The Voice Brasil – Semana 3 – Audições às Cegas

Imagem: Rede Globo – Divulgação

Mais uma semana de The Voice Brasil, e nóis tá como? Amando!!!

Essa mistura de dois programas por semana deu um novo fôlego para franquia e aproximou ao que acontece no original. E é cada participante que nossa, hein! Vamos ver como foi?

 

PRIMEIRO DIA

 

Helen Cristina – “If I Ain’t Got You”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Quando ela começou a cantar, vi que tinha uma ótima voz. Mas o nervosismo não a ajudou nada. Mas Helen tem uma baita persistência, e apesar da demora dos jurados em virar a cadeira para ela, ela manteve sua act bem fechadinha, embora os erros. Brown faça um bom trabalho com Helen!

Edu: Helen começou muito bem, e pensei que virassem a cadeira pra ela de imediato. Entretanto, na hora que chegou no refrão ela se perdeu. Foi uma apresentação que oscilou bastante, e teve um saldo mediano. Mesmo assim estou apostando minhas fichas alto, pois há um talento gigantesco a ser explorado com certeza. Se estivéssemos no The Voice US – CHEGA LOGO SETEMBRO – e na temporada de Alicia na bancada, com certeza rolaria um dueto entre as duas. Brown, não me decepcione.

Let: Baita talento, mas muito nervosismo envolvido. Helen é boa, mas senti que exagerou um pouco no desespero de alguém virar a cadeira. Ok, ela pegou um hino para cantar e não tinha tanto potencial para isso – pelo menos não nesse momento ainda, quem sabe evoluindo na competição. Bom, que Brown faça um bom trabalho.

Luke: Helen tem um talento inigualável e trouxe uma boa apresentação, apesar dos erros já comentados. Trouxe sua identidade pra canção, apesar de algumas tentativas exageradas de mostrar seu potencial. Mas é uma disputa minha gente, ela deveria jogar com tudo que tem até alguém apostar as fichas nela. Enfim, eu gostei bastante e já estou ansioso pra ver mais de Helen por aqui…

 

Kelvin Brunno – “Quero Ser Feliz Também”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Ai gente, que vibe maravilhosa! A música combinou tão bem com a voz do Kelvin. Concordo com que Looloo falou, sobre a voz dele, com uma rouquidão que casou perfeitamente com a música. De hoje, foi o meu preferido. E gostei da parceria com Teló, que finalmente tá colocando o time nos eixos.

Edu: Quando a música casa com o candidato é outra história, não é mesmo? Não que a apresentação tenha sido espetacular, mas rolou o match perfeito, e Kelvin mereceu sim ter as cadeiras viradas. Se ele terá futuro longo na disputa, aí já são outros quinhentos. Essa parceria com Teló será no mínimo curiosa.

Let: Também não achei a sétima maravilha do mundo, mas Kelvin combina tanto com essa música que eu comecei a amar. A voz é uma delícia, e tô esperando grandes surpresas nessa parceria com o Teló.

Luke: Eu confesso que no começo não achei isso tudo, mas a vibe foi envolvendo. A música é uma ondulação perfeita e Kelvin trabalhou bem com ela, mantendo sua qualidade. Espero que a parceria com Teló traga muitos benefícios ao cantor e que ele possa crescer ainda mais dentro da competição…

 

Flavia Gabê – “Quando Fui Chuva”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Que voz delicada Flavia tem! E acho que ela fez uma apresentação para os jurados perfeita, o que facilitou demais ela ter as quatro cadeiras viradas. Mais uma grande concorrente para o Time Veveta!

Edu: QUE APRESENTAÇÃO LINDA!!! Estou boquiaberto com Flavia, me deixou hipnotizado aqui. Lindíssima em todos os aspectos, mandou super bem em sua performance. Soube variar o tom de sua voz nas horas certas, mostrou confiança e presença de palco. Veveta ganhando mais um nome de peso em seu time, estou gostando de ver.

Let: Gente eu tô chorando, sério! Que apresentação linda, que voz maravilhosa, que música perfeita. Eu confesso que não esperava isso tudo de uma menina de 21 anos. É olhar pra ela e ver o potencial de uma grande carreira, amei, virei fã. Tô esperando grandes apresentações nessa parceria dela com Ivette.

Luke: Isso sim foi algo digno de quatro cadeiras!! Flavia trouxe uma suavidade em uma canção que já vem com toda a harmonia que embala. Ela é linda, simpática, tem presença de palco… Uma artista completa que pretende ir longe na competição e, com Ivete, deve ir…

 

Gabriel Vicente – “Flor de Lis”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Ai como gostei da voz de Gabriel. Mas achei que a música não mostrou todo o potencial dele, sei lá, fiquei esperando algo vir durante a apresentação e não rolou. Uma pena, pois isso custou a permanência dele no programa.

