The X Factor Brasil – 1×25/26 – Semifinal/Final

Imagem: Band
Imagem: Band

Olá, como estão? Chegou ao fim nessa semana a primeira temporada de X Factor Brasil, o qual na segunda-feira rolou a semifinal, com os quatro últimos sobreviventes que disputavam então as três vagas para a grande final. Na quarta foi o dia decisivo da disputa.

Vem com a gente conferir quem levou a melhor!

 

PERFORMANCES SEMIFINAL

 

Cristopher Clark – “Dog Days Are Over”

Edu: Amo essa música, e pra mim casou perfeitamente com Cristopher. Achei bem interessante essa versão dele, o toque particular dado a ela.  

Let: Olha eu não gostei! Achei apenas mais do mesmo, bem karaokê, até os pulinhos ele fez, não vi criatividade na versão – e ele poderia até ter feito algo diferente com a música, não precisava ser tão fiel ao original.

Luke: Fiquei impressionado com Cristopher cantando Florence. Realmente eu nunca esperaria algo tão bom como foi a performance. A música casou muito bem com sua voz, sem exagero algum.

Paula: Adoro esta música e jamais imaginaria que Cris cantaria ela. Curti demais a interpretação dele e sua voz cantando Florence. Para mim só confirma que ele sempre manda bem.

 

Jenni Mosello – “Me Espera”

Edu: Que song choice mais errada! Queria – e muito – estar morto!

Let: Essa música é linda, e ela poderia ter feito uma versão maravilhosa. Mas aí lá no meio ela misturou várias coisas e ficou tudo terrível. Credo amiga, melhore!

Luke: Achei que ia ser incrível e foi trágico. Gosto muito de Jenni, mas realmente até Alinne que deveria amar, fez cara feia na apresentação, então…

Paula: O que será que aconteceu com Jenni? Foi bem ruim a sua apresentação. No começo até tava ok, mas depois desceu ladeira abaixo. Uma pena, pois gosto demais dela.

 

Ravena – “Ai Ai Ai”

Edu: Não perderei meu tempo comentando tamanha vergonha alheia.

Let: JESUS NESSA CAUSA!

Luke: Eu tento acreditar em Ravena e muitas vezes meu esforço vai além dos limites. Eu não odiei a apresentação, mas também não foi um just ok. As vozes delas são boas, mas não combinam em nada quando juntam.

Paula: Vanessa da Mata deve ter se irritado muito por elas estragarem esta música! Que vexame!

 

Conrado Bragança – “What A Wonderful World”

Edu: Olha até que achei interessante que Conrado optou pela versão dos Ramones para essa música, mas meu ranço por ele se tornou tão incontrolável, que não consigo elogiá-lo. Mesmo assim, o conjunto como um todo foi que nem ele, um verdadeiro suflê de chuchu, e aquelas dançarinas de fundo foi bem vergonhoso.

Let: Ele apenas assassinou a versão dos Ramones para esse clássico, e nunca concordei tanto com Rick, até os soquinhos no ar foram terríveis e falsos. Essa voz rouca falsiane dele me irrita demais, chega!  

Luke: Tive que ver a apresentação de novo, pois as dançarinas me tiraram o foco kkkk… a música ficou interessante, mas ainda sinto falta dele explorar o palco. Será que ninguém lá dentro percebeu o quanto ele precisava explodir junto com a canção durante os ensaios?? Ele ficou ali, parado e estático, e caiu no fim para “interagir” com a coreografia. Realmente não deu muito certo, faltou uma dinâmica junto à canção.

Paula: Até que Conrado não foi tão mal quanto tem ido ultimamente. Mas falta um pouco de animação, de originalidade, de explosão da música e parar com esta ronquidão fake. Está ficando bem ruim isso já… aliás, está péssimo.

 

Christopher Clark – “Só Rezo”

Edu: GENTEEEEEEEEE!!!!! Eu simplesmente amei essa versão mais agressiva dessa maravilhosa canção do NX Zero, e essa performance do Cristopher foi uma grande surpresa pra mim. Na minha opinião essa foi uma das melhores apresentações do rapaz na disputa, e é questão de honra vê-lo na final, PELO AMOR DE DEUS!

Let: Agora vi Cristopher, ufa! Não foi a minha apresentação favorita dele, mas curti muito a versão que ele fez dessa música, ficou boa mesmo, até exagerando na gritaria – essa é a vibe dele, temos que respeitar e aplaudir, e muito.

Luke: Olha o que é a maturidade em palco. Cristopher sabe usar o espaço que tem, pula, canta e rodopia por todo lado. Passa um sentimento de alegria quando faz isso e empolga quem está ouvindo. Claro que o cansaço ficou um pouco nítido, e a empolgação levou a momentos de ausência da música. Mas o trabalho geral foi muito bem apresentado, com a honra de ter Di Ferrero ali em frente.

Paula: Que legal esta versão do Cris! Ele é um artista completo mesmo. Interpreta a música do seu jeito, tem presença de palco, tem seu estilo. Assistiria seu show por horas e com muito prazer. Arrasou na apresentação!

 

Jenni Mosello – “Bitch Better Have My Money”

Edu: Não sei o que está acontecendo com Jenni nessa semifinal, mas não consegui gostar dessa performance também.

Let: “Ai eu faço uma versão diferente dessa música e tal…” MIGAAA, NÃO FOI NADA DIFERENTEEE, FOI A MESMA COISAAA! Jenni veio com a mesma maquiagem que usou semana passada, e acha que isso torna a música diferente, não torna, ficou igual. Aliás, igual não, porque Rainha Riri destrói com essa música, enquanto Jenni, nossa que preguiça.

Luke: Realmente as performances dela nessa semifinal foram sofridas. Mas como a avaliação não é semanal, por ser um método de votação popular, acredito que ela fique por todo o trabalho apresentado até aqui.

Paula: Escolha errada de música para Jenni. E olha que Riri manda bem demais nesta música, mas ela tem um repertório imenso e diversificado que ela poderia ter optado. Que triste, porque não curti mesmo as apresentações de Jenni hoje. Espero que ela fique pela sua caminhada e progresso até aqui, e não apenas pelo dia de hoje.

 

Ravena – “That’s My Girl”

Edu:

Let: Quando se juntam parecem um coral, e isso tá muito errado, não sei como é possível. Separadas elas até foram melhores, mas ainda assim não merecem a posição que estão.

Luke: Ravena, Ravena… continuam na mesma. O trabalho em grupo não é satisfatório, por mais que tenha sido melhor harmonizado nesta canção, as vozes das garotas, quando juntas, não ficaram bem nesses shows ao vivo.

Paula: O que elas estão fazendo aqui mesmo? Este grupo não funciona, gente!!

 

Conrado Bragança – “Coisa Linda”

Edu:

Let: Ficou bonitinho e tal, mas a música não exigia muito dele mesmo, afinal era Tiago Iorc. Mas concordo com Rick, essa é a vibe dele, aceita que dói menos.

Luke: Ahhh, a música pediu um clima mais calmo e ele ofereceu, mas ainda acho muito apagado.

Paula: Um cantor xué combina com uma música xué. Por isso deu certo esta apresentação!

 

 

REPESCAGEM

 

Conrado Bragança – “Heaven”

Edu: Minha cara assistindo foi igual a do Rick, pois como ele ousa assassinar esse maravilhoso clássico de Bryan Adams?

Let: Nossa, que morte horrível.

Luke: Conrado deu o passo ao precipício da eliminação. Realmente ele conseguiu destruir uma canção tão singular e bela. Muito difícil reverter a situação neste momento.

Paula: Não acredito que Conrado conseguiu estragar uma música tão bela como esta. Foi o tiro no pé, e o adeus que ele deu nesta performance sofredora.

 

Ravena – “Girl On Fire”

Edu: Enquanto isso no The Voice, Alicia Keys sentiu uma pontada no coração, por estarem assassinando sua música por aqui.

Let: Até começou bem, mas aí escolheram a pior cantora para o refrão. MIGAS, ELA NÃO TEM VOZ PARA GRITAR AQUILO, PENSEM BEM! Assim não dá para defender mesmo.

Luke: Olha, mais uma vez não odiei a apresentação, e elas chegaram a um just ok, ao meu ver. Claro que não será suficiente para levar o título de campeãs pra casa na quarta, mas estarão merecidamente no Top 3. A voz delas casou melhor nessa canção e souberam explorar mais da singularidade de cada uma.

Paula: Engraçado que separadas elas não cantam mal. E nesta música deu para ver isso. Mas como um grupo não funcionam, e acontece este show de horrores. Tchau, meninas. Não sou obrigada.

 

 

ELIMINAÇÃO

Edu: Essa repescagem foi uma verdadeira piada, pois pra mim tanto o sonso do Conrado quanto as perdidas do Ravena vazavam. Como um deles tem que continuar, infelizmente, francamente teria escolhido o rapaz, e pra mim foi uma grande surpresa a girlband indo para a final. Minha reação foi igual da Britney Spears, quando as meninas do Fifth Harmony foram anunciadas como finalistas na versão US em 2012. Entre o ruim e as piores, preferiria a opção um, fazer o quê.

Let: Se pudesse, mandava os dois embora. Mas como não dá, eu mandaria as gurias, que são péssimas cantoras, mal produzidas, que junção mais errada. Não consigo nem acreditar que elas estão na final.

