A nostálgica abertura de How I Met Your Mother

Sabe aquela saudade que bate quando você relembra os velhos tempos, especialmente quando você está perto de seus amigos de antigamente? Olhar um baú de fotos (coisa que as digitais não te permitem mais fazer com propriedade, afinal, quem revela fotos? #entregandoaidade)? É mais ou menos isso que a abertura de How I Met You Mother tenta passar.

Continua após as recomendações

O trabalho realizado com as imagens é a partir de fotos feitas com os atores, que giram como se fosse “maleáveis”, lembrando fotografias. O tom amarelado aplicado a abertura significa as figuras envelhecidas, remetendo ao fato do show corresponder apenas as lembranças de seu personagem principal. A música tema é o final de “Hey Beautiful” da banda The Solids, que os criadores Craig Thomas e Carter Bays fazem parte. A abordagem da versão original é bem diferente do que é visto na abertura…

 

Continua após a publicidade

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zqypUFDNDb0[/youtube]

 

Ted relembra como conheceu sua esposa e mãe de seus filhos (mentira: ele relembra um monte de mulher que comeu e como sempre foi apaixonada pela Tia Robin – erro número 1 da finale do show) traumatizando eternamente os dois no processo. Especialmente nas primeiras temporadas, as citações de eventos que só aconteceriam temporadas depois animavam o espectador a acompanhar buscando o episódio futuro que o acontecimento já citado  aconteceria (como o episódio da cabra e a aposta de tapas entre Marshal e Barney, única referência entre temporadas do último ano do show – erro número 2 da finale do show).

 

how i met your mother

 Fotos originais (não manipuladas pelos produtores) da abertura do show.

 

Com fotos dos 5 amigos passando ao fundo, Lily mirando contra a câmera com uma máquina e uma música a capela, criando um clima de coisa antiga, tornam o início do show a proposta exata à nostalgia que Ted, adulto, sente ao relatar suas aventuras com 30 e poucos anos e de seus amigos pela cidade de Nova York.

 

how i met your mother 2

 Melhor das fotos e duas perguntas: como ela não foi photoshopada ainda e quem é aquele pobre senhor lá atrás que nunca foi reconhecido pelo grande trabalho?
 

Num episódio especial da nona temporada, o foco é na mãe, e a abertura se adequa a ela. A história dela é parcialmente contada e entendemos como ela conheceu o pai dos filhos dela, mas não muito (erro número 3 da season finale do show).

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Xr6XPkUM49U[/youtube]

 

Quer você ache que a série é excelente, mesmo com o season finale decepcionante (ver motivos acima) ou uma cópia mal feita de Friends, há de se admitir que a abertura é muito boa e merece sempre ser revista. (E a resposta para a questão acima é: é uma série muito boa que teve um final indigno, só isso…)

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=eVF6J34FdXU[/youtube]

 

Originalmente publicada em 23 de julho de 2014

 

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

66 comments

Add yours
    • Avatar
      tony 23 julho, 2014 at 17:41 Responder

      Gosto muito da abertura também, Tainara! Mas o final, gosto não…. nem pela condição Robin x Ted mas por todo o resto…

  1. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 23 julho, 2014 at 08:36 Responder

    Acho a abertura muito bem bolada. E ela realmente passa uma sensação de nostalgia… A foto da Colbie está sensacional ahahaha.

  2. Avatar
    Paula Reis 23 julho, 2014 at 11:40 Responder

    Eu adoro esta abertura…. e amei acompanhar How I Met todos estes anos… mas o final foi um pouco decepcionante sim… mas nao tira o mérito das demais temporadas! Me diverti mto ao longo dos anos!

  3. Avatar
    ric 23 julho, 2014 at 12:53 Responder

    SPOILERS

    Nao sou de comentar, mas ce falou que a unica referencia as outras temporadas foi o Slapbet? Cara, ce assitiu a 9ª temporada? Era só referência. Não é possível que você tenha escrito isso. O cara de Karate Kid, as referencias às aulas do Ted, o episodio todo do passado da mãe, The Princess Bride e o duelo de espadas, a fantasia de Lily por Robin, as piadinhas do Marshall com referencia ao fato de ser juiz, barney passando o playbook adiante… eu poderia ficar aqui o dia inteiro.

