Timeless encerra sua jornada em grande estilo com especial cheio de emoção

Imagem: Darren Michaels/Sony/NBC

Sabe aquele momento que você não quer tirar da mente nunca? Pois é. O vivemos em pouco menos de duas horas no evento final de Timeless. A série de viagem no tempo da NBC por muito pouco não teria um final, mas a insistência dos fãs fez com que esse espetáculo ganhasse um desfecho E que desfecho! Com muita pressa, é verdade, mas cada um teve seu final de acordo com o que lhe era devido. Tanto que essa review é mais uma lembrança de tudo que fica em nossa memória.

Este series finale de Timeless passaria fácil como um especial de natal. Inclusive, se a série fosse renovada ainda assim poderia ser usado sem tirar ou por mais elementos. Afinal, tivemos um término cheio de desfechos felizes para o elenco principal, mas com abertura para novas aventuras. O milagre de natal foi um presente para todos nós que torcemos para isso acontecer. E teve de tudo. E sim, mesmo em meio a tanta correria, conseguimos assimilar os principais pontos.

Flynn, no final das contas, o maior herói de toda trama. Espetacular participação em toda narrativa!

Como havíamos noticiado há algumas semanas, Abigail Spancer (ESSA MARAVILHOSA) declarou que um dos protagonistas não estaria na cena final. Sendo assim, Garcia Flynn realmente se saiu como grande salvador da pátria. Ele se sacrificou para colocar os acontecimentos em ordem e limar Jéssica da história. Tudo isso em cinco minutos. Mal conseguimos assimilar sua partida. Porém, não dava para esperar mais. Sinto que sua participação foi espetacular e sua saída a mais honrosa possível. #Chorei nessa parte. Podem me julgar (ou juntem-se a mim).

Amy Preston foi citada uma ou duas vezes. Mas nada encorajou Lucy, Wyatt e Rufus a buscarem ela de volta. A jornada para resgatar o piloto do bote salva-vidas foi eficaz e provou o quanto se pode brincar com viagens no tempo. As explicações (quando existem) sempre estão ligadas a “coisas que não podemos entender”. Foi ótimo não ter sido demorado, pois conseguimos juntos acompanhar diversos outros locais, datas e momentos históricos.

Uma jornada que deixará grandes saudades. Na simplicidade do aprendizado histórico de cada semana, Timeless se tornará grande referência no futuro. Guardem isso!

Não vimos mais como Jiya Marri lidou com suas visões e seus desdobramentos. Podemos supor que simplesmente pararam de acontecer. Essa parte sim, eu acredito, que poderia ter ganhado pelo menos alguns minutos a mais em tela. Connor Mason, Denise Christopher e Wyatt Logan tiveram um final onde trabalharão “em equipe”. Que fanservice mais lindo! Só não ganhou do final do casal protagonista com seus gêmeos <3. Eles viraram o meu shipp mais amor de todos os tempos!

Sei que estamos todos sofrendo com essa despedida. Mas lembremos dos bons momentos vividos e também de que por muito pouco ficaríamos sem este final.

Deixo abaixo a cena mais linda que vocês já viram em 2018. A série teve um final lindão e ficou evidente o quanto ainda poderia ter sido explorado. Pelo menos mais uma temporada para o arco do pai da Lucy, um sumiço mais “aprimorado” para a Jéssica e, com certeza, uma morte melhor para Emma. Mas tudo é perdoado, meus amigos, pois pouco tempo havia e era preciso entregar os finais felizes aguardados pelos fãs. Obrigado, NBC e Sony. Acertaram em cheio.

Feliz 2019, companheiros. Até a próxima viagem!

Aproveitem e leiam as críticas anteriores, de todos os episódios de Timeless. É só clicar aqui!

The Miracle of Christmas - Part I and II

Nota da Temporada - 10

10

Review do episódio especial de encerramento de Timeless (series finale), da NBC, intitulados "The Miracle of Christmas - Part I and II".

User Rating: Be the first one !

About Wellington Torres

Oi, eu sou o Well. Jornalista, amante de séries, animes e totalmente ligado na cultura geek. Responsável pelas reviews de 3% (Netflix), House of Cards (Netflix), Marvel's Iron Fist (Netflix), Shooter (Canal USA), Timeless (NBC), Once Upon a Time (ABC) e Westworld (HBO).