Luke: Já esperava a eliminação de Conrado e pra mim foi justa, infelizmente. O rapaz nunca soube dominar o palco, ainda falta maturidade que ganhará com o tempo. Claro que Ravena também não foi o sucesso estrondoso nessa competição, mas a permanência delas foi mais justa, ao meu ver.

Paula: Por mim eliminava os dois, mas como não tem jeito, Conrado poderia ter ficado. Ele tem seus defeitos, mas tem mais chances de futuro do que as meninas. Elas são bem fracas e jamais poderiam estar em uma final de uma grande franquia como esta. Que morte horrível!

 

 

PERFORMANCES FINAL – PARTE 1

 

Jenni Mosello – “You Know I’m No Good”

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: Depois de ter mandado mal na segunda-feira, a Jenni que foi me conquistando aos poucos na disputa, principalmente nos shows ao vivo, está de volta. Mais uma vez ela colocou seu toque peculiar de personalidade, desenvoltura e talento inquestionável. Como dizia Pau Pau Rubio nos saudosos tempos de US, AMAZING, I LOVED!

Let: Gostei bastante dessa apresentação, assim como vocês, agora sim enxerguei a Jenni que aprendi a respeitar lá no início. Adorei a originalidade, arrasou!

Luke: Essa sim é a Jenni que eu me encantei durante a competição. Mostrou a todos que, apesar das críticas, merece o prêmio e está aqui por isso. Ela conseguiu dar seu toque à música de uma maneira que só ela sabe. A voz encaixou perfeitamente com a canção. Foi claramente, Jenni.

Paula: Agora sim, Jenni. Depois de ter deixado muito a desejar no programa anterior, hoje mostrou como consegue ser versátil, original e ter personalidade. Gostei demais da escolha da música, do equilíbrio da voz e tudo. Ela merece sim estar na final e com certeza fará sucesso por aí!

 

Cristopher Clark – “Quando o Sol Bater Na Janela Do Seu Quarto”

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: Como sempre, Cristopher não decepcionou. Não tem mais o que dizer… #GanhaCristopher

Let: Essa música é maravilhosa, e ficou ainda melhor na versão de Cristopher. A voz encaixou perfeitamente, foi tudo incrível.

Luke: Essa final está fadada a Cristopher e Jenni. Ambos sempre mantiveram a qualidade durante a competição, e merecem muito estar aqui. O cara é um artista completo e fará um grande sucesso fora da competição, sendo o campeão ou não.

Paula: Cantei junto com Clark! Talento é talento, sua interpretação para a música do Legião ficou ótima. Ele deu o toque pessoal dele e deu para perceber a evolução do artista. Falo e repito, quero ir em um show do Cris e assistir ele cantar por horas. Ele é excelente!!

 

Ravena – “Sim Ou Não”

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: Me senti envergonhado por elas.

Let: Elas estragaram a música.

Luke: Difícil defender nessa final…

Paula: Nem vou falar mais nada viu…ruim demais!

 

TERCEIRO COLOCADO

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: Olha, depois de tantas performances fracas e poucas que foram certeiras, Ravena chegou no seu limite. Se elas quiserem continuar como grupo fora da disputa, terão que se aprimorar e muito, além de agir como tal. Boa sorte, meninas, sendo juntas ou cada uma em seu canto.

Let: OBRIGADA JESUUUUUSSSS!!!!! Acabou a loucura, o grupo mais cagado da história dos realities foi eliminado. Adeus!

Luke: Foi o mais coerente possível. As meninas têm potencial mas devem ser trabalhadas por alguém que realmente entende de grupos (alô, Rick). Agora fico ainda mais ansioso pelo grande campeão.

Paula: Parabéns pela coerência, pessoal! Pelo menos uma vez, a voz do público foi sensata e eliminou Ravena. O grupo já não estava funcionando faz tempo. Acho melhor elas seguirem em carreira solo mesmo. Adeus!

 

 

PERFORMANCES FINAL – PARTE 2

 

Jenni Mosello – “Oração”

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: Foi linda essa apresentação, vendo um lado mais singelo e vulnerável. A música casou perfeitamente com Jenni, que fez um espetáculo à parte. Depois dessa, Cristopher vai ter que ralar muito pra vencer.

Let: Sou apaixonada por essa música, e por isso bem crítica. Achei que foi uma escolha equivocada, até porque A Banda mais Bonita da Cidade tem várias outras músicas maravilhosas que valorizariam a voz dela. Depois, a coisa de ficar o tempo todo no balanço me incomodou.

Luke: Essa música é completa em todos os sentidos, e Jenni apresentou com maestria. Foi leve e suave como deve ser. Uma música que nitidamente casa muito bem com a voz de Jenni e com seu talento.

