Sense8 – 2×06 – Isolados em cima, conectados embaixo

Imagem: Netflix/Reprodução

Continua após a publicidade

Isolados em cima, conectados embaixo talvez seja um dos episódios mais bem estruturados de toda a série até agora. Depois de praticamente uma temporada e meia, Sense8 consegue, finalmente, entregar um capítulo satisfatório do ponto de vista do equilíbrio entre os personagens principais. Ainda que uns apareçam mais que outros, é notável que, talvez pela primeira vez desde a estreia, a série consegue dedicar um tempinho pra cada um dos sensates.

Assim, podemos ver até os personagens menos desenvolvidos crescerem de formas consideráveis. Kala, por exemplo, embora ainda não caminhe com as próprias pernas em um núcleo sólido, cresce na temporada ao unir-se a Wolf que, ao lado dela, também se destaca. Capheus parece cada vez mais inclinado à política, e essa possibilidade abre caminhos interessantes para o programa. Para começar, é interessante conjecturar acerca do óbvio: será que alguns líderes antigos e atuais foram/são sensates? Como essa condição mudou o rumo da história? Com Capheus na política, poderemos visualizar como um sensate trabalha em esferas de poder.

Quem também se destaca no episódio é Riley, que também estava merecendo um espaço de respeito na temporada. Apagada muito em virtude de sua falta de carisma, Riley agora vira peça-chave na trama: ao encontrar um velho sensate na Irlanda, a jovem descobre diversas coisas sobre os Homo sensorium espalhados pelo tempo e espaço, além de conhecer detalhes sobre a OPB e Sussurros, que parece realmente um perigo muito maior do que suspeitávamos.

Em uma conversa interessante, Riley descobre que há uma enorme e poderosa rede de sensates (“O Homo sapiens inventou o Google na década de 90. Nós temos isso desde o Neolítico!”, afirma o sujeito). E assim acontece uma das sequências mais bacanas da série: em poucos segundos vemos inúmeros sensates se conectando ao redor do mundo, um falando para o outro o que achar e assim, rapidamente, uma informação percorre o globo e chega a Riley como se alguém fizesse uma pesquisa na internet.

Com essa novidade, Riley fica em uma situação interessante: ela é, agora, uma espécie de releitura de Angelica. Sabemos agora que as coisas começaram a dar errado para o grupo de Angelica quando este viajou a Chicago, do mesmo modo que Riley pretende viajar. A história parece se repetir e os sensates talvez precisem dar um passo atrás para que possam entender o contexto. O fato é: Sense8 segue irretocável nesta segunda temporada.

PS.: Seria impossível fazer uma review deste episódio sem comentar a ótima sequência na Parada Gay de São Paulo. Trata-se de um momento emocionante e importante dentro da trama. É o momento em que Lito assume a plenos pulmões que é gay em frente a milhões de pessoas. Trata-se de uma bela cena que, para completar, foi filmada no Brasil e ainda traz, em cartazes na multidão, as seguintes frases: “Golpe” e “Fora Temer”. Tem como ficar melhor?

Tags Sense8
Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.

1 comment

Add yours

Post a new comment