The Voice AU – 5×17 – Semifinal

the-voice-au-5x17

Fala pessoal, como estão todos? Essa empolgante quinta temporada de The Voice AU está terminando, e agora chegamos até a semifinal. Dos oito sobreviventes, quatro deles disputaram o instant save logo no início do programa, onde apenas dois seguiram ao Top 6. No final mais dois candidatos voltaram para casa, e então descobrimos os finalistas da edição.

INSANT SAVE

Ellen Reed – “Good Luck”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Tenho uma admiração muito grande pela Ellen. Ela, em minha opinião, consegue dar algum destaque a cada apresentação. Mas sabe quando escutamos algo e sentimos falta de alguma coisa? Sempre é assim. Se ela conseguiu desenvolver Good Luck” como deveria? Mais ou menos. Vocalmente falando sim, mas faltou expressividade. Ela é aquela song choice que o act precisa brincar no palco, e Ellen nunca faz isso.

Edu: Olha que Ellen foi ruim semana passada, isso é fato, mas me surpreendeu ela competindo o instant save, ao invés de Jack. Sobre a performance, essa é a semana em que ela acerta, portanto foi algo digno de se ver.

Let: EITA, MARAVILHOSA!! Ellen é a rainha da inconstância, em uma semana humilha, na outra chora. Que bom que nessa semana ela arrasou e trouxe uma apresentação incrível.

Lucas: Ellen mandou bem demais nessa performance gente. Pra mim foi o momento em que ela estava mais confiante naquele palco, e isso foi transmitido totalmente na apresentação, que ficou excelente!

Aaliyah Warren – “Stay”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Ela sempre fez cosplay de Rihanna, e finalmente escolheu uma música da cantora. Amém! E esse amém ainda se estende para apresentação da candidata: Stay” é uma música linda e Aaliyah fez questão de continuar com essa beleza, até o final desnecessário. Sim, odiei aquela guitarra no final, e ela poderia ter continuado como esteve durante toda a música: desligada ou no volume mínimo. Conseguiu estragar todo um trabalho lindo.

Edu: Gosto da Aaliyah e amo “Stay” de paixão, pra mim é uma das melhores músicas de Rihanna. Só que vamos ser sinceros, já está na hora da moça partir, e ainda mais num instant save onde tem Ellen e Alfie disputando, convenhamos. Foi linda a performance, porém na hora errada, se a mesma tivesse ocorrido semanas atrás, teria contado pontos a favor da morena.

Let: Ah foi uma apresentação lindona, essa música sempre tem o poder de me arrepiar. Assim como a falecida Lane nasceu para cantar Lana del Rey, Aaliyah nasceu para cantar Rihanna. Mesmo assim ela não merece ser salva.

Lucas: Poxa, Aaliyah me surpreendeu mais uma vez entregando uma performance linda dessa música impecável da RiRi. Adorei do começo ao fim, e me fez ficar lá no fundo torcendo pra ela acabar sendo bem votada.

Alfie Arcuri – “Alive”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: I’M NOT ALIVE! Acts que cantam Sia não conseguem criar em mim uma expectativa, porque a probabilidade disso dar errado é enorme. E foi justamente nessa lógica que Alfie surpreendeu: a escolha de uma música forte e mantida a sua essência original, sem repaginada ou alterações drásticas no tom, foi a chave do sucesso. Chorei, quase grito e pedi muito a Deus para que ele continue.

Edu: Alfie é um dos meus candidatos favoritos dessa temporada, e doeu vê-lo disputando o instant save. Mas vamos ser sinceros que semana passada ele fez sua pior performance na competição, portanto digamos que é justo estar aqui agora. Essa maravilha de apresentação foi sua redenção, ele estava tão à vontade, desenvolto, feliz e mostrando que merece ainda continuar na competição. Excelente trabalho, como quase sempre.

Let: Música mega difícil, que Alfie cantou com uma facilidade incrível: respeitei o moço (finalmente). Achei que poderia ter rolado mais gritaria, mas foi tudo bem.