    E o final, claro que cada um tem sua opinião, respeito. Mas pra mim, esse final foi muito bem construído. Sério que cês acharam que Ted e Robin duraram nove anos da série pra acabar com ele com a Tracy e pronto? Assistam e percebam que apesar dos rodeios (comum em sitcoms) a série sempre retornou a esse ponto. E cara, se você não percebeu o quanto Ted amou a Tracy enquanto era viva, é melhor nem discutir…

    edit: me perdoe, acabei nao falando da materia. muito boa, a abertura, apesar de curtinha representa bem a amizade entre eles.

    • Avatar
      Mary Grizotto 23 julho, 2014 at 13:25 Responder

      Ric querido, eu respeito a sua opinião mas erros da SF foram piores que o citados pelo Tony
      Por exemplo o foco num casamento que durou menos que um piscar de olhos, para que colocar eles juntos se o casamento ia acabar?
      O foco que era pra ser na Tracy ser desviado para um relacionamento ridículo de Ted e Robin. E a personagem ter um final ridículo para os criadores poderem arrumar uma desculpa pra colocarem o Ted com a Robin para poder ter alguma satisfação pessoal com a serie. Ted pode ter amado a Tracy, mas o nome da serie devia ser “Como demorei anos para pegar a sua Tia Robin”
      Se fosse para ter aquele final, que a Robin não se casasse com Barney, que ela fosse atrás da carreira dela como antes.
      Final foi ridículo!

      • Avatar
        Débora Telles de Lima 23 julho, 2014 at 15:36 Responder

        desculpa me intrometer, mas achei HIMYM proximo da realidade, as pessoas se casam e separam todo o tempo. “E viveram felizes para sempre…” é filme da Disney. É só meu ponto de vista, pois eu amei o final. 😉

        • Avatar
          Mary Grizotto 23 julho, 2014 at 23:32 Responder

          Argumento de ‘é vida real’ é tão ZZzzZZZ, se fosse pra retratar vida real tinha que fazer reality show ou serie histórica não uma sitcon, né nao?

          • Avatar
            ric 25 julho, 2014 at 13:23

            pq? uma serie nao pode ser sobre vida real? tem que ser final feliz e tudo certo? uai, eles contam a historia que quiserem. Se fosse pra retratar conto de fadas é melhor ver filme da disney

      • Avatar
        Gabriel Negromonte 23 julho, 2014 at 16:09 Responder

        Galerinha vou citar as ultimas palavras da série, eu tbm estaria odiando mais por elas eu acabei me conformando,.. “Crianças, tenham vocês gostado ou não desse final, queria que tivessem uma coisa em mente. O que realmente importa na vida não é o destino, e sim a jornada. E não podemos negar que a jornada deles foi len… Bem vocês ja sabem o resto.”

      • Avatar
        ric 23 julho, 2014 at 17:34 Responder

        Mary, tudo bem voce nao gostar, serio mesmo. Mas o casamento não durar não é um problema da série. Nao tem nenhum problema em ocorrer um divorcio. Alias, eles até mostram pq isso aconteceu. O FOCO NUNCA FOI A TRACY. Sempre foi a Robin. Por isso as pessoas se revoltam, ficam achando que o foco foi a mãe, mas que foco é esse que aparece em 10% da historia. A historia é sobre 5 amigos vivendo em NY, a mae é um (grandiosissimo e importante) plot device. Por mais que eu ame ela, é isso. Nao foi final ridiculo e nao foi desculpinha. Ce assitiu a serie toda? Ce viu quantas vezes Ted e Robin tiveram recaidas? Todos os problemas que voce cita são problemas pessoais de como VOCE QUERIA QUE A SERIE FOSSE, e nao problemas reais da serie.

        • Avatar
          Mary Grizotto 23 julho, 2014 at 23:31 Responder

          Não Ric eu só vi a Series Finale, e to aqui argumentando com vc…OBVIO que eu vi a serie toda.( e depois da 5ºT foi forçada)
          E ta ai volto no erro, se eles tiveram tantas recaídas pq COLOCAR ELA COM BARNEY? Na cena que ele deixa ela ir, era pra deixar ela ir…

          Qual nome da serie mesmo? E foco não era o Mother e seu plot?
          .A serie devia chamar então ‘A vida de 5 amigos’ e não envolver a mãe no meio, quando se da nome a alguma coisa você tem que pensar o que você quer passar com aquela historia ( Tipo a FRIENDS, essa sim era sobre amigos)
          Se o foco NUNCA foi a Tracy, por isso eu digo que a serie não devia se chamar “Como Conhecia a Sua mãe” mais correto seria
          “Como foi a minha vida enquanto eu dormi com meio mundo,inclusive a sua mãe, e esperei a Robin me querer”.

