A nostálgica abertura do Chaves

Houve um dilema na escolha do título desse Aberturas. A abertura do Chaves, veiculado a 30 anos pelo SBT, causa saudade em muita gente por ter nos acompanhado durante toda vida. Mas ela AINDA está no ar. Saudade sentiríamos de algo que não temos, e o trabalho de Roberto Bolaños ainda esta conosco diariamente.

Continua após as recomendações

Produzido inicialmente como uma série curta, com menos de 10 minutos, dentro do programa do Chespirito (nome artístico do Roberto), em 1971 (data discutida, apresentada por muitos como 72), Chaves ganhou popularidade, e a entrada dos atores que compõe o time que conhecemos e amamos potencializou o grande sucesso tanto, que que ganhou seu próprio show, que durou aproximadamente 290 episódios. Aproximadamente, porque até a quantidade de episódios é assunto de discussão entre os fãs, já que muitos capítulos encontram-se perdidos, foram exibidos com um grupo de atores e regravados sem eles depois da saída de alguns…

O sucesso de Chaves se deve ao carisma de seu elenco, aos bordões fáceis e um humor simples mas, principalmente, à capacidade que seu roteiro inocente tem de nos fazer relacionar com as situações universais propostas. Essa também é a temática de suas aberturas: A simplicidade.

Continua após a publicidade

Narrada por alguém não creditado ou por Maria Antonieta de las Nieves (a Chiquinha), o programa possuiu, no México, diversas aberturas. Algumas foram ligeiramente modificadas depois da saída de alguns membros do show, mas boa parte delas segue sempre o mesmo padrão: a música utilizada é “The Elephant Never Forgets” de Jean-Jacques Perrey e apresenta os atores com seus personagens:

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=s0y_luEq_GQ[/youtube]

 

Mudanças na ordem em que os atores são apresentados e a presença de alguns deles e ausência é notada até mesmo dentro de um mesmo ano durante o show, graças às constantes brigas e mudanças no elenco. A mais notória culminou com a saída de Carlos Villagrán, por isso ele não é creditado em alguns episódios, mesmo naqueles antes de sua saída. Esses tiveram algumas cenas regravadas, essencialmente removendo seu personagem das histórias.

Ainda, uma assustadora abertura em Stop Motion foi gravada (algo bacana para a época, dado o orçamento e a simplicidade apresentados pelo programa). Se desespere comigo ai embaixo, vendo Chaves pular de cabeça, com os tenebrosos bonequinhos de olhos negros…. (#medo)

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=yw5yiKAlllE[/youtube]

 

Chaves também esteve em outras mídias. Uma das ultimas foi sua animação, que até aqui no Brasil inclui a desconhecida – para nós – música de abertura original. Vale notar que por questões judiciais, a Chiquinha não aparece no desenho.

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FZvshS0aSTI[/youtube]

 

Mas, pelo menos para nós, ele sempre será lembrada pela tosquíssima apresentação encomendada pelo Seu Silvio,  pois ficávamos atentos olhando para tevê esperando “historinhas bem gostosas de se ver” durante muitos anos que passaram… e pelo que parece muitos anos que virão. Reveja abaixo – ou em horários aleatórios no SBT – a abertura que embalou a infância de todos nós:

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=s2UYHc36UWM[/youtube]

 

 

 

 

Nenhum comentário

Adicione o seu