The Voice Brasil Kids – 1×13 – Final

the voice kids 069

E chegamos à grande final de The Voice Kids.

Linda, cheia de emoção e com um final surpreendente, o reality mostrou que a iniciativa de criar uma versão infantil foi mega acertada. Finalmente a Globo conseguiu audiência nas tardes de domingo (aliás, o domingo todo é problemático para a emissora), trazendo participantes e jurados que formaram um grupo incrível e inesquecível.

Mas vamos ao que interessa né!

 

PERFORMANCES

 

Wagner Barreto – “Disparada”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: Foi tão bonito, ao mesmo tempo que ele canta forte, consegue imprimir uma alma, identidade, em uma música que já foi interpretada milhares de vezes por aí. Fiquei muito feliz em ter ele na final.

Edu: Wagner mandou muito bem, sendo super desenvolto e bastante à vontade em relação à música. O garoto não se sentiu intimidado por ser finalista, muito pelo contrário, veio com sede de vitória.

Let: Ai, essa música é tão maravilhosa! Eu não fui a maior fã de Wagner na final pelo time Victor & Léo (preferia a duplinha por motivos de fofura master), mas preciso confessar que amei essa apresentação. O menino é um cantor pronto, mostrou segurança e poder na voz, além de honrar lindamente esse clássico eternizado por Jair Rodrigues.

Paula: Os três finalistas são ótimos. O programa mal começou e Veveta já se emocionou e eu também. Wagner arrasou! Sua voz é mais madura, afinada e equilibrada, também por ele já ter 15 anos. Sertanejo é o que ele canta melhor e acredito que ele tem um futuro certo, independente de vencer hoje.

 

Carlinhos Brown e Rafa Gomes – “É tão lindo”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: Confesso que foi melhor do que eu pensava, Brown que não parecia ter jeito com criança se mostrou super paizão e conseguiu fazer Rafinha brilhar com esse dueto que envolveu tons de voz tão distintos. Achei uma tremenda gracinha apesar de achar que a Rafa estava meio rouca.

Edu: Essa foi uma das últimas músicas gravadas pela Eliana antes dela abandonar o público infantil, e esse dueto conseguiu ser melhor (obviamente) que a versão original. Brown e Rafinha estavam numa sincronia única, e foi uma coisa linda de se ver, extremamente emocionante. É incrível como esse encanto de menina consegue derreter nossos corações de forma única. Mais um motivo para ela ser a grande vencedora.

Let: Rafa é pura fofura mesmo, e o melhor de tudo é que a menina não é só isso, é puro talento também. O jeitinho que ela canta é tão único, que ela consegue manter a sua voz de criança ao mesmo tempo em que demonstra seu potencial de grande cantora invocando os graves. Eu adoro essa música porque ela diz muito sobre a própria vida, sobre se aceitar do jeito que é com seu lindo refrão, e essa apresentação foi particularmente emocionante.

Paula: “É tão lindo” este dueto! Rs. Brown com Rafinha foi espetacular! Vou confessar, eu não gosto muito dele, o acho muito arrogante, mas a voz dele foi maravilhosa, combinou demais com a voz dela. Música linda. Mais uma apresentação que prova que Rafa tem que ganhar a competição.

 

Pérola Crepaldi – “Se eu não te amasse tanto assim”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: Ela mandou muito bem, não teve exagero como outras performances dela anteriormente nem aquele tom de querer imitar adulto que ela tentou algumas vezes, acertou em cheio porém é uma pena que já seja a final e que ela não tenha conseguido alcançar a popularidade dos outros.

Edu: Que apresentação linda! Foi suave e singela, mas por ser uma final e pelo poder que essa música possui, acho que faltou algo mais fierce por parte da garota.

Let: Como Pérola é maravilhosa, que voz deliciosa de ouvir. Não foi a melhor apresentação da menina, mas ainda conseguimos ver toda sua grandiosidade. Eu realmente estou muito em dúvida em quem merece levar esse prêmio para casa.