Edu: De Orange Is The New Black diretamente ao The Voice Brasil. Gabriel até tem uma voz interessante, mas foi tudo exagerado. A sensação que tive foi que ele quis fazer algo teatral, sei lá, a única certeza que tenho é que não gostei de nada. Adeus!

Let: Eu amo essa música, mas também achei que faltou para Gabriel chegar lá. Quando ele explicou que faz teatro musical, entendi que ele não conseguiu se desprender disso durante a apresentação – misturado ao bom e velho desespero por não ver nenhuma cadeira virando. Mas ainda assim não achei justo não virarem,  porque a voz dele é ótima e eles já viraram para gente horrível semana passada. Aff!

Luke: Eu gostei da apresentação mas a song choice deixou um ponto em falta… Já passaram muito piores por muito menos, mas competição é feeling, tanto dos jurados quanto do competidor com a canção. Espero que ele não desista do sonho e persista, pois tem uma boa voz!!

 

Giulia Sant’ Anna – “Rise Up”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Achei pombo. Song choice errada.

Edu: A canção recorde de audições nos The Voices e The X Factors ao redor do mundo, francamente. Na minha opinião essa foi a versão mais sem sal de todas, faltou aquela emoção gigantesca que a canção proporciona. Não entendi Lulu ter virado.

Let: Capaz Edu, Say Something ganha dessa. Achei forçadíssima, prepotente, não é nem de longe tudo isso. Não viraria para ela nunca, mas Lulu só cagadas.

Luke: A apresentação não foi boa, venhamos e convenhamos. Contudo, a voz dela é trabalhável e pode melhorar. Lulu não é um iniciante na competição e tem condições de dar dicas interessantes para Giulia. Veremos o que vem pela frente…

 

Dri – “What’s Up”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Mais uma cria do Superstar aterrisando no The Voice. Apesar de ter uma ótima voz e ter feito uma versão ótima, achei que ela forçou em alguns momentos. Mas apesar disso, ela mandou muito bem e mereceu as quatro cadeiras viradas! Inesperado ela escolher Teló, mas boa adição ao time do sertanejo.

Edu: Dri definitivamente, junto com Flavia, se tornou minha crush da temporada. Linda e talentosíssima, veio com uma versão sua para esse hino atemporal. Não é à toa que ela conseguiu as quatro cadeiras viradas, pois em momento algum ela tentou copiar rainha Linda Perry. Gosto assim! Nosso Blake brasileira ganhando um nome de peso em seu time, e já sabemos que ele faz um ótimo trabalho fora do sertanejo. Atento!

Let: Amo Dri, amo esse vozeirão que ela não consegue controlar desde o Superstar. Foi uma escolha inteligente de song choice, muito esperta. Não entendi ela escolhendo Teló e não Ivette, mas beleza, vai lá e arrasa!

Luke: Só falar em What’s Up que tudo muda. Esse ícone de canção foi apresentado por uma das melhores vozes da competição, em minha humilde opinião. Posso estar sendo precipitado, mas Teló pode chegar a final com Dri facilmente, basta trabalharem em sintonia. Já sabemos como ele tem o feeling para cantores como Dr!! Espero muito que essa parceria dê certo…

 

Larice Barreto – “Boate Azul”

Clique aqui para ver performance

Ana: Me julgue junto com Edu, mas gostei da apresentação. Apesar de não dar nada pela apresentação, ela se deu muito bem com este hino do sertanejo raiz (que todo mundo da minha sala se levantou, cantou e dançou junto). Mais inesperado com Teló não virando para Larice, mas apenas Ivete apertar o botão.

Edu: Super chateado dela não ter subido ao palco com castanholas. Me julguem, mas eu curti a apresentação, apesar de brega. Larice tem uma voz que tem tudo para ser bem explorada, ainda mais estando nas mãos de mainha soberana.

Let: Eu não vou julgar porque amo essa música com uma força! Foi bom, mas confesso que poderia ser beeeem melhor se ela não estivesse tão nervosa, e sei que com o tempo ela vai deixar a tensão para trás e arrasar cada vez mais, porque voz ela tem. Só não entendi também Teló não virando, ué!

Luke: A apresentação não foi ruim, longe disso!! Larice trouxe um pouco da música raiz de verdade com um clássico de todos os churrascos. Ela tem um potencial sertanejo incrível e a parceria com Ivete vai ser surpreendente!! Já to imaginando a batalha com a outra country act da cantora!!