Lucas: Fiquei chocado com o Alfie nessa posição, até porque o cara é um dos melhores da temporada, mas pelo menos entregou novamente uma performance maravilhosa. “Alive” é minha música preferida da Sia, e vamos combinar que uma daquelas nada fáceis de cantar. Alfie conseguiu colocar o estilo dele na apresentação e o resultado foi maravilhoso.

Mitch Gardner – “Talk Me Down”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Pode vazar!

Edu: Ele cantou? Nem percebi.

Let: ZZZzzzzz…

Lucas: Foi legalzinha, mas só isso.

ELIMINAÇÕES – PARTE 1

Foram eliminados Aaliyah Warren (Team Madden) e Mitch Gardner (Team Ronan).

Alex: Daí só um passaria, que seria Alfie. Ellen e Aaliyah precisam melhorar, pois mesmo que suas performances sejam boas, sempre fica faltando um q”, e isso é frustrante. Escolher entre uma das duas é difícil, pois mesmo com essa opinião, elas são boas.  Mas quanto a Mitch: QUASE PEGO AS BOMBAS QUE SOBRARAM DO SÃO JOÃO PRA COMEMORAR SUA SAÍDA!

Edu: DEUS SEJA LOUVADO QUE MITCH FINALMENTE SAIU! Gente convenhamos, o garoto não era para ter passado da superbattle, mas ele chegou num grau de chatice tão grande, que nem Ronan mais o aguentava. Vá com Jesus, meu filho. Agora sobre a Aaliyah, como eu disse acima, num instant save disputado por Ellen e Alfie, suas chances de ir ao Top 6 seriam mínimas, obviamente, mas ela fez uma ótima trajetória.

Let: ALELUIA SEM OR! Adeus, Mitch! Nenhuma surpresa nas eliminações, saíram os mais fracos mesmo.

Lucas: Mitch eliminado era até meio óbvio, mas gente, eu ainda tinha uma pequena esperança que Aaliyah fosse conseguir passar por mais uma votação, então confesso que fiquei um pouco surpreso.

PERFORMANCES

Jack Pellow – “Fall At Your Feet”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Olhe, por mais que o fim da apresentação tenha soado estranho para mim, estou surpreso. Jack nunca me surpreendeu tanto em uma performance, como essa. Mas, sabendo quem vem pela frente, era necessário algo mais estrondoso. Posso estar errado, mas acho que ele vaza.

Edu: Eita que a Jessie puxando a orelha dele nos ensaios foi o que mais me animou, porque a performance em si foi um verdadeiro pé no saco. Outro que já está fazendo hora extra, com adicional noturno.

Let: Vou repetir a minha crítica da última semana, porque ela ainda é pertinente: O QUE JACK FAZ NO PROGRAMA AINDA???

Lucas: Que performance ruim minha gente. O cara que até na semana passada estava conseguindo controlar o nervosismo, dessa vez quase se borrou inteiro naquele palco. E olha que a música era muito boa, mas a performance não rolou.

Adam Ladell – “Viva La Vida”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: É, comparado com as últimas apresentações, houve uma melhora e o retorno do “antigo” Adam. Ele brincou, contagiou, emocionou e teve uma leve desafinada. Mas comparado com as últimas semanas, foi algo maravilhoso.

Edu: O QUE FOI ISSO? Gente do céu, eu amei essa performance, e está com certeza no Top 3 das melhores feitas por Adam até aqui. Aquela orquestra, a desenvoltura do garoto no palco, eu estou boquiaberto e arrepiado. Quando vi o VT dos ensaios, dele chorando junto com Delta – o qual acabei me juntando aos dois nos prantos -, já imaginava que vinha tiro aí. Eu acho incrível a sintonia criada por eles, desde quando Adam foi para o time da australiana na superbattle, e quando esse tipo de ligação entre coach e act acontece, as chances de vitória são grandes. E hoje posso dizer que o garoto é o candidato com mais probabilidade de vencer essa edição, junto com Tash. Eu gosto muito dele, mas o imaginava saindo logo no começo dos lives.