          A serie era focado NUMA historia que foi contada Durante NOVE ANOS,todos aqueles caminhos era para chagar , cena da estação de trem era a ultima coisa que a serie devia mostrar e acabou! Pq a serie era pra ser como o Ted conheceu a Tracy. E no final isso foi irrelevante…

          • Avatar
            ric 25 julho, 2014 at 16:39

            Oi Mary, se voce sentiu que eu fui grosseiro, desculpa. Nao foi mesmo minha atençao.

            Voltando a discussao, eu nao acho que nós vamos concordar em nada, porque partimos de pressupostos diferentes. Pq colocar Robin e Barney juntos é erro? Eles se gostavam pra caramba, como foi provado. E Ted deixou ela ir, tanto que só voltou a ir atras dela 20 anos depois.

            O que disse sobre partirmos de pressupostos diferentes: não, a série não é sobre a mãe e nunca foi. Como voce diz que a série é sobre a mãe, se ela apareceu esporadicamente em apenas uma temporada? Ela era uma carta na manga genial dos produtores, e uma parte importantissima da historia, que foi sim contada. Lembro de todos os momentos lindos entre Ted e Tracy mostrados na 9ª temporada. O nome nada mais é que uma forma de chamar o público. A propria Tracy mostra que nao existe essa de só um amor na vida. O fato dela nunca ter aparecido durante o Ted contando a historia tambem ja revelava que por algum motivo ela nao estava ali. Portanto, realmente, o titulo é enganador, mas sobre a historia da mother…

            Sim, mostraram tudo. Eu como grande fã da Cristin (e Tracy) queria mais, mas mostraram o quanto o amor deles foi grande, os grandes momentos, e chegou na fenomenal cena do trem. A cena foi linda, muito bem feito e tudo que a gente esperou. Porque nao ficar satisfeito? A serie mostrou isso. O final foi só o círculo se completando e o Ted reencontrando um dos dois grandes amores da sua vida. Reitero, as suas reclamações são pessoais, e não sobre a qualidade da obra. (Sobre a qualidade, acho que a série caiu sim, sendo a 8ª a pior temporada,e a 9ª bem arrastada, mas um pouco melhor).

            Por favor? Onde a cena do trem foi irrelevante? Onde a Tracy tocando La Vie En Rose, ou ela no hospital, ou ela de ressaca, ou os dois correndo pro parto, ou o casamento no MacLarens foi irrelevante? E por mais que eu ame a Tracy, não, a série não era sobre ela. A série era sobre Ted, Barney, Lily, Marshall e Robin.
            Quanta saudade!

    • Avatar
      Paula Reis 23 julho, 2014 at 13:34 Responder

      Bem construído? A finale destruiu o casamento q nos convenceram a temporada inteira q eram o casal perfeito. Muito mal feito mesmo! Esperávamos a série inteira q finalmente o Ted ia ser feliz ao lado da mãe e q Robin não era a pessoa certa p ele… no fim das contas a mãe morre?! Foi mto decepcionante sim. Q ficasse com a mãe, q Robin ficasse com o Barney, pois fomos convencidos q eles eram perfeitos um p outro. E não do jeito q aconteceu…uma temporada enrolação p mudar td em um episódio. Foi bem mal construído isso sim…e td mundo sabe q os planos dos diretores eram outros… Mas igual eu disse anteriormente, isso nao tira o mérito da série…ri mto e aproveitei as 8 temporadas….jogava a nona fora! Logo, a abertura é excelente, série boa, mas o final deixou a desejar…infelizmente!