Paula: Que doce esta apresentação. Esta música é um mantra da internet. Adorei a versão de Jenni, ficou melhor e mais gostosa de ouvir. Teve até unicórnio! Lacrou demais! Gostei bastante da performance. Jenni, se vencer, estarei satisfeita, pois ela é uma artista completa, original e com personalidade. Ela vai longe de qualquer jeito!

 

Cristopher Clark – “Stone Cold”

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: O QUE FOI ESSA APRESENTAÇÃO? Foi simplesmente fantástica, a melhor dele, o espertalhão deixou o melhor por último, pra encerrar com chave de ouro. Claro que não chegou aos pés da maravilhosa e rainha do The Voice US, Alisan Porter, mas foi maravilhoso à sua maneira e eu fiquei bem boquiaberto aqui.

Let: AQUI ESTÁ O VENCEDOR! Tô no chão depois dessa apresentação, sério. Cristopher é demais, e conseguiu fazer a melhor versão que ouvi dessa música. Fiquei toda arrepiada e ainda mais apaixonada pelo moço. Se ele não ganhar será ridículo.

Luke: Essa música me fascina desde quando a conheci com Alisan no TVUS. Christopher conseguiu fazer a música sua, até mais que Jenni com “Oração”, e isso conta inúmeros pontos a seu favor. Realmente ele manteve sua postura de artista e mandou muito na apresentação.

Paula: Até fiquei arrepiada aqui! Cris arrasa sempre, e mais uma vez mostrou como é bom e porque está na final. Estou torcendo pela vitória dele. Acho que ele tem este tal fator X que tantos procuram. Ele é um cantor excelente, que cresceu no programa e merece ter uma carreira de sucesso. Mas mesmo se ele não ganhar, tenho certeza que vai brilhar! Ai, meu coração! <3 Esta final está linda demais!

 

 

RESULTADO

*O vídeo será disponibilizado em breve

Edu: E NO FIM A JUSTIÇA PREVALECEU, ALELUIA!!!!! Amei Cristopher desde suas audições, nunca foi segredo a ninguém e ele sempre foi um dos meus favoritos, apesar da minha torcida unânime ter sido para o Miguel. O rapaz teve uma trajetória praticamente impecável, com pouquíssimas ou talvez uma ou duas performances “medianas”. Desenvolto, de espírito livre e cheio de explosão em atitude nas suas apresentações, Cristopher mereceu sim ganhar, depois de inúmeras injustiças ocorridas no meio do percurso do X Factor Brasil. Sua vitória representou e muito cada candidato que saiu precocemente, no lugar de muita gente pior, algo típico em qualquer reality show musical. Jenni teve uma trajetória linda e surpreendente, evoluindo a cada semana, portanto se ela tivesse ganhado eu teria gostado da mesma forma, e eu tenho certeza que ainda ouviremos falar muito no nome desse talento nato. Cris você é o cara, conseguiu reacender aquela chama do rock que cativou a cena musical brasileira entre os anos 80 e 90, sempre autêntico e tudo mais. Rick, como de costume, usou sua visão estratégica e mesmo com alguns deslizes, soube fazer um incrível trabalho com cada act passado em sua categoria, e o resultado é mais que merecido.

Let: AHHHH EEEEEHHHHHHH!!!!! Agora siiimmm! Realmente, o título não poderia ir para outra pessoa. Cristopher arrasa desde o início, e raramente errou. Já tô louca pelo show do moço.

Luke: Um artista completo, Cristopher mostrou que não veio pra brincadeira. Mereceu a vitória por toda sua situação na competição, e por sempre manter a qualidade. A voz do cara é incrível e vai ser um sucesso com toda certeza #vempraMinas. Jenni teve um deslize na última semana, mas também merece o reconhecimento pela grande cantora que é. A competição foi bem feita, apesar dos inúmeros erros e críticas. Espero que o TXFBR continue crescendo ao longo dos anos, e espero estar sempre aqui compartilhando emoções no Team Reality.

Paula: AAAAAAEEEEEE!!! CRISTOPHER CLARK!!!!! Este programa e o público não me decepcionaram na final! Super merecido a vitória do Cris! Qualquer um dos dois que ganhassem eu ficaria feliz, mas já estava torcendo para ele faz tempo. Ele evoluiu muito e sempre mostrou ser capaz de se superar a cada apresentação. Mandou bem demais e já quero comprar CD dele, ir em show e apertar repeat no Spotify nas músicas dele! Arrasou demais e foi lindo ver ele cantar Prince na música da vitória! Sucesso, meu querido, você merece!!! \o/

 

O que acharam dessa final? Gostaram da vitória de Cristopher Clark? O X Factor Brasil fica por aqui, mas ano que vem o reality volta com sua segunda temporada, e vamos torcer que venham mais talentos, menos injustiças, entre outros.

Imagem: Band
Imagem: Band

Ah sim, continue acompanhando as reviews de nossos demais realities, que estão entrando em momentos decisivos também!

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.