The Voice US – 12×21/22 – Top 11

Imagem: NBC

A disputa está ficando cada vez mais acirrada no The Voice, e estamos cada vez mais próximos de uma das fases mais intensas e agressivas da disputa, antes da grande final. Essa semana os candidatos surpreenderam em suas apresentações, outros nem tanto, com direito a um bottom que com certeza deu o que falar, principalmente por conta da eliminação.

Não podemos esquecer também que contamos com a presença mais que ilustre da maravilhosa Alisan Porter, vencedora da 10ª temporada, e uma das melhores campeãs do programa (se não a melhor). Vamos conferir?

 

PERFORMANCES

 

Stephanie Rice – “Behind Blue Eyes”

Bernardo: Não achei nada de sensacional, na verdade estamos numa etapa da temporada que se espera algo mais. Bonitinho, mas daqui a pouco já esqueci.

Edu: Adorei ver um lado mais agressivo, “vital”, e cheio de atitude da Stephanie. Só acho, na minha humilde opinião, que isso devia ter sido uniforme do começo ao fim, mas mesmo assim gostei bastante.

Luke: E mais uma vez Stephanie me ganhou totalmente com sua performance. Semana após semana falo o quanto me apaixonei por essa mulher, porque gente, esse tom verdadeiro e toda a sinceridade que ela coloca mexe comigo toda vez. Gostei muito da song choice pra ela, serviu pra mostrar um lado mais diferente, mas sem perder toda aquela essência maravilhosa que já vinha trazendo.

 

Aaliyah Moulden – “Take It Back”

Bernardo: Sabe a sensação que eu tenho? Aliyah está se esforçando a cada semana para ficar no bottom e não ser campeã, sinceramente.

Edu: Hoje não!

Luke: Sério que vocês acharam assim tão ruim? Não sou o maior fã da Aaliyah, mas nessa semana achei que ela conseguiu se superar um pouquinho. Achei que com a música, mostrou que está crescendo um pouco e tentando impressionar da melhor maneira.

 

TSoul – “Lay Me Down”

Bernardo: Eu gosto muito do TSoul, mas parece que ele não se ajuda. Não consigo mais defender, sorry.

Edu: TSoul até tento te defender, mas me ajuda para eu poder te ajudar.

Luke: Adorei gente, desculpa aí! A música é perfeitamente maravilhosa e, por mais que ele não tenha superado, ainda assim achei que fez uma linda performance.

 

Lilli Passero – “Town Without Pity”

Bernardo: Essa apresentação me lembrou 007 de uma maneira imediata. Estava sedutor, gostoso de assistir e diferente de tudo que ela já tenha feito nessa disputa. Poderia ficar escutando a Lilli durante todo o dia, sério mesmo.

Edu: Linda e sexy, assim estava Lilli. Ela veio com uma música que soube casar perfeitamente com a sensualidade transmitida pela candidata, fazendo o resultado dessa apresentação bem satisfatória.

Luke: Essa sim eu não consegui gostar, gente. Acho Lilli linda, mas pra mim não foi a melhor song choice, e pra mim não rolou foi nada.

 

Hunter Plake – “All I Want”

Bernardo: Depois daquela apresentação mediana na semana passada, eu volto a olhar o Hunter com os mesmos olhos do início da temporada. Um cantor completo, com uma voz deliciosa de ouvir, uma sutileza impressionante, além de uma vontade em impressionar e mostrar o quão bom seu trabalho é ainda maior. Não foi melhor do que a Lilli, confesso, mas foi bom de assistir e escutar.

Edu: JESUS TODO MISERICORDIOSO, EU ESTOU NO CHÃO!! O QUE FOI ISSO? Já ouvi diversas versões de “All I Want”, mas essa foi a melhor de todas. Essa foi a melhor apresentação de Hunter na disputa até hoje, e é incrível como ele só cresce cada vez mais, e não é à toa que essa versão atingiu o Top 10 do iTunes. Já podem dar uma das vagas da final para ele, por favor.

Luke: Essa música gente, ESSA MÚSICA! Como estou meio por fora da internet da vida, devido a correria, só descobri mesmo que o Hunter tinha cantado essa maravilha enquanto assistia o episódio. Meu, que coisa mais maravilhosa foi essa performance? Arrepiou do começo ao fim, porque eu tenho uma paixão absurda pelas músicas do Kodaline e apenas fiquei no chão com essa apresentação.

 

Vanessa Ferguson – “Diamonds”

Bernardo: Eu confesso que não entendo a necessidade que esses competidores têm de tentar inventar com músicas super conhecidas pelo público. A voz da Vanessa é ótima, ficaria o dia inteiro exaltando quão boa ela consegue ser, mas não foi dessa vez.

Edu: Vanessa, eu te amo e tu sabe disso, mas essa apresentação foi um desastre. Tem músicas que não combinam com quem canta, e esse foi o caso de “Diamonds”. Não colou, e acho que pode prejudicá-la.

Luke: Outra performance que pra mim foi ótima! Particularmente achei que a música combinou demais com a voz e estilo dela, e o resultado foi outra baita performance. Gostei dessa variação no piano e depois com o público, deixou a apresentação ainda melhor.

 

Lauren Duski – “Somewhere In My Broken Heart”

Bernardo: Uau, que apresentação maravilhosa! Com muita força e a quantidade certa de emoção para não ser piegas, Lauren conseguiu mandar sua mensagem e… foi lindo.

Edu: Até duas semanas atrás achava Lauren bem chuchu, mas desde o Top 12 tenho pagado minha língua com ela. Que performance linda, meus amigos! Estou encantado com a suavidade, delicadeza e honestidade em tudo. Antes a via como um embuste, hoje já vejo nela grandes chances de finalista.