      • Avatar
        Augusto Faria 23 julho, 2014 at 16:39 Responder

        Desde o início da série o Ted foi apaixonado pela Robin. Só não ficaram juntos porque o Ted queria crianças e a Robin não podia ter. Quando o casamento “acaba” (o que acontece na vida normal, como alguém disse aí pra baixo) porque a mãe morreu e não porque se separaram, o Ted se lembra que a mulher que ele foi apaixonado durante 9 anos ainda está viva e agora ele pode voltar até ela. Isso me remete ao quote da primeira temporada, quando a Robin promete ao Ted que se eles estiverem sozinhos no virar do ano, os dois poderiam ficar juntos.
        Depois que a mãe morre, o Ted percebe que o que afastava os dois acabou, e agora eles estão “sozinhos no virar do ano” e podem ficar juntos. E sobre a Robin não ser a pessoa certa pra ele, quando mostraram isso? O Ted encontra o medalhão dela e devolve. O Barney conta que foi ele quem devolveu e ela volta a ver que o Ted é o homem certo pra ela. O Ted só não faz nada naquele momento porque ela estava prestes a se casar com o Melhor amigo dele.

        Não vejo porque dizem que o final foi mais feito. A série inteira deixa pontas soltas pro possível acontecimento final. E a mãe morrendo… Seria uma fatalidade que poderia acontecer normalmente na vida de qualquer pessoa. A vida não é feita só de finais felizes. A série foi mais realista ao mostrar que coisas ruins podem acontecer e ainda assim você pode terminar bem, aproveitando toda a jornada que fez até ali.

        • Avatar
          Paula Reis 23 julho, 2014 at 17:13 Responder

          Da realidade já basta nossa vida…. bem podia ser felizes para sempre mesmo… Ted sofreu demais até encontrar a mãe. Seu argumento não me convenceu… mas é questão de opinião..não gostei do final! Mas o foco desta matéria é a abertura…q por sinal e fantástica! O q importa mesmo é a jornada…q foi legendary! O Ted mesmo conta isso no final…

          • Avatar
            ric 23 julho, 2014 at 17:30

            exato, Paula. Eu definitivamente vejo o Ted muito apaixonado pela mãe. O que acontece é que muitos anos depois Ted e Robin estavam mais uma vez livres, sem todos os problemas de uma vida jovem, e a partir daí sim, poderiam viver juntos. Em todos os momentos com a mãe, eles mostraram como Ted e ela eram perfeitos um pro outro, eu vi isso muito bem. Mas ela morreu, aí tem que ser bola pra frente.

      • Avatar
        ric 23 julho, 2014 at 17:39 Responder

        Paula, como comentei ali embaixo, esse é um problema que voce tem com a série, nao é um problema de estrutura da serie. Voce queria um final feliz pra Ted e mother, mas não teve. Nunca falaram que a Robin não era boa pra ele, você que construiu essa visão. Pensa bem, qnd Barney ficou com a Robin a 1ª vez, ce achava q eles combinavam assim? E assim é a vida, as vezes ce acha que pensou que é o amor da sua vida, um ano depois nem noticia mias ce tem. É totalmente aceitavel nao gostar da serie e tal, mas nao foi mal feita. Um ponto aqui e outro ali merece ser criticado no finale (ausencia do enterro da mãe, barney pegando 31 mulheres – apesar de ter o final que achei o melhor dos cinco, e varias outras coisas). Enfim, so acho que as pessoas tiveram decepçoes pessoais e falam que a serie foi mal feita.

        • Avatar
          Paula Reis 23 julho, 2014 at 18:18 Responder

          Não disse q a série foi mal feita, mas q a series finale foi mal construída…alias, a nona temporada inteira foi meio emburrando com a barriga!

    • Avatar
      tony 23 julho, 2014 at 17:46 Responder

      Ei Ric! Antes de tudo, obrigado por ter gostado da matéria cara! E comente mais, já que não é de comentar! Gosto muito do diálogo com vocês! Todas as “grandes referências” da série tem haver com dicas de episódios futuros e promessas de acontecimentos que seriam melhor explicados depois (o guarda chuva amarelo, o slapbet, a cabra, o urso no banheiro, meh, meh, meh) a ultima que sobre entre temporadas foi o slapbet, até por motivos cronológicos, porque a nona temporada não tinha como apontar para eventos que aconteceriam em episódios posteriores (porque não houve a 10, claro!).
      Respondendo sua pergunta: eu assisti sim a nona temporada, e ela ficou bem aquem de todas as outras, o que você achou dela?
      Grande abraço, cara!