 

Michele Andrade – “Na Hora de Amar (Spending My Time)”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Bah, não gostei dessa música na voz de Michele. Ela realmente exagerou bastante, e espero que se ano que vem ela voltar, que volte com uma música que favoreça a voz dela, porque essa não rolou.

Edu: PASMO QUE ESSE HINO DO ROXETTE TEM VERSÃO EM PORTUGUÊS!!! Achei a escolha da música errada, além de um exagero sem fim. Foi sorte meus ouvidos não terem sangrado. Prefiro a versão original da música.

Let: Olha que ranço de versão. Se Michele forçasse mais um pouco aconteceria um acidente no palco.

Luke: Ela começou bem nervosa, viu que ninguém estava virando, tentou usar de mais armas para conseguir a aprovação e pecou no exagero. A voz de Michele é muito boa, contudo, perdeu a chance em pontos críticos desta competição.

 

Flávia Souza – “126 Cabides”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Pegou o hino das nossas coleguinhas e deu uma estragada bem gostosa. Jesus!

Edu: Crendeuspai!

Let: Eita, outra que forçou em um nível que achei que rolou uma ca*aneira no meio da apresentação. A voz é boa, mas não precisa se matar, mana!

Luke: Mesma coisa de Michele, só que com um pouco menos de nervosismo. Usou e abusou das notas e ficou beirando ao exagero…

 

LC Negão – “O Que Sobrou do Céu”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Que voz LC tem! A música não combinou com a voz dele, mas não prejudicou, porque ele teve presença de palco e deu uma nova cara a essa música.

Edu: Song choice errada ao extremo! Entretanto, LC tem uma voz marcante e aposto que ele vai longe sim na disputa. Podemos e muito surpreender com o rapaz, pois Lulu tem tudo pra explorar ao máximo o rapaz. Duvido muito que nosso titio senil vai deixar o rapaz sair tão cedo.

Let: Lulu ejaculação precoce sempre! Amei LC é um vozeirão, realmente não é a melhor song choice para ele, mas não prejudicou a apresentação.

Luke: Lulu foi meio precoce nessa virada, contudo, fez uma boa escolha. A song choice não favoreceu em nada LC, contudo, ele tem tudo pra crescer dentro da competição com Lulu assessorando o rapaz…

 

Isa Guerra – “Havana”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Não tenho uma opinião muito bem formada sobre a act da Isa. Havana é difícil de cantar, porque ela tem uma particularidade única à Camila Cabello. Mas foi legal, e Teló deve moldar ela melhor para a parte das batalhas.

Edu: “Havana” é um hino que ainda ouviremos por muitos anos e parecerá atual. Isa veio com uma versão mais mambo e menos pop, e achei bem interessante. O problema ali foi sua dicção, que me incomodou bastante. É uma ótima candidata, mas precisa saber botar pra fora o que está dizendo e cantar menos pra dentro. Teló finalmente acordando pra reagir.

Let: Isa tem uma baita voz, e quem não notamos tanto isso pelo ranço que essa música tá dando – cansada já dela nos realities da vida. 18 anos e tudo isso, espero coisas maravilhosas de Isa, tomara que Teló saiba trabalhar bem com ela.

Luke: Eu comecei a apresentação com um preconceito gigantesco de: “Havana mais uma vez”… Contudo, foi quebrado de forma inteligente quando Isa começou a cantar. Sua versão mais mambo trouze uma identidade diferente e mais caliente à apresentação. Acho que a parceria com Teló pode dar muito certo…

 

Camila Pelegrina – “New Rules”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Stop make New Rules happen. It’s not gonna happen! Que bela bosta essa act, hein? Chatíssima, maçante, desnecessária. Nem entendi porque viraram pra ela.

Edu: Me perdoem, mas não aguento mais essa música subestimada. Não sei se é por conta do meu ranço, a apresentação em si me deu preguiça.

Let: Amo essa música, mas ela não combina com esse tipo de competição. Que ranço dessa Camila e como Ivette tem virado na hora errada, isso tá me irritando, porque Milk não viraria (nunca pensei que sentiria falta de Cláudia).

Luke: Teló nunca me representou tanto!! “New Rules não é uma música fácil de cantar, Lucas”. OK, não julgo isso. Mas a apresentação em si me deu muita preguiça e vai ter que fazer muito na próxima pra tirar o ranço.

