A homenagem a Starsky and Hutch

Nesta semana trago a vocês o filme Starsky & Hutch, que foi inspirado na série de mesmo nome, mas a ideia real que tive após ver o filme não foi de uma inspiração e sim de uma homenagem. Muitas vezes quando descobrimos que existe um filme atual que é baseado em uma série antiga nós pensamos que a única semelhança entre eles é a história e os personagens. A questão de ambiente e produção se transformam por causa dos tempos atuais. Tudo bem que o filme é de 2004 e a série durou de 1975 à 1979, mas no decorrer do texto explicarei direitinho sobre essa questão da homenagem.

Continua após as recomendações

 

Starsky & Hutch capa

Continua após a publicidade

 

Criada por William Blinn, Starsky & Hutch, foi ao ar pela emissora americana ABC no dia 30 de abril de 1975 e acabou em 15 de maio de 1979, e foi produzida pela Spelling-Goldberg Productions ( S.W.A.T., The Rookies e Hart to Hart ou AKA: Casal 20). Na época em que o show televisivo iniciou a ABC tinha em sua programação o chamado “filme da semana” e na ocasião o piloto de S&H teve 90 minutos de duração e acabou sendo o tal filme da semana. Saindo da parte técnica e indo para o enredo, Starsky & Hutch gira em torno de dois detetives,  David Starsky e Kenneth Hutchinson “Hutch”. Eles eram direcionados a casos mais complicados dentro de sua área e a marca registrada da dupla era o Ford Gran Torino na cor vermelha e com uma lista branca nas laterais.

A estrutura da série remetia muito daquela época, na maneira de filmagem, por exemplo, o famoso close onde o personagem aparecia em determinada profundidade e após uma pausa dramática a câmera fechava apenas no rosto da pessoa. Inicialmente a série era em preto e branco e pouco tempo depois já começou a ser exibida em cores normais. Outro detalhe que não posso deixar passar é a trilha sonora, eu já adoro músicas antigas e por ser uma série policial e do tempo das discotecas isso me chamou muito a atenção. Também não vou deixar de falar das roupas e tudo relacionado a produção que para a época em questão tudo estava de parabéns porque na década de 1970 os recursos tecnológicos e efeitos especiais não eram lá uma maravilha.

 

Starsky & Hutch originais

 

Agora sim vamos falar da homenagem cinematográfica feita para a série e os protagonistas originais, Paul Michael Glaser e David Soul, que atualmente estão com 72 e 71 anos respectivamente. O remake chegou em 2004 aos cinemas e a dupla foi interpretada fielmente  por Ben Stiller e Owen Wilson. Diferente da obra original o longa teve além do fator ficcional ótimas doses de comédia, já era de se esperar apenas pelos nomes que citei anteriormente. No filme vemos um Starsky que vive a sombra da fama de sua mãe, uma das melhores policiais que Bay City já viu, e um Hutch mais largado e galinha. O centro da história ainda é o mesmo: dois detetives que resolvem casos difíceis. Mas com outras dificuldades porque como são um pouco atrapalhados acabam sendo zoados constantemente por seus colegas.

Essa adaptação a nível de enredo, ambiente, produção e tudo mais foi uma das mais fiéis que já vi. Ela poderia muito bem ter sido ambientada nos dias “atuais” da época em que o filme foi exibido (2004), mas graças ao criador William Blinn – um dos roteiristas do longa –  o filme foi fiel em manter-se na década de 1970 e em continuar com os trajes característicos dos personagens. No filme temos a ilustre presença do rapper Snoop Dogg vivendo Huggy, um informante dono de um bar. Até que atuação dele não é ruim, mas é sempre a mesma coisa e pelo menos ele foi bem engraçado com o “não me toque” dele. Também contamos com o ator Vince Vaughn interpretando Reese Feldman, traficante de cocaína que é o alvo de Starsky e Hutch. E por ser assim tão fiel também tivemos a presença do famoso Ford Gran Torino que tem sua importância na história. Não vou deixar de destacar mais uma vez a trilha sonora que foi muito boa, principalmente pela música de abertura cantada pela marcante voz de Barry Manilow (Can’t Smille Without You).

 

Starsky e Hutch final

 

Para finalizarmos. Uma das últimas cenas do filme após Starsky afundar seu carro no rio, ele e Hutch estão saindo da delegacia de polícia de Bay City acompanhados de Huggy e se deparam com um novo Ford Gran Torino comprado por Huggy. Mas ai é que foi a parte mais legal porque os donos desse novo carro eram Starsky e Hutch originais da série. Então além de seguir fielmente em praticamente todos os aspectos, o filme ainda nos proporciona um mágico encontro entre os personagens antigos e os novos, detalhe as duplas estavam usando a mesma roupa. E esse foi o nosso Cinema e TV desta semana, eu super indico este ótimo filme para quem ainda não assistiu e para quem já viu eu digo para ver de novo porque vale a pena.

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours