8×20 de The Flash fechou tramas e pontas soltas de temporadas passadas

Episódio ainda deixou algumas dicas do que esperar da nona temporada.

Imagem: The CW/Divulgação

The Flash chegou ao fim de mais uma temporada. E, por mais que essa oitava temporada não seja a melhor da série, teve uma evolução comparada as suas anteriores. Essa season finale tinha dois objetivos a princípio. Primeiro, fechar não só a trama dessa graphic novel mais recente e, consequentemente, da temporada.

Continua após publicidade

Mas também fechar todo um arco iniciado lá na sexta temporada quando o showrunner Eric Wallace tomou o controle criativo da série. E outra, amarrar todas as pontas soltas dessa história nesse que poderia ter sido o episódio final da série se não rolasse a renovação. O episódio não só fez isso muito bem, como conseguiu deixar pequenos pontos para o que virá na próxima temporada.

A força por trás de Barry/Flash

Barry é e sempre será (e deve sempre ser) o personagem central dessa série. Essa oitava temporada fez isso muito bem ao deixar o Flash como o principal herói de Central City e dessa história. Por mais que um ou outro personagem tenha ganhado seu destaque secundário, não foi tanto a ponto de ofuscar o protagonismo do herói.

Continua após publicidade

Grant Gustin realmente é o motivo de muitos fãs ainda acompanharem essa história. E com certeza é a força que mantém The Flash durante todos esses anos, tornando-a na série mais longa do Arrowverso. Seu carisma e seu talento é mais forte que alguns atores protagonistas do universo cinematográfico.

Barry/Flash esteve muito poderoso nesse episódio. Mesmo a ponto de perder sua moral e ética como super-herói ao querer matar seu maior arqui-inimigo por vingança. O herói não só se elevou nos últimos anos, como aqui ganhou poderes superiores ao ter todas as quatro Forças da Natureza unidas a si.

Tudo bem que a escolha dos roteiristas de fazer Íris interromper o combate e ele ter aquele “momento zen” diante do inimigo não tenha caído nas graças do público. Ao menos tivemos uma grandiosa e boa sequência de lutas com tantos velocistas em tela.

Continua após publicidade
Imagem: The CW/Divulgação

O fim de um grande arco de três temporadas em The Flash

Eric Wallace conseguiu amarrar bem o retorno de Thawne, o surgimento das Forças Negativas e o uso da Pedra do Tempo. Eobard Thawne/Flash Reverso teve um de seus melhores retornos em The Flash (mesmo que seu uniforme preto seja um dos piores dentro da série).

Como as Forças Negativas surgiram quando Barry extraiu os poderes do vilão, justo que elas o tenham escolhido como hospedeiro para seus planos. Mas, mesmo que no final ele tenha sumido ao consumir muito poder, não significa que não voltaremos a vê-lo no futuro. Assim como as Forças Negativas, que parecem ter encontrado um novo alvo em 2049. O cliffhanger na cena final mostra que o próximo grande vilão da série poderá ser o Azul Cobalto.

O problema envolvendo Íris, enfim, se resolveu neste episódio de The Flash. Sua morte obviamente não aconteceria na série, mas ter seu espírito resgatado pela Pedra do Tempo foi uma boa saída. Por mais que a personagem ainda não agrade grande parte do público, sua história e seu papel aqui foi mais coerente e interessante.

Continua após publicidade

Diferente de Cecile, por exemplo, que por mais que tenha sofrido um upgrade por parte de Bashir/Força da Sabedoria, seu papel na história soou forçado e irritante. Sua constante leitura de pensamentos e sentimentos já se tornou cansativo nos episódios recentes. Neste ainda a personagem ganhou certa arrogância por ter ajudado a localizar e trazer de volta as Forças Positivas. Para a próxima temporada, espera-se que resgatem a Cecile advogada de volta.

Imagem: The CW/Divulgação

Episódio também deu dicas do que esperar da nona temporada

Caitlin e Mark tiveram apenas uma pequena cena ao final para deixar um gancho para a próxima temporada. Não foi revelado se a pessoa que saiu da máquina é a Caitlin ou a Nevasca ou ainda uma terceira personalidade.

Mas juntamente à pedra azul do vilão Azul Cobalto e o retorno de Íris traçam linhas interessantes para o que veremos na nona temporada. Ou até mesmo para a décima temporada, caso The Flash seja renovada na CW, e assim os planos de Eric Wallace para a história se concretizem.

Negative, part 2” foi um grande episódio e um grande final para a oitava temporada. Só é uma pena que agora tenhamos que esperar até 2023 para voltarmos a acompanhar esta história.

Nota: 5/5

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.