Grey’s Anatomy: Amelia e Owen finalmente definirão o futuro do casal na série

Imagem: The Hollywood Reporter

Nessa semana, o Mix de Séries publicou a informação de que a própria Caterian Scorsone estava “frustrada” com as decisões que a sua personagem vinha tomando. Sabe-se agora que Amelia e Owen finalmente confrontarão o que será do futuro para os dois, após o episódio exibido na última quinta-feira (24). Portanto fique atento com os SPOILERS.

Pouco tempo depois do casamento, o passado de Amelia ressurgiu onde a neurologista teve dificuldades em reconciliar a possibilidade de ter um filho com Owen (Kevin McKidd), após dar a luz a um bebê anencéfalo em Private Practice. O problema é que o ex-soldado já tinha enfrentando as mesmas dificuldades de criar uma família quando foi casado com Cristina (Sandra Oh).

Continua após a publicidade

Quando Owen e Amelia finalmente ficam frente a frente, não será fácil para nenhum dos dois. “Acontece tudo muito rapidamente,” disse McKidd ao Entertainment Weekly. “Fica tudo muito real; a ‘borracha vai para a estrada’ [expressão americana que significa o “momento de enfrentar desafios”]. Ambos colocaram seus ultimatos na mesa e não é uma boa aparência.”.

“Ambos têm pontos válidos,” diz Scorsone. “Ela tinha a expectativa de casar-se com Owen e ter filhos. Seu passado retornou e bateu a sua porta e foi tipo – ