The Voice AU – 5×15 – Top 12

the-voice-au-5x15

Olá amigos, como estão vocês? Dando continuidade aos lives shows,The Voice Australia dessa semana veio com mais apresentações memoráveis, além de quatro eliminações, como de costume nessa fase. Com a disputa ficando mais acirrada, os coaches não têm mais direito ao Saved.

Vem com a gente!

 

ELIMINAÇÕES

Foram eliminados Lexi Clark (Team Madden), Brianna Holm (Team Jessie), Elle Murphy (Team Delta) e Emad Younan (Team Ronan).

Alex: Se o The Voice AU já é um programa de qualidade excelente, seja pelos acts ou coaches, ele ganha uma outra proporção pelo público. A franquia The Voice já tem uma fama não muito boa quanto aos lives, principalmente a franquia americana, e essa é uma das partes mais tenebrosas do programa, em minha opinião. Quem está aqui tem ótimas qualidades, uma voz de se invejar e, como qualquer outro, pode ser eliminado. O público australiano tem a noção, de fato, de quem é o melhor naquela semana. Prova disso é que Elle, Brianna, Lexi e Emad deram adeus. Não que eles sejam ruins, o que não são. Mas na semana passada eles, entre os demais, foram os “menos melhores”. Dói muito ver isso, mas é o jogo. Foi previsível, foi esperado. Logo, até aqui, está “tudo normal”.

Edu: Vou ser bem sincero que esperava por todas as eliminações, e não foi surpresa alguma para mim. De todos ali, fiquei muito sentido, não vou negar, pela saída de Lexi e Emad, pois ambos são demais, porém não tinham mais para onde ir. Brianna e Elle já era para terem saído antes dos lives shows, mas mesmo assim tiveram uma ótima trajetória.

Let: Eu só sofri mesmo com a eliminação de Emad, e sofri. Ele tinha muito potencial, mas se o público já eliminou de cara, é porque não era nada popular. De resto, foram é tarde.

Lucas: Confesso que fiquei surpreso com a eliminação da Brianna, mesmo não tendo se superado na semana anterior, achei que ela continuaria na competição. Lexi eu também senti, mas entre os três era quem eu torcia pra sair, já Elle não foi tão surpresa assim e Emad, por mais que eu adore a voz do cara, depois do Ronan salvar Mitch era meio difícil imaginar que ele fosse acabar bem votado.

PERFORMANCES

 

Andrew Loadsman – “Hold Back The River”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Já comentei semana passada, que quando o Andrew abre a boca já me sinto nas blinds, e procuro o primeiro botão para virar a cadeira. E isso não se deve única e exclusivamente à sua voz, mas a peculiaridade que ele impõe em cada apresentação desde sua chegada no programa. E é justamente em cada apresentação, o qual ele mostra uma nova potência, um novo jeito que não vimos ainda.

Edu: Eu amo essa música, Andrew é um dos meus candidatos favoritos, e estou extasiado com essa apresentação. Gente, a potência vocal desse cara não é desse mundo, e eu acho incrível o toque peculiar que ele dá nas músicas escolhidas para cantar.

Let: Eu amo Andrew e sua voz diferenciada, mas essa performance foi bem fraca. Não sei se foi a melodia ou a música que não crescia nunca, não saiu do lugar, mas fiquei mega entediada com tudo isso. Bateu até medo por Andrew.

Lucas: Pra ser sincero não achei que foi a melhor performance do Andrew. Não que tenha sido ruim, porque não foi, e mais uma vez ele mostrou um poder vocal espetacular. Só acho que a song choice não foi a melhor e, pra mim, tinham inúmeras outras músicas do James Bay as quais ele poderia ter feito um trabalho espetacular. Ainda assim, o cara continua sendo um dos meus favoritos.

 

Aaliyah Warren – “Killing Me Softly”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Irei concordar com o Luke. O início da música foi muito limpo, instrumentalmente falando, e achei super estranho. Ok, deu para mostrar, como nunca, a voz e o que Aaliyah pode fazer com ela, mas foi estranho.

Edu: Que apresentação mais deliciosa, meu Deus do céu. Aaliyah veio com essa música, que é tão leve, linda e serena, e nos proporcionou algo único. Sem exageros, ou releituras, a candidata foi fiel à versão original, sem parecer algo karaokê. Ah sim, ficou totalmente a cara dela, e isso acho que conta muitos pontos.

Let: Eu achei que começou super bem, mas impliquei porque eu queria sim ver algo diferente. A voz de Aaliyah é tão especial, tão única, que merecia mais do que uma versão exatamente igual à original.