  4. Avatar
    Débora Telles de Lima 23 julho, 2014 at 15:32 Responder

    Amei o final! Era exatamente (exatamente mesmo!) o que eu esperava desde os primeiros episódios. Não concordo com nenhum dos TEUS motivos decepcionantes. E desde a primeira temporada eu parei de comparar HIMYM com Friends. Cada uma delas tem suas características próprias, e hoje, eu não saberia escolher qual eu mais gostei. Acho que quem gosta das duas séries me entenderia melhor. Enfim…

    • Avatar
      Daniele Rodrigues 23 julho, 2014 at 15:52 Responder

      Concordo!! O final para mim foi PERFEITO!
      Ted e Robin foram feitos um para o outro, eles realizaram todos os seus desejos pessoais, e depois se reencontram para ficarem juntos de vez!
      Não entendo como tem gente que odeia esse fim, nem deu tempo de se apegar à mãe… (o que aliás foi feito de propósito, já que no final das contas ela sai da série rs).

      • Avatar
        tony 23 julho, 2014 at 17:02 Responder

        O que me desagrada é que eles passam algumas temporadas vendendo o casal Barney+Robin, durante a season final inteira desapegam Ted da Robin (como na cena dos dois na praia em que ela voa para longe dele) e no fim, retorna com os dois. resolveram coisa demais em pouco tempo com o último episódio.

        Mas e a abertura, Daniele? Você gosta dela?

        • Avatar
          ric 23 julho, 2014 at 17:47 Responder

          esse é um bom potno, e eu entendo perfeitamente a crítica a velocidade dos acontecimentos do finale. Eu aceitei de boa pq achei a ideia boa e bem diferente, cobrir tantos anos em um só episódio. Mas gera esse problema de uma concentração gigante de acontecimentos em pouco tempo.

        • Avatar
          Daniele Rodrigues 23 julho, 2014 at 21:34 Responder

          Tony, o casal Robin e Barney nunca me convenceu…
          Como foi visto no fim, Barney sempre foi e sempre será o garanhão que não se apega a ninguém (isso tbm existe na vida real hehe).
          Quanto a desapegarem os dois, acho que foi o certo, afinal era o fim da linha ali, ela estava casando com outro, não tinha mais como o Ted continuar nessa… Por isso que ele resolve ir pra Chicago, para desapegar de vez e recomeçar…
          Só que passa MUITO tempo, a esposa dele morre, Robin está sozinha e ele tbm… Já construíram suas vidas, realizaram seus desejos… Tudo a ver ficarem juntos! Para mim foi perfeito, apesar de surpreendente! Achei que o final feliz seria com a mãe mesmo, até pq tudo isso só se desenrolou aos 45min do segundo tempo…rs

          E amo a abertura! Nada como fotos para contar e descrever aventuras de uma vida ao lado dos nossos amigos! E apesar das semelhanças, HIMYM não tem nada a ver com Friends (que tbm amo por sinal) 🙂

    • Avatar
      Thiago Snake 23 julho, 2014 at 16:47 Responder

      Concordo com vc, no momento que vi pela primeira vez o final fiquei em choque, chateado, mas depois compreendi, a vida não é um mar de rosa onde vive felizes para sempre.!

    • Avatar
      tony 23 julho, 2014 at 16:59 Responder

      Ei Débora, obrigado pelo comentário! Os motivos citados não são meus, são da série e apontados por muita gente em alguns fóruns, cabe concordar ou não. Concordo muito com você sobre comparar HIMYM com Friends, especialmente por também ser fã das duas séries, como eu disse no texto. Na minha opinião, a única coisa nela que não se mantém é a última temporada, mas isso eu digo no texto.
      Bj grande

      p.s: e o foco do texto é a abertura! Você gosta dela?

  5. Avatar
    Danrley Dias 23 julho, 2014 at 15:58 Responder

    eu gostei da seriei e do final também desde o inicio da serie dava indícios de que algo do tipo poderia acontece,as idas e voltas de ted e robin a aposta de lily e marshal de que eles ficariam ou não ficariam juntos, a promessa de que caso os dois tivessem solteiros aos 40 ficariam juntos, as duas vezes que ele terminou com victoria por causa da robin,o tumulo com nome mother no episodio que marshal vai visitar o tumulo do pai eu ate lembro de ver em um site não lembro qual o nome do site.em que eles lançaram especulações de como poderia ser o final e uma dessas foi a morte da mother, e depois daquele episodio que a robin queria fugi do casamento com o ted a separação dela e do barney para mim não foi surpresa, ted viveu se não me engano uns 10 a 11 ano com a mother e depois da morte dela demorou 6 anos pra ficase com robin, pessoas que amamos morre acontece ted sequiu em frente,pra mim o final foi excelente e coerente com toda a serie

    • Avatar
      tony 23 julho, 2014 at 17:53 Responder

      Concordo com tudo o que você disse… só não concordo com 10-11 anos de relacionamento em 5 minutos no último episódio. Não gostei do resumão que se tornou. Mas adoro a série e concordo com os motivos que você aponta para Robin e Ted terminarem juntos!