 

SEGUNDO DIA

 

Tamara Angel – “Esse Tal de Rock Enrow”

Clique aqui para ver a performance

Edu: GENTEEEE, A TAMARA ANGEL TÁ VIVAAAAA!!! Pra quem não se lembra, nos anos 2000 ela era tipo uma “cover” de Avril Mozão Lavigne. Com certeza faria o Lulu e teria virado logo de cara. Foi uma audição muito boa, e foi merecida sim passar pra próxima fase. Lulu, por favor, faça-a cantar as músicas da minha cantora predileta da vida. Obrigado, de nada.

Let: Ai gente, me julguem, mas eu ODIEI! Achei forçadíssima e não aguento mais essa música também. Quem sabe mude minha opinião com o tempo, mas sei lá!

Luke: Luiz Maurício, o senhor está de parabéns. Eu me impressionei e muito com a identidade que Tamara colocou na canção. Lulu disse muito bem, é uma act com um componente de rock brasileiro e cheia de alma. Já ansiosos pras próximas semanas…

 

Léo Oliveira – “Travessia”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Sinceramente? Eu gostei bastante da apresentação, a voz dele em alguns momentos lembrou um pouco uma mistura de Guilherme Arantes com Ivan Lins. Não entendi, francamente, de ninguém ter virado. Eles já deram chance pra tanto embuste só nessa temporada, que fica difícil defender esse quarteto às vezes.

Let: Ok, ele desafinou no início porque o tom é baixo, mas no refrão ele arrasou e muito, e que voz linda, macia, gostosa. Não entendi porque não viraram também, eu viraria. Esse seria o tipo de act do Brown e eu fiquei decepcionada, principalmente com os “conselhos” do fim, ah não enche!

Luke: Eu não entendi foi nada das cadeiras não terem virado. Léo foi uma surpresa pra todos nós e merecia muito continuar na competição. A maior injustiça do programa até o momento… Ele trouxe sua alma pra apresentação!! O balanço entre o grave e o agudo não é domado pela maioria dos participantes dessa competição na audição às cegas. Enfim, deixo aqui minhas sinceras críticas…

 

Alícia Sá – “When I Was Your Man”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Ai odeio essa música, desculpe. Mesmo assim, Alícia soube entregar um número coerente e bem redondo. Ainda bem que Veveta e Lulu viraram, pois não aceitaria ela sendo eliminada logo de cara. Algo me diz que podemos nos surpreender com ela na disputa. Gostei e muito! Mais um grande nome no time de mainha, adoro!

Let: Eu amo tanto essa música e Bruninho que fui no show dele pegar chuva. Enfim, Alícia foi bem e tem uma voz boa, e acertou em escolher Bruno (minha escolha para aquecer a voz SEMPRE antes de alguma competição que participo). E comentário nada a ver mas com tudo a ver, COMO ELA É LINDA, QUE ROSTO MEU DEUS!

Luke: Eu amo essa música, desculpe Edu!! Kkkkkk. Eu achei que Alícia se entregou a canção e trouxe um número bem feito. Sua idade e história são curiosas e a maturidade apresentada cursa muito bem com a humildade da cantora. Acredito que seu potencial possa alcançar níveis jamais imaginados e que ela possa nos abrilhantar com apresentações cada vez melhores…

 

Renata Versolato – “Black Is Beautiful”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Renata tem uma voz poderosa e potente, mas ela exagerou por demais. Por conta disso, foi por pouco que ela quase não passa para a próxima fase. Vamos ver como Brown vai moldá-la, sendo que eu acho que ela tem um perfil mais adequado para o time Teló.

Let: Outra do teatro. Mas apesar de sim, exagerada, eu amei Renata. É um baita de um vozeirão e a certeza de um mercado para ela investir. Imagina ela participando dos musicais do Falabella? Arrasa mana! The Voice é vitrine.

Luke: Ela tem uma voz especial, todos percebemos, contudo, exagero né galera. Nunca terá uma vaga nesta competição nosso odiado exagero. Quando tudo é demais, perde a beleza e encanto. Espero que Renata se contenha nas próximas semanas, pois é uma competidora de qualidade sensacional. Sua voz ecoa pela beleza e peca quando é demais…

 

Renan Valentini – “Fruto Especial”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Renan é outro nome que promete na disputa. Ele soube cantar na medida certa, sem quaisquer exageros. Teló vai conseguir lapidá-lo na medida certa.

Let: COMO ESSA MÚSICA É SEXY! Eu já fico toda arrepiada. E com esse vozeirão do Renan fiquei mais arrepiada ainda. Adorei! Esse vai longe na competição, com certeza.

