5 razões pelas quais valem a pena continuar assistindo Arrow

Imagem: Mix de Séries

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

A história está realmente boa!

Acredite, os arcos e a história estão sendo bem desenvolvidos nesta quinta temporada, tornando-se mais próxima das raízes da série. Seja a nova abordagem do herói, os novos recrutas ou o novo vilão, tudo tem ajudado a tornar a trama mais amarrada e intrigante. Oliver como Prefeito da cidade tem funcionado incrivelmente bem, contrariando as opiniões gerais antes do início da temporada. Até mesmo os flashbacks voltaram a ser interessantes (assim como foram lá na primeira, no máximo, segunda temporada). A história de Oliver na Rússia e sua transformação no personagem que conhecemos lá no começo da série está se igualando a trama do presente e poderá encerrar o ciclo de cinco anos da melhor forma possível.

Continua após a publicidade

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

A ação e a violência tem sido um fator chave.

Tivemos a reintrodução da violência de rua: gangues, senhores do crime, drogas e corrupção. A alma da série sempre esteve cercada nesse clima urbano mais escuro, agressivo e sangrento. O Arqueiro Verde voltou a ser aquele vigilante violento, assim como alguns de seus novos recrutas, como Wild Dog, Artemis e a nova Canário Negro. Com isso, uma dos maiores problemas da série foram resolvidos: as coreografias mal feitas de lutas. Elas voltaram a ser intensas e brutais.

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Os plots estão maduros!

Chega de história boba. Os dramas estão dosados e maduros. Romances superficiais deixaram de ser o foco. A produção (e até mesmo o próprio elenco) reconheceu que o casal Olicity foi um dos grandes problemas das últimas duas temporadas e isso foi deixado completamente de lado. Não apenas os romances, mas os dramas nas vidas dos personagens também estão no ponto. Para que tudo isso fosse possível, os personagens veteranos precisaram passar por uma reestruturação pra deixá-los mais próximos de seus perfis do começo da série. Vide Oliver, Felicity, Diggle, Thea e Quentin. 

[spacer height=”20px”]

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Os novos personagens são ótimos.

As novas adições ao elenco casaram muito bem com a proposta: transformar o Arqueiro Verde numa espécie de mentor. Claro, existem momentos de falhas, mas no geral, a série tem desenvolvido melhor seus personagens secundários e aprofundado sua histórias. Menções especiais ficam por conta de Wild Dog, bruto e teimoso, o que lembra muito o Oliver da primeira temporada, Artemis e a nova Canário Negro, que veio pra honrar o legado da heroína dos quadrinhos como nunca antes foi abordada nas séries de TV.

[spacer height=”20px”]

Os Vilões

Arrow também tem acertado em como trabalhar seus vilões. No começo da temporada, Tobias Church foi um bom vilão para a transição e um exemplo de antagonista que, mesmo sem nenhum poder especial, esteve à altura do papel. Desde então, o mistério em volta de Prometheus continua a melhorar a cada episódio trazendo vários elementos das duas primeiras temporadas e, se for bem desenvolvido até seu final, tem chances de se tornar um dos melhores de toda a série.

[spacer height=”20px”]

Vale a pena dar uma chance, vai!