Let: Vocês estão falando sério que gostaram disso? AII GENTE, POR FAVOR! Eu só senti vergonha desse guri, já que para ele falta isso, né? Que ousadia “cantar” essa música poderosa, com essa vozinha de taquara juvenil rachada.

Lucas: Eu fico aqui, tentando odiar as performances do Adam, mas o cara novamente pega um hino e pronto, outro tiro de performance. Sério, “Viva La Vida” é uma daquelas músicas, e ficou impossível não querer levantar e sair cantando junto com ele.

Ellen Reed – “Perfect”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Agora estou comemorando a permanência dela. A verdade é que se faltava expressividade da primeira apresentação, essa teve de sobra. Ellen chorou e fez chorar, e sem comentar que essa música por si só já é emocionante.

Edu: OUTRO TIRO! Eu já estava chorando junto com Ellen durante os ensaios, aí quando veio essa performance, a pessoa que vos escreve encontrava-se simplesmente enterrado. Essa foi sem dúvida a segunda melhor performance dela na competição, porque a primeira pra mim ainda é “Stone Cold”. Que intensidade, a forma como ela abriu seu coração e deixou se envolver na música, chorosa durante a apresentação, mas sem deixar isso lhe atrapalhar. Olha, Jessie J acertou em cheio com a ruiva.

Let: Ellen rainha pegou essa música fortíssima da Pink e, pela segunda vez na noite, me deixou no chão, sem forças. Foi lindo, emocionante e arrepiante demais.

Lucas: Que isso gente, chega ser pecado uma performance destruidora dessa. Sofri junto com a Ellen, porque foi realmente impossível não se emocionar ao ver a guria entregar uma performance tão linda. Foi maravilhosa do começo ao fim.

Andrew Loadsman – “Love Runs Out”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Apaga e faz de novo. Mentira, mas o que foi isso? Cadê o Andrew, por que isso não foi ele. Estava confuso demais, mal deu pra entender a música. Gente, que show de horror!

Edu: Olha, até que estou gostando dessa vibe de Andrew mais “alegrinho” e interagindo com a plateia, mas diferente da semana passada, essa não foi sua melhor performance. Achei a song choice errada, e sem contar que o senti e pouco à vontade com isso. E agora sendo semifinal não é hora de acontecer erros tão primários. Saudades, The Veronicas.

Let: Ele já começou fora do tom e foi pura sofrência. Odiei!

Lucas: Sou apaixonado por essa música, mas confesso que de início achei que não iria funcionar pro Andrew. Como disse na semana passada, prefiro a vibe mais suave do rapaz, porém ainda acho que ele continua dominando a coisa toda e mesmo com um comecinho meio ruim, ele entregou uma baita performance.

Tash Lockhart – “Clarity”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Tash mozão sempre arrebenta né? Semana após semana essa mulher cresce, ela traz algo de novo e surpreende, não só a mim, mas aos coaches. Sem falar que a repaginada na música super valorizou a voz dela. Foi lindo, emocionante e quero ela na final.

Edu: Gente eu amo essa música por demais, e achei simplesmente impressionante Tash transformando-a em algo mais melódico. Vou ser bem sincero que ficou bem melhor que a versão original, e estou contente por isso. Foi uma das performances mais bonitas da noite, mas não foi a melhor dela até aqui, convenhamos, mesmo assim achei lindo.

Let: GENTE DO CÉU ME SEGURA QUE NÃO TÔ BEM! Tash não cansa de ser maravilhosa, né? Amei essa versão mais densa que ela fez para essa música (que eu também amo loucamente), e concordo que ficou até melhor que a original, tocou lá no fundo. Arrasou, gata!

Lucas: Que performance linda! Também achei maravilhosa essa versão mais leve que Tash fez para a música. Fiquei aqui, ainda mais apaixonado por ela depois dessa.

