que a guria tenha mostrado o seu verdadeiro potencial.

 

Shirin Majd – “Ave Maria”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: É incrível o poder dessa música, e de como ela nos deixa arrepiados hein?! Achei essa audição tensa demais, pois Shirin se deixou levar por seu nervosismo extremo, não atingindo então as notas adequadas e chegando até passar mal. Se Delta não souber trabalhar isso na candidata, das batalhas ela não passará.

Let: Ai não gostei nada, e tenho certeza que ela morre na próxima fase.

Lucas: Foi realmente bem intenso, mas confesso que não consegui gostar muito viu?! Vou nem dizer o que eu acho sobre o tombo, mas em relação a voz, me deixou com a impressão de que ela não passa da próxima fase.

 

Talia Gianscapro – “Angel”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Estou besta até agora aqui com Talia. Que voz linda e incrível, simplesmente amei sua performance. Mesmo assim, ela precisa tomar cuidado, pois vejo que a candidata é bem extremista, podendo ser boa ou ruim demais.

Let: Voei para longe com essa apresentação, essa música é maravilhosa demais, sempre me derruba. Talia é boa e ousada, e já vejo que amarei a moça.

Lucas: Ah gente, essa música… ESSA MÚSICA… Me faz viajar toda vez que ouço, e Talia conseguiu me conquistar desde o início. Rolaram algumas desafinadas ali, sem sombra de dúvida, mas estou apaixonado por ela e já foi uma das minhas audições preferidas do episódio.

 

The Koi Boys – “Sh-Boom”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: O QUE FOI ISSO? Quando vi que os três se apresentariam não botei fé, achando que seria algo meio blé para passar o tempo. Eu simplesmente paguei minha língua bonito, pois eles destruíram tudo. Como assim, gente?

Let: AMEI ESSE GRUPO, como assim gente? Meu queixo está no chão, mas acho que eles estão no reality errado. The Voice não é voltado para grupos, e sim mais para cantores solo.

Lucas: Só eu fiquei com vontade sair dançando junto? Pode até parecer uma comparação boba, mas não sei o que esperar do grupo nas próximas fases. Vai que eu queimo a língua e acontece algo no maior, estilo Reggie ‘N’ Bollie, do The X Factor UK?

 

O que acharam das audições dessa semana?

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.