Paula: Pérola manda muito bem, só cantou musicão durante toda a temporada. Ela tem vozeirão, nem parece que tem apenas 11 anos. O páreo está duro. Sua performance cantando esta bela música foi emocionante e muito bela.

 

Ivete Sangalo e Pérola Crepaldi – “A Festa”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: Concordo com Edu e Letícia, ficou tipo festa de família no domingo tentando um karaokê, Pérola meio perdida e a garotinha não brilhou.

Edu: Achei esse dueto uma verdadeira piada. Primeiramente porque Ivete ofuscou sua pupila, e outra porque a canção não casou com Pérola. Acho “A Festa” uma música muito adulta para uma criança da idade dela, podem me chamar de antiquado, mas é o que penso.

Let: Não entendi Ivete escolhendo essa música para cantar com sua pupila, song choice bem errada – algo constante na vida da musa como jurada no reality, né? Para mim faltou emoção nessa apresentação, e Ivete tem outras músicas bem melhores no repertório que poderiam valorizar muito mais a voz de Pérola.

Paula: Thithi emocionado, me emocionei também, ele é o melhor apresentador e fez toda a diferença no programa. Sobre a apresentação, preferi a anterior, quando Pérola se apresentou sozinha. Ela é uma graça, mas não sei se esta música combinou com ela. Foi bem animado e as duas tiveram um bom momento, mas apenas isso.

 

Victor & Leo e Wagner Barreto – “Tem Que Ser Você”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: Achei incrível, eles dividiram a música, sendo que Victor & Léo sempre colocam sentimento em suas músicas e Wagner só adicionou um pouco mais de amor. Cantei junto e se nesse momento o público tinha alguma dúvida em quem votar, decidiu na hora.

Edu: Essa é uma das pouquíssimas músicas da dupla que eu gosto, lembro dela na trilha sonora da novela A Favorita (saudades Flora). Sobre o dueto, diferente de Veveta, a dupla propôs com Wagner um equilíbrio mais coerente, respeitando o espaço do garoto, e mostrando que esse momento é todo dele. Não foi extraordinário, mas muito bom, com certeza.

Let: Já Victor & Léo souberam escolher uma boa música para cantar com o seu finalista – não ótima, mas boa. Wagner tem se mostrado excelente, e tem mostrado que essa vaga na final foi merecida. Já tô achando que dos três finalistas, ele é o que tem mais potencial para o sucesso musical, pelo gênero escolhido e também por sua voz que combina muito com tudo.

Paula: Amo esta música, uma das melhores da dupla. Que sincronia teve este trio. Adorei demais! Acredito que foi uma das melhores apresentações do Wagner, eu iria fácil em um show dele. Parecia até que ele é profissional e faz isso sempre. Sensacional, uma suavidade sem tamanho.

 

Rafa Gomes – “Sítio do Pica Pau Amarelo”

Clique aqui para ver a performance.

Carol: As escolhas de música para a Rafa sempre foram certeiras, porém Rafa é mais fofa, e ainda canta como criança, nunca tentou cantar como adulto e isso realmente conquistou a empatia de todos desde o início, mas não posso afirmar que ela é afinada e canta perfeitamente porque seria mentira.

Edu: Eu estou vomitando arco-íris mais uma vez aqui. De novo Rafa chegou lá e fez acontecer, com seu jeito brilhante e iluminado de ser, com um dos maiores clássicos infantis da história. Veio uma nostalgia tão grande de quando eu assistia na Cultura o acervo que eles conseguiram de uma parceria com a Globo, da exibição da versão original do Sítio do Pica-Pau Amarelo, ai que saudades deu dos meus 7 anos.

Let: Mais uma música “de criança” para Rafa. Ela e Pérola tem apenas 1 ano de diferença, mas por que só ela canta esse tipo de música e a outra é mais eclética? Tá bem claro que a produção escolheu Rafa como a representante da alma do programa, e eu torço para que ela ganhe, mas essa apresentação me deixou bem em dúvida porque não foi tão boa.