Luke: Aposto firme que juntamente com Hunter, Lauren tem vaga mais do que garantida na final. Que voz linda é essa? Novamente uma performance maravilhosa por parte dela, que semana após semana vem conquistando ainda mais espaço.

 

Mark Isaiah – “How To Love”

Bernardo: Quando temos um competidor num reality show que já flertou com a eliminação, seja no Big Brother, MasterChef, Survivor ou qualquer outro, é sabido que tal pessoa não durará muito tempo na competição. Ele precisa de uma virada extraordinária para receber uma sobrevida. Essa apresentação do Mark não foi esse momento, desculpem.

Edu: Chorei vendo essa performance, mas não porque Mark fez um bom número, bem longe disso. Vamos voltar no tempo, mais precisamente na S6, uma pequena e saudosa maravilha chamada Christina Grimmie fez a melhor versão dessa música até hoje. O arranjo de Mark foi semelhante ao que foi feito por ela há quase três anos atrás, e a garota era minha favorita a levar aquela edição desde sua blind, quando morreu eu fiquei totalmente devastado, e só consegui lembrar dela, e por isso do choro. Sobre Mark, quem é ele mesmo?

Luke: Achei que foi melhor do que na semana anterior, pois é realmente uma música não muito fácil de cantar e o Mark acabou fazendo um bom trabalho. Se foi o suficiente pra deixá-lo longe do bottom não sei dizer, pois o patamar do negócio está bem alto, mas vamos ver.

 

Jesse Larson – “Human”

Bernardo: Teve seus altos e baixos, mas é possível que eu esqueça da apresentação quando for escovar os dentes. Cadê a emoção? Aquele fogo e a vontade de vencer?

Edu: Desculpa, mas depois do atual vencedor do The Voice UK, Mo, ninguém consegue chegar àquela versão impecável. Tchau, embuste!

Luke: Enquanto assistia fiquei aqui me perguntando onde diabos já tinha ouvido essa maravilha de música, e quando lembrei do Mo no The Voice UK já fiquei todo animado aqui. Jesse também conseguiu entregar uma ótima performance, e continuo curtindo ele mostrando um lado diferente nas duas últimas semanas.

 

Brennley Brown – “River”

Bernardo: Esse time da Gwen estava com tudo nessa semana, impressionante a qualidade dessa gente hoje. UAU! UAU!

Edu: MARAVILHOSA! Gente, é de lei, essa temporada tem que ser team Gwen nas duas primeiras colocações, não importa a ordem que Brennley e Hunter ocuparem. Essa garota não cansa de ser maravilhosa, e assisti a essa obra prima sorrindo de canto a canto. ESPETACULAR!

Luke: Linda e maravilhosa, só isso que posso dizer da Brennley depois de assistir essa performance. Que voz é aquela gente? E que emoção toda foi essa que ela entregou enquanto cantava? Apaixonei aqui.

 

Chris Blue – “When A Man Loves A Woman”

*O vídeo foi removido do YouTube, devido a direitos autorais.

Bernardo: Aí… essa música de novo não. Porém, sempre há um porém, Chris Blue foi glorioso e bárbaro. Excelente maneira de finalizar a noite, pelo menos daqueles que avançam.

Edu: Chris não é desse planeta, não pode ser. Acho essa música extremamente incrível, e fiquei impressionado da desenvoltura dele perante a mesma. Definitivamente foi para encerrar a noite com chave de ouro, e está entre as melhores apresentações desse Top 11, e isso é incontestável. PS: apenas eu que amo as reações surtadas de Alicia? <3

Luke: Rapaz do céu, que fechamento de episódio foi esse, povo? Chris simplesmente destruiu tudo com essa performance, porque foi assim do começo ao fim. QUE TIRO!

 

BOTTOM

 

Stephanie Rice – “Issues”

Bernardo: Claramente emocionada, Stephanie não entregou seu melhor trabalho aqui, evidentemente. Entretanto, ela está a anos luz na frente do Mark, então é um ponto fora da curva e pronto.

Edu: Amo Stephanie, mas achei sua performance um pouco desesperada. Claro que o bottom é um momento tenso, mas acho que ela deveria ter ficado um pouco mais natural, e esquecer que estava lutando por um instant save. Espero e muito que isso não implique para que ela permaneça na disputa.

Luke: Precisa nem dizer que fiquei extremamente decepcionado ao ver Stephanie nesse bottom, porque pra mim ela não merecia e não foi nada fácil de assistir.

 

Mark Isaiah – “7 Years”

Bernardo: Espero que isso termine logo, sinceramente.

Edu: Tchau embuste, vaza, pasta!

Luke: Mesmo tendo feito melhor que na semana anterior ele acabou no bottom, então talvez seja uma dica de que está na hora de partir pra casa?

 

ELIMINAÇÃO

Bernardo: Não acredito que isso aconteceu, sério. Produção, onde se clicar para desver?

Edu: PENA QUE NÃO POSSO XINGAR DO QUE QUERO!! Injusto, muito injusto esse embuste continuar na disputa, simplesmente inadmissível. A partir de agora não comentarei mais nada vindo dele.

Luke: Pera, alguém aperta um delete e faz de novo, porque ESSE NEGÓCIO TÁ ERRADO! Stephanie era meu amorzinho, de tão maravilhosa. Se eu já tinha ficado chateado com ela no bottom, fiquei ainda mais p*to com ela sendo eliminada, porque foi uma baita injustiça. America pisando na bola mais uma vez.

Ficamos por aqui, até a próxima semana!

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.