9×03 de Chicago PD abriu feridas do passado de Halstead

Terceiro episódio aprofundou passado de Halstead.

Critica Chicago PD 9x03

Jay Halstead foi completamente o centro das atenções do terceiro episódio da nona temporada de Chicago PD. Após dois episódios que deu o foco para Burgess, a trama se voltou para Jay de uma forma merecida. E não foi qualquer história que vimos nosso “reizinho” Jay brilhar. Foi uma envolvendo seu passado no exército.

Continua após publicidade

Mas esta história também serviu para, mesmo que sutilmente, termos um avanço na trama envolvendo Upton e Voight. Parece que o cerco está para se fechar a qualquer momento para os dois, e acredito que a estabilidade na relação de Hailey e Halstead não vá durar tanto.

Continua após a publicidade

Marcas do passado para Jay

Neste episódio, a inteligência de Chicago PD investigou uma quadrilha que estava fazendo ataques a carros fortes, explodindo-os para concretizar o roubo. A mais recente ação acabou atingindo uma garotinha de 9 anos que, posteriormente, veio a óbito.

Continua após publicidade

Leia também: 9×02 de Chicago PD teve novo conflito para Burgess

Como a bomba era algo familiar para a perícia, em pouco tempo a Inteligência conseguiu conectá-la ao exército e, analisando os nomes, Jay reconheceu traços na bomba que ligavam a única pessoa que poderia fazê-la além dele: Knox, que serviu no mesmo batalhão que ele no Talibã.

Logo em seguida, vemos ele reconectando com Knox até que a investigação passa, a todo vapor, a utilizar Knox como isca para pegar todo o bando. Mas, nesse meio tempo, vemos alguns detalhes que antes não vimos em Jay. Existem feridas que Jay não deixa expor para sua equipe, mas ele parece ter ainda resquícios da dor que sofreu durante seu tempo na guerra. É algo comum para militares, só que agrava, se não tratado.

Continua após publicidade

Ter Knox no seu presente fez algo despertar dentro dele, a ponto dele ficar irritado de ser chamado de “Ricky”, apelido que ganhou do seu pelotão e que Knox revelou. Quando Hailey o chamou assim, ele ficou extremamente raivoso, e a detetive ficou sem saber como reagir.

Critica Chicago PD 9x03
Imagem: Divulgação.

Sofrimento de Halstead é exposto em Chicago PD

No fim das contas, Knox acabou sendo o grande vilão da história na série e a equipe conseguiu capturá-lo. Mas as feridas que Halstead precisou expor novamente pode trazer danos complicados para o personagem.

Leia também: Chicago PD teve aparição na 9ª temporada que poucos fãs viram

Ele revelou à Hailey, por exemplo, que uma vez o seu pelotão caiu em uma cilada através de uma criança local e que, irritado, Knox revidou indo até o vilarejo e matando todos. Jay acabou não reportando a situação, e ele se culpa todos os dias por isso. Algo extremamente pesado, mas que ressalta o verdadeiro caráter de Halstead. Isso porque Jay é um homem correto em Chicago PD, sempre foi. Assim, essa culpa de não ter feito o certo quando necessário o corrói até os dias de hoje.

Halstead está sendo honesto. Mas e Hailey?

Aqui batemos num ponto importantíssimo do episódio de Chicago PD, porque, diante de todos esses conflitos, vimos Jay abrindo seu coração para Hailey e contando todos os seus problemas e conflitos. É algo extremamente doloroso, como eu disse, e também difícil. Principalmente para uma pessoa que está acostumado a ser fechado.

Não posso dizer a mesma coisa de Hailey. O cerco está se fechando e o FBI aparentemente segue uma investigação esperando que algum policial (no caso Voight e Hailey) morda a isca e mostre que mentiu diante dos acontecimentos. Hailey fez algo errado, e não foi matar Roy em si, mas sim seguir o esquema de Voight. Só que preciso ressaltar também que ela não agiu por impulso, mas por lealdade a alguém que ela respeita.

Chicago PD 9x03
Imagem: Divulgação.

Em certo ponto, quando Jay fala sobre “Eu poderia ter feito algo, eu deveria”, não se referia mais para nós, espectadores, sobre o seu problema em si. Mas sim sobre a mentira que Hailey, que está ao seu lado, mantém.

É um pouco óbvio que esse segredo irá separar Jay e Hailey em Chicago PD, de um jeito ou de outro. Mais uma vez, isso nos remete aos problemas com Voight em relação à brutalidade policial. E, se o sistema não abriu o olho com o Sargento no ápice dos conflitos, em 2020, por que faria isso agora? Na minha opinião, é uma pena, pois ainda acredito que Voight, de alguma forma, precisa ser penalizado por continuar a agir de forma brutal – e não pelos meios legais que a força policial precisa respeitar.

Seguiremos, para ver qual serão os desdobramentos dessa história.

Nota: 4.5/5

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.