    • Avatar
      tony 23 julho, 2014 at 17:50 Responder

      Pois é Nilceu, discordo bastante dessa afirmação. Acho que ambas as séries tem aspectos distintos e aqueles que apontam que são sobre “grupos de amigos nos 20-30 andando por NY” ou “Paixões entre amigos na faixa dos 20-30” perdem boa parte da essência de ambas as séries.
      Obrigado pelo comentário!

  6. Avatar
    Daniel Pequeno 24 julho, 2014 at 07:47 Responder

    “Quer você ache que a série é excelente, mesmo com o season finale decepcionante (ver motivos acima) ou uma cópia mal feita de Friends, há de se admitir que a abertura é muito boa e merece sempre ser revista. ”

    ~Cópia mal feita de friends~

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    A pessoa que escreveu isso deve ser aquele tipo de pessoa que acha que Friends é o “pai” dos sitcoms.

    • Avatar
      tony 25 julho, 2014 at 12:50 Responder

      A pessoa que escreveu não acha isso e nem concorda que seja uma cópia mal feita de Frineds, como inclusive fala no texto Daniel.
      Abraços

    • Ana Maria De Oliveira Fernande
      Ana Maria De Oliveira Fernande 8 agosto, 2014 at 05:49 Responder

      Com licença que pai dos sitcoms é Seinfeld!

      Friends só continuou o sucesso que Seinfeld fazia com uma sitcom sobre amigos, jamais ultrapassou as barreiras que Seinfeld passou.

  7. Avatar
    Rubens Rodrigues 24 julho, 2014 at 09:52 Responder

    A abertura de HIMYM é uma das minhas favoritas. A ideia das fotos foi uma sacada muito boa, pois aproxima mais do crível. Sobre o final, eu só tenho a dizer que foi lindo e, diga-se, realista. Ted sempre foi amou Robin, isso todo mundo sabe, mas o fato de “venderem” o casal Barney/Robin e depois desfazer com “rapidez” (o que na verdade levou anos em alguns minutos), além de matarem a Mother, só mostra como eles foram eficazes em aproximar a comédia da realidade. Eu fiquei extremamente incomodado com a primeira parte do finale, mas logo percebi que aquele era o rumo certo e que pelo menos eu sempre desejei aos personagens. O final da Mother foi triste, mas foi a coisa mais ousada que eles fizeram. E fizeram muito bem.

  8. Avatar
    Tamires Arsênio 5 setembro, 2014 at 02:24 Responder

    Ai, gente, nem vem dizer que o final (que eu também odiei) foi bom porque “nem sempre os finais felizes são como a gente quer e que aquilo foi um reflexo da vida real”… Foi forçado sim, só parar pra pensar. A proposta foi TOTALMENTE irreal, de que “o amor da nossa vida uma hora ou outra fica com a gente pra sempre”. Aliás, esse sempre foi um ponto da série que me incomodava, essa mania de endeusar o “amor da nossa vida” em detrimento dos “amores da nossa vida”. Aí o final foi a gota d’água pra essa ideia. É tudo muito conto de fadas, cara. E foi mal construído sim, porque a série tava o tempo todo dizendo “Ted e Robin sempre vão tentar ficar juntos, mas nunca vão dar certo”, o que me faz não tirar da cabeça a ideia de que, se fosse a vida real, mesmo depois daquele final suuuper idealizado, não haveria garantias deles ficarem juntos, justamente porque eles sempre acabavam se separando nas outras experiências. É tipo as milhares de sequência de um filme, que sempre têm um final feliz, mas no seguinte tudo desanda. Aí chega um ponto que você pensa: quem garante que, depois de todos aqueles “finais felizes”, esse realmente é um?

Post a new comment