Luke: Só sei que já quero Renan nessa final para o tetra!! Que apresentação encaixada e bem feita. Além disso, o act tem um carisma incrível, humilde!! Ele tem um ar de Daniel no início de carreira e quero ele nessa vertente por um bom tempo!! Sem exageros, sem rodeios e sem firulas!! To apostando minhas fichas nesse cara…

 

Priscila Tossan – “Ainda é Cedo”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Gente, tem algo errado. É uma criança de 12/13 anos que tem que estar no The Voice Kids, é a única explicação! Fiquei impressionado com a confiança e presença de palco, parecendo que estava em seu infinito particular. Merecido ter as cadeiras viradas, mas ainda custo a acreditar que ela tenha 28 anos. Pra mim não foi surpresa sua ida ao time Lulu, pois o match entre os dois foi imediato.

Let: No começo não reconheci a música, mas depois comecei a me apaixonar por essa voz diferente e cheia de personalidade, e adorei como ela imprimiu originalidade nesse hino, foi incrível. Se eu estivesse lá teria virado e muito. Lulu se deu muito bem!

Luke: Eu to junto com o Edu nessa pois ainda não creio que ela tem 28 anos. Gente, ela tem cara de muito nova e uma voz espetacular. Foi suave, diferente, com uma identidade própria. Enfim, eu gostei e muito. Além disso, Lulu Santos vai poder trabalhar muito com uma voz como a de Priscila em seu team

 

Sarah Renata – “Amor de Índio”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Ela tem uma voz afinada, a música é linda, mas algo me incomodou em Sarah. Não sei dizer ao certo, mas não me encantou de imediato.

Let: Ahhhh essa música. Coisa boa ver alguém cantando esse clássico no The Voice. Gostei da voz de Sarah, mas achei que falta alguma coisa. Não sei, mas acho que não passa das batalhas.

Luke: Eu gostei de Sarah!! Achei que ela tem uma maturidade vocal bacana, que combina com Ivete. Enfim, acho que pode sair coisas muito boas por aí, mas não sei se o potencial de uma final está na competidora ainda…

 

Arthur Henrique – “Rude”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Ai sei lá, outro que não gostei tanto assim. Não sei se foi a song choice, mas pra mim foi tudo bem pombo e um exagero as três cadeiras viradas. Vamos ver o que Lulu vai aprontar.

Let: Não é tão bom cantor assim, mas é lindo demais, venk! O problema é que essa música é um horror e não dá chance de mostrar seu verdadeiro potencial nunca, não sei porque o pessoal insiste tanto nela.

Luke: A voz tem boas peculiaridades mas a song choice foi errada. Não valorizou nada pois parecia que ele estava mais preocupado com a letra do que com a melodia. Enfim, não sei se Lulu fará muito com Arthur, mas vamos aguardar…

 

Meggie Santos – “Boa Noite”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Outra apresentação pombo, na minha opinião.

Let: Música chaaaata… Entretanto, Meggie tem sim uma boa voz, aliás, ótima, e pode surpreender nas próximas fases do programa, só precisa de mais presença de palco.

Luke: Não achei a apresentação ruim, mas foi esquecível… Ainda não marcou daquela maneira incrível de uma competidora!!

 

Ana Laura – “Tocando Em Frente”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Cruzes, quase dormi aqui.

Let: Caso típico de tia que falou “sua voz é forte, deveria cantar”, e a pessoa se apoia nisso. Mas não leva a sério o que é cantar, porque se levasse não desafinava onde ela desafinou, não subia os tons que subiu, não debochava de um clássico desses. Odiei, que nunca mais volte!

Luke: Próximo…

 

Isa Salles – “Mamma Knows Best”

Clique aqui para ver a performance

Edu: Estava demorando pra cantarem Jessie J no The Voice Brasil. Gostei que Isa soube fazer sua própria versão, algo mais rock n’ roll, e sem tentar imitar a nossa saudosa coach das versões britânica e australiana da franquia (ela podia voltar aos dois programas, aliás). Uma das melhores performances da noite facilmente.

Let: Eu tô no chão até agora. Gosto de gente assim, ousada nesse ponto, que sabe que é boa e pega a música de uma deusa e imprime ainda mais estilo e poder. Adorei e não foi pouco, que voz!

Luke: Facilmente uma das melhores dessa edição. Isa trouxe um grande clássico de Jessie J e o fez de maneira única. Teve identidade em sua apresentação e isso é muito importante! Lulu bloqueado foi divertido de ver, Ivete mandou muito bem na jogada e ainda levou uma incrível competidora…

E vocês, o que acharam das apresentações dessa semana?

 

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.