Lucas: Foi bacana de assistir, mas não acho que Aaliyah foi tão bem como na semana anterior. Gosto bastante dessa música e concordo contigo Duh, sobre ter passado uma sensação gostosa e leve.

 

Lane Sinclair – “Life On Mars”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: SANTA MÃE DE DEUS! Estou arrepiado da cabeça aos pés, e com um desejo imenso de abraçar a Lane. Não tenho como falar que foi a melhor performance dela, porque semana que vem a candidata pode surpreender. Cantar “Life On Mars” não é para qualquer um, e Lane colocou no palco toda a intensidade e loucura que a música necessita. Sem falar que ela é totalmente favorável à voz da candidata. Não que qualquer outra música que ela tenha apresentado não seja, mas é bem mais limpa e direta.

Edu: O QUE FOI ISSO? Eu estou simplesmente arrepiado com Lane, que simplesmente sambou com esse grande clássico do saudoso Bowie. Não sei nem o que dizer, apenas que estou jogado no chão com essa apresentação linda. Estou completamente sem palavras, e muito emocionado. Sinceramente, pensei que Lane deixaria o nervosismo lhe atrapalhar, por conta da grande responsabilidade que a canção tem, mas ela simplesmente destruiu quaisquer estruturas.

Let: AI GENTE, ESSA MÚSICAAA!!! “Life On Mars” mexe comigo de um jeito único, e amei essa versão de Lane, AGORA SIM! Tá que rolaram pequenas desafinadas, mas onde importava Lane reinou, principalmente no final. Essa música merecia uma versão maravilhosa, afinal, até hoje, nunca tinha visto uma tão boa quanto a original. Palmas para Lane por ter conseguido, foi incrível demais!

Lucas: A única vontade que fiquei foi de pular lá dentro e dar um abraço na Lane, essa mulher nunca cansa de ser maravilhosa. Pra mim ela não teve uma única performance ruim até agora, e conseguiu dar uma bela tombada com esse musicão do Bowie. Performance lindona!

 

Jack Pellow – “Stressed Out”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Primeiro de tudo é que sim, entrei no embalo da música, e Jessie sempre, ou quase sempre, acerta na song choice. Jack deixou, ou está tentando deixar, o nervosismo de lado e, como o Luke disse, é um saldo mega positivo para o candidato. Particularmente, apesar de ter gostado muito da música e do que ele mostrou, senti falta de algo. Na verdade, acredito que o candidato não tenha “casado” perfeitamente, não é o estilo… Não sei explicar corretamente.

Edu: Depois de sei lá quanto tempo, finalmente Jack voltou a me impressionar positivamente. Essa song choice lhe caiu como uma luva, e deu para ver o quanto ele estava à vontade. Tudo no tom certo, sem exageros. Gostei de verdade.

Let: Me surpreendi também gostando bastante dessa apresentação. Ficou uma versão meio “reggae acústica”, e foi aí que, igual a vocês, senti falta de alguma coisa. O problema não foi com Jack, e sim com a falta de melodia estruturada. Sobre Jack, amei a voz, os melismas e variações. Ele não é o melhor cantor da competição (bem longe disso), mas está aprendendo a jogar com as armas que tem.

Lucas: Segunda semana com saldo positivo para Jack. Novamente ele conseguiu contornar o nervosismo, e entregou uma performance deliciosa de assistir.

 

Ellen Reed – “Stone Cold”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: HOLY MOTHER FUCK! Essa música, por si só, já é um verdadeiro estrago. Você coloca no vozeirão da Ellen, mesmo que não espere que ela vá fazer o estrago que fez, e ainda modifica para uma versão mais “dark“, mais melancólica? Deu de lavada, se comparado à apresentação da semana passada, indiscutivelmente.

Edu: MAS GENTE? Eu simplesmente amei essa versão mais melancólica dessa maravilhosa balada de Demi, e ainda bem que Jessie desistiu em dar Ariana Grande pra Ellen cantar. Foi lindo demais, e estou surpreso a cada semana com essa maravilhosa. Claro que não chegou aos pés da apresentação de Alisan Porter no US, mas foi lindo da sua maneira.

Let: EU TÔ BESTA DEPOIS DISSO TUDO! Não esperava isso de Ellen, sinceramente. Amei a versão “tô na bad” dessa música maravilhosa, que já amava antes. Poucas pessoas têm o vozeirão de Ellen na competição. E é incrível ver a moça usando todo o seu potencial, para sambar na nossa cara. Ficou lindo, sua diva!

Lucas: O que foi isso minha gente? Eu fiquei literalmente no chão com essa performance da Ellen. Não estava esperando nem metade disso, e a guria me destruiu de um tanto. Essa música é perfeitamente linda, com uma letra poderosa e emocionante. A troca foi perfeita, até porque não acho que a Ellen teria o mesmo impacto com a música da Ariana.

