As blind auditions chegam ao fim e a fase de batalha entra no The Voice US

the voice blind battles
Imagem: NBC/Divulgação

Nessa semana, o The Voice US enfim encerrou suas blind auditions, cedendo a vez para as battle rounds. Agora é a hora que a disputa começa a ficar mais intensa, e que nossa equipe se divide aqui também para defender um time em específico.

Vamos conferir tudo o que rolou?

 

BLIND AUDITIONS

 

Emily Hough – “Big Yellow Taxi”

Edu: Gente, que delícia de audição! Emily tem uma voz angelical, que sabe tocar. Ela veio com uma song choice certeira, que a beneficiou grandemente. Adam conseguiu uma boa adição ao seu time, e se eu fosse ele investiria pesado na garota. Se bem lapidada, tem grandes chances de ser finalista, ou do contrário pode mal passar das batalhas.

Luke: A voz de Emily embala completamente e te envolve. É suave, bem trabalhada, boa de colocar em diversos estilos musicais. Acho que ela seria bem “mentorada” em qualquer um dos quatro teams, mas Adam tem aquela coisa com os teens e espero que façam um bom trabalho.

Renata: Emily, que voz tão gostosinha! Timbre doce pra gente viajar. Concordo com o Edu sobre a adição de Adam. Ele tem um bom histórico em guiar participantes tão doces, creio que a moça chega longe.

 

Josh Davis – “Too Good At Goodbyes”

Edu: Eu odeio essa música, mas curti a apresentação. Josh não apresentou nada de novo ou diferente, mas mereceu ter cadeiras viradas a seu favor. Não acredito que vá muito longe na disputa, vamos aguardar. Pra mim o ponto alto foi Adam fazendo propaganda de Kelly e Blake da JHud. No fim o rapaz escolheu a original Idol, e agora mais que nunca tenho certeza que será necessário muito pra ir longe, já que ela está indo às batalhas com o time mais forte.

Luke: Foi uma boa performance, mas nada de inovador. A voz de Josh é boa, mas ainda não apresentou um diferencial que colocasse ele lá. Isso pode ser bom, pois ele pode ir evoluindo com o decorrer do tempo. Vamos esperar para ver o trabalho de Kelly com o garoto.

Renata: Bem genérico, né? Deu pra passar, vamos ver se chega longe.

 

Katrina Cain – “Rhiannon”

Edu: Katrina é linda, tem uma voz fascinante, mas sua audição não me agradou. Sei lá, senti um certo tédio aqui. Espero e muito que Blake faça um trabalho excepcional com ela, pois apesar de tudo vi um grande talento ali.

Luke: Eu gostei e muito da apresentação!! Me lembrou um pouco, bem de longe, a suavidade de Addison Agen, da temporada do ano passado. Enfim, eu gostei, acho que tem potencial pra crescer dentro de um team como o de Blake.

Renata: Ai gente, eu achei bem chata.

 

Matt Johnson – “Never Too Much”

Edu: Achei genérico e pra mim foi just ok, apesar da história de superação e tal. Indo pro team JHud, é capaz dela lapidá-lo na proporção adequada.

Luke: Achei bem just ok, mas teve sua parcela de energia que é boa parte da apresentação. O team JHud é bem forte e não sei bem até onde Matt chegará, mas esperamos para ver!!

Renata: Deixaram os mais sem graça pro final, só isso explica! Na minha humilde opinião, não viraria.

 

 

BATTLE ROUNDS

 

TEAM ADAM (Renata)

 

Anthony Arya x Steve Memmolo – “Amie”

Ai que batalha delicinha, hein Adam? Achei os dois tão igualmente bons. Anthony tem o tipo de voz que me encanta, mas acho que a maturidade de Steve se sobressaiu. Concordei com Adam na escolha! Fiquei mais feliz ainda por Anthony ter sido roubado por JHud, a doçura do garoto pode ser bem aproveitada daqui para frente.

VENCEDOR: Steve Memmolo

STEAL: Team JHud

 

Jarred Matthew x Tyke James – “She’s Always A Woman”

Adam apostou alto em batalhas doces pra iniciar. Impossível não ficar encantada com Tyke, falo do conjunto todo, né? Não sou cega, minhas amigas. Acho que a música casou bem mais com Tyke, o que deu vantagem a ele. Mesmo eu gostando mais de Jarred, acho que ele tinha mais o que oferecer. Não vejo Tyke indo tão longe, mas hoje, a batalha foi dele.

VENCEDOR: Tyke James

 

 

TEAM BLAKE (Edu)

 

Michael Lee x Joey Green – “Thing Called Love”

Pra mim essa foi uma batalha bem linear, onde as vozes combinaram adequadamente. Foi algo típico de team Blake mesmo. Joey se sobressaiu um pouco mais, mas isso não desmerece a qualidade de Michael. Mesmo assim não foi o bastante para ele continuar na disputa.

VENCEDOR: Joey Green

 

Chris Kroeze x Mercedes Ferreira-Dias – “Back In The High Life Again”

Eu fiquei bem impressionado com essa batalha, sinceramente. A sintonia e a química entre os dois foi algo único, mas convenhamos que Chris se sobressaiu do começo ao fim. Mercedes é boa, mas serviu mais como backing vocal do rapaz, e a vitória dele se tornando mais que justa.

VENCEDOR: Chris Kroeze

 

Katrina Cain x Rachel Messer – “Angel”

Gente, que coisa mais linda! Foi tudo na medida certa, as vozes se encontrando, a sintonia com a música. Por mim as duas passariam, mas Katrina foi a mais sortuda. Queria que tivesse rolado um steal para Rachel, mas vida que segue.

VENCEDORA: Katrina Cain

 

 

TEAM JHUD (Luke)

 

Colton Smith x Patrique Fortson – “God Gave Me You”

Olha, que batalha complicada de se decidir!! Colton e Patrique possuem vozes bem distintas, que casaram muito bem dentro da apresentação. Patrique levou essa por saber dominar e atingir diferentes níveis com seu poder vocal. Uma boa apresentação, ambos estão de parabéns e JHud  fez uma sábia escolha. Agora, Blake nos surpreende no melhor estilo Carlinhos Brown e permite que Colton continue na competição. Vamos ver o que essa dupla terá a oferecer…

VENCEDOR: Patrique Forston

STEAL: Team Blake

 

Mike Parker x Natasha GreyCloud – “Gravity”

A última vez que me lembro de uma batalha em forma de dueto me arrepiar tanto foi em 2015, com Sawyer e Noelle cantando Have You Ever Seen The Rain”. Isso foi inacreditável!! Eles tinham um complemento em suas vozes que deixaram todos arrepiados. Além disso, conseguiram colocar uma identidade incrível na canção e isso me impressionou muito. JHud escolheu Mike, Kelly roubou Natasha!! Estamos todos seguindo em frente e em casa por aqui.

VENCEDOR: Mike Parker

STEAL: Team Kelly

 

 

TEAM KELLY (Bernardo)

 

Sandyredd x Cody Ray Raymond – “Cry To Me”

Eu só vou dizer uma coisa pra vocês: eu não queria estar na posição da Kelly em selecionar o vencedor de uma batalha dessas. Não tinha uma melhor escolha, porque o Cody começou bem e terminou muito bem, enquanto a Sandyredd começou muito bem e terminou bem. Qualquer um que a Kelly escolheria dessa disputa eu estaria satisfeito, mas olhando para competição, a escolha da Kelly foi, sem dúvida alguma, a certa.

VENCEDOR: Cody Ray Raymond

STEAL: Team JHud

 

Kymberli Joye x OneUp – “Mercy”

Mais uma batalha e mais um desafio para Kelly. Eu, novamente, não tinha a menor ideia do que fazer depois dessa apresentação. Uau! Acredito que isso mostra a qualidade do time que a Kelly montou para essa temporada. Particularmente o OneUp me pareceu ter ido melhor, mas eu também sei que a Kymberli é uma daquelas vozes que ainda vão impressionar muito pelo restante da temporada. Razão pela qual a Kelly fez sua escolha. Eu reitero que não tinha decisão fácil ou clara, mas pensando na competição, foi a melhor escolha.

VENCEDORA: Kymberli Joye

 

RESULTADO

Estão classificados para a próxima etapa:

Team Adam: Steve Memmolo, Tyke James

Team Blake: Joey Green, Chris Kroeze, Katrina Cain, Colton Smith

Team JHud: Patrique Forston, Mike Parker, Anthony Arya, Sandyredd

Team Kelly: Cody Ray Raymond, Kymberli Joye, Natasha GreyCloud

 

O que acharam do início das batalhas? Continuem acompanhando tudo sobre The Voice US, além de outros realities que o Mix de Séries cobre!

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.