Paula: A rainha chegou, Rafa Gomes! Esta foi uma ótima música para representar as crianças. Acho que ela deveria ganhar justamente por isso. Por ser uma legítima criança (não que as outras não sejam), mas ela canta como criança, tem voz de criança, é doce e fofa como uma. Muito querida e super espontânea. Simplesmente um amor. Adorei o que os jurados disseram e por mim, a vitória já é dela!

 

Vencedor – Wagner Barreto

Clique aqui para ver o resultado.

Carol: Fiquei chocada mas fiquei feliz, podem se rasgar falando que ele ganhou apenas pela história de vida mas eu fiquei emocionada com essa história, sei muito bem que cidades do interior do Paraná passam dificuldades e todos os fatos, o pai dele, a relação deles, a humildade, morar em um lugar sem energia, mudarem de cidade para ele ter mais estrutura, gente, não tem como não amar isso em plena Páscoa, que simboliza tanto o renascimento, pureza, bondade e paz. Ele canta bem sim, afinadinho, tem um tom de voz bem agudo e por isso ainda não decidi se amo ou odeio essa voz HAHAHA mas adorei ele ter ganhado, os votos da minha mãe fizeram diferença e eu acho que Rafa e Pérola tem mais chances em trabalhos na TV do que ele, então SIM, parabéns Wagner, você nos representa com sua alegria e humildade.

Edu: E esse tapa bem dado na cara de todos? 8 entre cada 10 pessoas que conheço davam como certa a vitória de Rafa, assim como eu. Desde as audições eu apostava nela como a primeira vencedora da versão Kids, mas fomos surpreendidos. Como Let disse abaixo não é apenas ter boa voz, há todo um conjunto, e talvez a história de vida do garoto possa ter sido sim fio condutor de sua vitória. Foi algo que não esperava? Claro, mas vou ser sincero que antes ele do que Pérola. O pai de Wagner é uma pessoa que já virei fã e me emocionei muito com a reação dele ao saber que o filho ganhou a competição, aquilo me derreteu todo. Espero e muito que possam investir na carreira dele, mesmo que não faça sucesso estrondoso por agora, que essa experiência seja um preparo para, quem sabe, ele estourar merecidamente na música sertaneja daqui uns 3 ou 4 anos, quando ele já estiver maior da idade.

Let: E a internet sofreu um baque, o que dizer, né gente? Todo mundo acreditava que Rafa seria a vencedora, que ela já tinha garantido esse prêmio lá na sua inesquecível audição, mas quem ganhou foi Wagner. Merecido? Claro que foi. É preciso lembrar que, em um reality, o vencedor quase sempre carrega mais do que apenas uma boa voz, é preciso também uma história de superação, e isso Wagner tem de sobra. Com a vida mais humilde dos três finalistas, ele é filho de agricultores, conseguiu apoio financeiro da sua cidade e ganhou uma bolsa de estudos do patrão do pai após a entrada no programa, melhor background impossível – aliás, o pai dele é uma fofura à parte. Ótimo cantor, ele também tem uma versatilidade enorme para a música, além de se dedicar a um dos gêneros que mais cresce no Brasil. Foi surpreendente, mas foi justíssimo. Parabéns Wagner!

Paula: Depois de muita enrolação, o resultado foi anunciado. Vou ser bem sincera, eu queria que fosse a Rafinha, deixei bem claro isso, né?! Mas não estou triste pelo Wagner ganhar. Ele mereceu muito, além da boa voz, da história de vida e toda humildade, ele é um menino super carismático. Sempre cantou muito bem durante toda a temporada e agradou a todos. O público ficou dividido, mas a escolha foi sensata. O time do Victor & Leo era o mais fraco, mas a dupla conseguiu enxergar o seu melhor cantor, e os estreantes jurados ganharam escolhendo a melhor voz. Adorei a temporada de The Voice Kids e acredito que foi bem melhor que o The Voice adulto. Foi uma fofura e tanto acompanhar estas lindezas, que deixaram os meus domingos mais emocionantes. Obrigada por quem acompanhou nos comentários e até a próxima!

 

E vocês amigos, também curtiram a vitória de Wagner?

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.