 

Mikaela Dean – “Finally”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Jurei que a música seguiria a melancolia inicial, e já estava prestes a explodir de críticas negativas. E cara, diferente dos meninos, não achei tão ruim assim. Ok, não foi a melhor performance dela, mas a mais fraca do team? Acredito que não. Ela repassou a energia que possui, tendo um domínio total do palco, coisa que poucos acts, ou nenhum, fez durante essa temporada, ainda. E para mim é isso que ela precisa melhorar um pouco: Mikaela quer ter domínio de palco, dançar e colocar todo mundo na pista de dança. Mas o esforço afetou, para mim, a respiração dela, que afetou a performance. Sentiram que ela arfou um pouco? E por mais que seja “normal”, um artista deve fazer isso “disfarçadamente”.

Edu: Quase levantei aqui pra dançar, juro pra vocês. Mesmo assim, tenho que admitir que não foi a melhor apresentação de Mikaela, infelizmente. Por mais que ela tivesse toda desenvolta no palco, alto astral, fazendo Delta e Jessie dançarem horrores, não casou com a candidata. Esperei muito por uma explosão em algum momento da música, o que não aconteceu. Pra mim foi a performance mais fraca do Team Jessie essa semana.

Let: Claro que não foi a melhor apresentação de Mikaela, mas ela conseguiu fazer desse limão uma limonada bem agradável. A voz dela estava ótima, mesmo que meio ofegante às vezes. Mas tomara que a candidata não aposte apenas nesse estilo, ficou meio over.

Lucas: Gente, que delícia! Impossível não querer sair dançando junto com a Mikaela. Achei ótimo ela ter mostrado toda uma liderança nos ensaios, mostrando o que queria fazer com a música e no final das contas, o resultado foi ótimo.

 

Adam Ladell – “Chasing Cars”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Essa música faz parte da minha vida, e é inevitável escutá-la e não se emocionar. Amo o Adam, torço fielmente para ele chegar a final, mas não consegui gostar 100% da apresentação. Sério, essa música é reflexiva, melancólica e as batidas que foram introduzidas não ajudou, fez justamente o contrário. Sem falar que a voz dele, para mim, não estava confortável. E doeu, porque esperava que fosse destruir meu coração, tomá-lo pela boca e ele não fez isso.

Edu: Adam só me impressiona a cada semana. Dessa vez ele veio com algo mais modesto, mas não deixou de ser bonito, afinal de contas “Chasing Cars” é de se destruir quaisquer estruturas emocionais. Vou ser sincero que para o nível do garoto não foi extremamente grandioso, como sempre espero, mas curti demais.

Let: Ai gente, sério que vocês gostaram? Nossa, Adam desafinou demais, o tempo todo, aliás. Cantou a música com zero profundidade, sem interpretar direito. Essa é uma música pesada, e aquele menino pulando no palco parecendo um cantor fugido do One Direction, não combinou com a grandeza de “Chasing Cars”. Detestei!

Lucas: Quando vi que o menino Adam cantaria uma das minhas músicas preferidas da vida já fiquei preocupado, mas o rapaz novamente conseguiu fazer um ótimo trabalho. Continuo dizendo que não acho que ele tem a melhor voz da competição, mas consegue emocionar quando está naquele palco, e dessa vez não foi diferente.

 

Kim Sheehy – “Wild Things”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Voz e violão? Em grande parte das apresentações assim, acho um tédio mortal. Mas sabe, Kim surpreendeu. Saiu de um extremo ao outro em estética visual. Sua voz saiu clara como nunca, e potente como sempre.

Edu: Amo Kim, mas vou ser bem sincero que achei essa performance bem ok. Não que eu tenha odiado, pelo contrário, eu curti, mas depois daquele tiro de bazuca da semana passada, é normal que ela viesse com algo mais leve.

Let: Ah eu amei a performance. Foi uma coisa mais simples, intimista, só voz e violão, e mesmo assim ela arrasou. Foi tão genuíno que parecia que a música era dela mesmo.

Lucas: Sério que não gostou Duh? Eu adorei a performance, e só me deixou ainda mais apaixonado pela Kim. Não foi tão tocante como a apresentação da semana passada, mas essa voz maravilhosa que ela tem, me deixa aqui, babando toda vez que começa cantar.

 

Alfie Arcuri – “Lay Me Down”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Já usei a mesma frase duas vezes, então vou de ME AJUDEM! Sério Alfie, se o Adam não conseguiu roubar o meu coração com sua performance, você o fez perfeitamente. Que coisa linda de se ver e gostosa de se ouvir.