Alfie Arcuri – “All Of Me”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Mô fio, pare! Não tenho coração suficiente para duas apresentações épicas suas numa mesma noite. Duas músicas lindas, fortes e de intensidade vocal incrível. Delta fez um ótimo trabalho com Alfie.

Edu: Eu não aguento mais essa música em realities, mas Alfie cantando-a deixou meu ranço um pouco de lado. Ter a irmã ao seu lado o incentivou a se reerguer na competição, mostrando o quanto ele tem potencial, de como é talentoso, pois isso meio que se perdeu semana passada. Foi lindo e emocionante, e com certeza uma das vagas na final é sua.

Let: Também já enchi dessa música, mas diferente da outra música do John Legend que Alfie cantou competição (“Lay Me Down”, que o músico dividiu com Sam Smith) dessa vez eu gostei. Foi profunda e linda.

Lucas: Concordo contigo sobre a música ter passado do prazo de validade nos realities Duh, mas ainda assim foi impossível não se emocionar com essa performance. Já fiquei destruido quando a irmã do Alfie entrou na sala de ensaio, aí depois ele ainda entrega esse momento lindo. Pra mim foi uma das melhores performances dele em toda a competição.

ELIMINAÇÕES – PARTE 2

Foram eliminados Jack Pellow (Team Jessie) e Andrew Loadsman (Team Madden).

Alex: Ok, não estou nada ok. Por mais que Andrew tenha surpreendido, negativamente, ainda esperava uma oportunidade dele continuar. Vê-lo com Tash e Alfie concorrendo a uma vaga foi doloroso, porque ambos vinham crescendo dentro do show. Já Jack, era esperado sua eliminação. Em analogia simples, ele estava brigando com “gigantes”.

Edu: Vou ser bem sincero que nenhuma das duas eliminações foram surpresas pra mim, pois Jack pareceu que fez uma apresentação preguiçosa por estar com birra da Jessie, e Andrew sofreu as consequências de erros primários de seus coaches. O Team Madden era até então, junto com o de Delta, o mais forte da competição, mas os gêmeos escorregaram justamente na semifinal, sofrendo do mesmo deslize cometido por Rita Ora e Paloma Faith no UK, estragando tudo já nos 45 do segundo tempo. O resultado? Se ano passado eles chegaram até a final com dois acts, agora estão indo de mãos atadas. Achei mais que justa a formação dos finalistas, e eu tenho quase certeza que vai dar Team Delta. Sendo que Tash também tem grandes chances de ganhar, e também torço por sua vitória. Queria muito Andrew na final, mas a song choice errada o prejudicou, infelizmente.

Let: Concordei com as eliminações, mas prefiria Adam fora do programa, ele é péssimo, não entendo essa torcida toda. Pelo menos as minhas musas conseguiram garantir seu lugar na final, e quero mais que o prêmio seja de Ellen ou Tash (torcida um pouco maior por ela, confesso). Alfie também ficaria de boas, mas Adam não aceito, e se acontecer terei que ir até a Austrália resolver a situação.

Lucas: Poxa, só sei dizer que estou absurdamente chateado com a eliminação do Andrew. O cara entregou uma das melhores blinds que já vi num reality e nas semanas seguintes, foi uma performance melhor que a outra. Uma pena ter ficado de fora da final, porque realmente merecia. Adam e Alfie eram meio que óbvio que garantiriam uma vaga, mas pra mim o lugar do Adam poderia fácil ter ficado com Andrew. Ellen foi uma bela surpresa! Adoro ela e acho super talentosa, mas suspeitei que não conseguiria garantir uma das quatro vagas. Agora Tash gente, pulei junto quando anunciaram o nome dela. Tudo bem que também fiquei em choque por ver Andrew ser eliminado, mas ela definitivamente mereceu um lugar ali.

O que acharam dessa semifinal? No próximo domingo acontece a grande final do The Voice Australia, e Ellen Reed, Adam Ladell, Tash Lockhart e Alfie Arcuri disputarão o título da temporada.

Quem vocês querem como o grande vencedor? Façam suas apostas, e até a próxima quinta-feira!

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.