The X Factor Brasil: por trás dos bastidores da grande final

Imagem: Mix de Séries
Imagem: Mix de Séries

A primeira temporada do reality show mais famoso do mundo chegou ao fim no dia 23 de novembro de 2016 e nós do Mix de Séries estivemos acompanhando tudo o que rolou na grande noite em que o santista Cristopher Clark foi consagrado como o primeiro campeão da versão brasileira. Como todos sabem, Cristopher enfrentou a final com Jenni Mosello e o grupo Ravena, formado no próprio programa. Com mais de 1 milhão de inscritos, Cristopher se sentiu orgulhoso de ter participado do programa e chegou, por muitas vezes, a acreditar que seria eliminado.

Em entrevista ao Mix de Séries, o roqueiro e o vencedor do The X Factor Brasil agradeceu o apoio dos fãs, familiares e de seu mentor, Rick Bonadio. Ele também afirmou que ficou bastante agradecido quando escutou que era o vencedor e que Bonadio o ajudou muito na preparação diante às câmeras, aos arranjos vocais e nas escolhas de músicas.

“Minha história é meio louca e eu já passei por muita coisa. Entrei no programa por incentivo dos meus amigos e no começo eu não estava levando tão a sério, de repente. Quando eu fui para o Centro de Treinamento, eu comecei a entender a dinâmica do jogo e eu entrei de cabeça. Fui colocando minha experiência, minha energia e minha vontade para fora. Com o tempo, fui crescendo na competição, mas nunca a ponto de achar que eu iria ganhar”, disse.

O grande campeão ganhou um contrato exclusivo com a Sony Music Brasil, o novo campeão falou que esse será o seu segundo contrato com uma gravadora, que está bastante esperançoso com o que vai acontecer após o programa e que está preparado para fazer o que ele ama, que é cantar, não importando se vai ter sucesso ou não.

“Estou animado pelo contrato, mas estou mais animado ainda por poder cantar pelo Brasil inteiro. Isso é o que mais me motiva. O contrato possibilita que eu tenha uma estrutura melhor que pegar o meu carro ou uma van e sair tocando por aí”, afirmou.

Imagem: Band
Imagem: Band

Quando questionado se o fato dele ser mais experiente o levou a ganhar o programa, Cristopher respondeu que isso foi um dos pontos, pois existe um filtro que faz com que o nervosismo seja controlado graças a experiência já vivenciada antes. Para ele, foi uma soma de coisas, como o fato de ser verdadeiro, cantar direitinho, as pessoas terem gostado dele, além da experiência. Para Bonadio, a vitória de seu pupilo foi a representação dos músicos brasileiros que lutam durante anos para conseguir um lugar ao sol.

Já Jenni Mosello, a segunda colocada, ficou muito feliz pela conquista e que achou super justo Cristopher ter ganhado a primeira temporada do reality show.

“Foi muito emocionante. Aprendi muita coisa e vou levar muitas coisas para casa, além de amigos e aprendizado. Eu amadureci muito aqui no programa e eu nunca vou esquecer. Foi a melhor experiência da minha vida”, declarou.

Jenni estava bastante emociona e feliz, assim como sua mentora Aline Rosa. A garota termina sua jornada no programa com a agenda lotada e com muitos shows marcados. E já existem planos dela gravar um álbum. Para quem não sabe, o single “Run To The Hills”, composição da própria cantora em conjunto ao músico Lucas Vaz Machado já está no ITunes, no Spotify e no Youtube. A canção foi gravada em estúdios localizados em Nova York e Curitiba.

Sobre seus fãs, Jenni agradeceu muito aos seus unicórnio – nome dado por ela aos seus fãs – e disse que quer encontrá-los muito nessa nova jornada.

“Eles são incríveis. São os melhores fãs do mundo e me trouxeram até aqui. Amo vocês. Sem vocês, eu não estaria aqui hoje, na final,” finalizou.

O grupo Ravena ficou em terceiro lugar e confessaram que não imaginavam chegar até a final, pois estavam competindo com pessoas bastantes talentosas. Sobre rumores de separação, as meninas negaram e disseram que ficarão juntas inclusive se Laís voltar para o antigo grupo Triô. Aliás, Laís disse que se for possível, estará nos dois grupos. Será que vai dar certo? Será que nós temos a nossa Fifth Harmony Little Mix brasileira?

“O nosso sentimento é de gratidão por terem unido a gente. Não estaríamos aqui se não estivéssemos juntas”, completaram.

Em coletiva para a imprensa, Rick Bonadio afirmou serem mentiras os rumores do playback da girlband no Top 4. Para ele, um playback jamais aconteceria no programa se ele estivesse presente e afirmou que as meninas cantaram ao vivo, mas a base tinha um coro (nos refrões) que já tinha sido gravado, algo comum no reality e padrão nos outros países. Aliás, ele afirmou que é fã do programa e assiste a versão UK.

Imagem: Mix de Séries
Imagem: Mix de Séries

Os quatro jurados brincaram bastante durante a coletiva e a química vista na TV não foi diferente. Di Ferreiro disse que adora os comentários nas redes sociais e que a saída do Diego Martins foi algo que o surpreendeu, pois acreditava que o garoto chegasse na final. Ele também afirmou que sua esposa, Isabeli Fontana, é a responsável pelos seus figurinos.

Aline Rosa mostrou ser mais fofa ainda ao fazer campanha para sua candidata e disse que adorou fazer parte do time de jurados. Ela afirmou, também, que pediu para estar ali e que quando foi chamada, vibrou muito. Já Paulo Miklos contou que teve que fazer uma audição para poder participar das bancadas e que, até hoje, não sabe se seus colegas gostaram do que viram. Ele também disse que sentiu a pressão que os candidatos tiveram quando teve que se apresentar para os colegas.

Quanto ao fato das escolhas das músicas e das escolhas dos participantes nas audições, os jurados declararam que os jovens se inspiraram muito nas músicas vistas no Youtube para as audições e, para tanto, acabaram cantando músicas em inglês e de seus ídolos. Sobre as escolhas das músicas, Miklos afirmou que elas eram escolhidas 100% por eles e que não tiveram influência de ninguém.

Quando perguntados se existiam planos de um The X Factor Brasil Kids, Di afirmou não saber de nada. Já quanto as músicas que eles escolheriam caso fizessem a audição do programa, Bonadio disse que cantaria “Negro Drama” dos Racionais; Di falou que cantaria alguma música do Coldplay e Aline escolheria uma música da Maria Bethânia, mesmo sabendo que o Rick diria não para ela.

“Eu não cantaria Titãs e nem NX Zero. Eu cantaria algo que me favorecesse vocalmente, como muitos disseram na audição. Algo em que eu pudesse mostrar meu agudo, como Coldplay,” declarou Di Ferreiro.

Ainda não existe nenhuma nota oficial que haverá uma segunda temporada, mas nós do Mix de Séries estamos na torcida para que isso ocorra e que nossos quatro queridos jurados retornem. Para mais notícias e reviews de suas séries favoritas, não deixem de acessar o Mix de Séries

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.