Edu: QUE PERFORMANCE MARAVILHOSA! Eu estou simplesmente arrepiado, sem chão aqui com o que Alfie nos proporcionou. Essa música é tão poderosa, e o candidato se entregou a ela de forma única, abriu seu coração e foi algo lindo de se ver.

Let: Era karaokê da versão de Sam Smith solo, Alfie cantou exatamente igual a ele. E foi isso que me incomodou na última semana na apresentação de Lane, cantando Lana. Se tua voz é parecida com o cantor original, tenta dar uma modificada na apresentação, deixar com um pouco mais de personalidade, ou fica lindo sim, mas mais do mesmo.

Lucas: Alfie de Deus, faz isso comigo não, jovem. Que espetáculo de performance! Essa música derruba qualquer estruturas, e o rapaz conseguiu cantar de uma maneira tão linda, que nem sei o que dizer. Emocionante! Maravilhosa!

 

Tash Lockhart – “Riptide”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Vocês não têm ideia de como essa apresentação foi confusa pra mim! Sério, a comecei odiando, porque foi um tédio, não negarei. Mas a parte dançante? A parte do grito? Tash envolveu toda a plateia facilmente. Minto, ela envolveu qualquer um que estivesse assistindo o show. Sem falar que sua voz foi perfeita.

Edu: Depois de ter me decepcionado semana passada, Tash veio com uma apresentação muito boa. Gostei de tudo, a roupagem da música, a desenvoltura, o quanto ela estava totalmente à vontade, foi bem gostoso de se ouvir, e estou extasiado até agora.

Let: Eu serei exatamente ao contrário do Alex: amei a primeira parte, diferentona e mais intimista, e detestei a parte dançante, que foi uma tentativa frustada de imitar a original. Apesar disso, a voz dela estava perfeita e cheia de personalidade, isso eu curti bastante.

Lucas: Acho lindeza a maneira como Tash tem evoluído a cada semana, e dessa vez não foi diferente. Ela também entregou uma performance deliciosa de assistir.

 

Georgia Wiggins – “Fast Car”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Uma simplicidade, leveza e perfeição sem igual. Semana passada Ronan destruiu Georgia e, particularmente, nem sei como ela continua na apresentação depois disso. Mas Deus é bom e a trouxe de volta, para mostrar o que ela realmente é: uma garota que canta perfeitamente como uma garota, não como uma diva ou algo do tipo.

Edu: Que apresentação linda e singela, sendo uma ótima redenção ao que Georgia proporcionou na semana passada. Apenas que fechei meus olhos aqui, e comecei a viajar de uma forma sem igual. O jeito que ela cantou essa música me lembrou e muito a Birdy, outra maravilhosa.

Let: Foi uma apresentação boa, mas com vários erros clássicos, como o nervosismo dominando –  isso fez a menina até engasgar no meio da música. O problema para mim foram os extremos, semana passada ela apresentou uma coisa completamente diferente do que vimos dessa vez, e isso mostra que para ela ainda está difícil encontrar o próprio caminho e estilo.

Lucas: Amo Georgia e acho que ela tem uma voz suave maravilhosa, que paro fácil pra ouvir o dia todo. A performance foi linda, mas o problema é que mais uma vez ela deixou o nervosismo tomar conta, e isso impediu que fosse ainda melhor.

 

Mitch Gardner – “Wasn’t Expecting That”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Foi gostosa de se ver, leve. Mas o favoritismo que Ronan tem para com ele faz com que tenha ódio, muito até, do coitado. Desculpa Mitch, mas culpe seu coach.

Edu: Olha, pela primeira vez eu posso dizer que gostei de verdade de uma performance do Mitch. O crush preferido de Ronan mandou hiper bem, com uma apresentação leve e singela, uma música incrivelmente deliciosa. Depois dessa, tenho certeza mais que absoluta que ele se salva mais uma semana, e pela primeira vez quero muito que isso aconteça.

Let: Gostei, mas não achei nada tão “nooossaaa que incrível” assim como vocês. Mitch é chato, não sai do lugar, e tenho certeza que ele e Ronan já estão se conhecendo melhor, só isso explica a música escolhida. 😉

Lucas: MItch encerrou a noite com uma performance leve e gostosa de assistir. O cara conseguiu passar emoção enquanto cantava, e o resultado ficou ótimo. Está bem óbvio que ele é o queridinho do Ronan, e pode-se dizer que a parceria entre os dois está dando muito certo.

 

O que acharam das performances dessa semana? As eliminações foram justas?

Até a próxima quinta-feira!

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.