The 100 – 4×04 – A Lie Guarded

Imagem: IMDb/Divulgação

Não sei se vocês conhecem aquele ditado, tudo o que tá ruim ainda pode piorar. Mas acho que no fim das contas, foi isso que resumiu o último episódio de The 100.

Em “A Lie Guarded”, tivemos três plots com foco. Começamos em Polis, com Roan quebrando o acordo com Kane e declarando guerra contra os skaikrus. Eu já imaginava que Echo iria até Arkadia, mas foi um elemento surpresa nesse momento, ela descobrir que eles estão construindo a nave para ir embora. O rei de Azgeda que é tudo nessa vida, menos bobo, planeja roubar a nave para que eles se salvem. O que não entendo é como ele pretende reformar aquela nave sem o mínimo de conhecimento, e eu que achava que ele estava sendo esperto com a aliança.

Continua após a publicidade

Kane bem que tentou usar a diplomacia com ele mas não colou, o chanceler já sabia de tudo e ao invés de pensar em uma desculpa melhor, ficou lá com cara de bobo enquanto era preso junto a Bellamy. Fiquei com aquela sensação de decepção com as escolhas feitas pelo roteiro nesse momento, a impressão foi de que apressaram as coisas sem objetivo nenhum.

Na ilha de ALIE, as coisas até que foram um pouco melhor desenvolvidas, mas ainda assim apressadas. Depois de perder um soldado, Nyko morrer protegendo Luna, Jackson levar um tiro, parece que as coisas se encaixaram para Abby e o restante. Raven teve um destaque especial na conversa com Luna, a mecânica mostrou que não perdeu todos os seus sentimentos nesse tempo e apelou para o coração de Luna, que não conseguiu ir embora mesmo sabendo que vai ser o experimento deles. Espero que tenhamos um maior desenvolvimento da última detentora do sangue-da-noite nessa temporada, ela me parece uma personagem extremamente complexa e com história a ser contada. O sacrifício que ela está disposta a fazer é algo grande, mas ainda não consegui ver agradecimento da parte de Abby (que aliás, está um saco).

Já em Arkadia, me faltam palavras. Será que falta muito para Jasper morrer de radiação ou algo do tipo? Clarke me parece sem saber direito qual o seu papel ali, a impressão é de que ela está ali pra preencher um espaço, não pra tomar decisões sobre a vida de alguém. Ainda não consegui digerir muito bem aquela lista, me parece algo tão falso, ainda que os argumentos dela sejam plausíveis (como boa chance de reprodução, probabilidade de precisar de remédios, etc), me nego a acreditar que ela viraria as costas tão facilmente para aqueles que estiveram ao seu lado desde o começo.

Achei a leitura da lista um tanto quanto exagerada da parte de Monty, mas a abordagem de Jaha teve lá sua importância. O problema de Clarke é não saber liderar, ela tem o dom para acordos, sabe falar bonito, mas parece não ter base. O ex-chanceler mostrou para a menina que é necessário ouvir seu povo, tentar dar um motivo pelo que lutar ao invés de simplesmente determinar quem vive e quem morre (que é o que ele fez lá no inicio).

E chegamos então a Octavia, que um episódio atrás era a primeira escolha de Roan para matar alguém, mas agora já é foragida. Nossa skairipa sofreu com o roteiro corrido, ela foi atravessada por uma espada, caiu em um rio com correnteza fortíssima, permaneceu viva enquanto nadava pelo menos 2km até chegar na areia, conseguiu subir no cavalo e foi avisar seu povo. Ufa, e tudo isso em menos de 10 minutos em cena. A ideia era boa, a cena do sofrimento de Bellamy com a notícia foi de tirar o chapéu, mas a impressão é de que faltou verdade em tudo ali.

O episódio em si, foi um pouco abaixo da média dos anteriores. O tempo parece estar se esgotando pra eles, o que é compreensível já que a temporada é curta, mas é preferível desenvolver menos coisas juntas do que jogar tudo de uma vez só.

Nota: O Jasper continua extremamente patético.
Nota 2: Não sei vocês, mas eu não estou vendo ninguém ressurgir das cinzas.
Nota 3: Murphy e Emori são um casal muito fofo.
Nota 4: Desculpem meu atraso, mas por motivos maiores (aka carnaval) não foi possível postar antes.

No próximo episódio, “The Tinder Box”, Clarke faz um apelo desesperado a um ex-aliado em uma tentativa de evitar uma guerra e garantir a sobrevivência de seu povo. Confere o trailer aqui em baixo e espero vocês na próxima review.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Id0dEW1Q2EE[/youtube]

Tags The 100
Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

1 comment

Add yours

Post a new comment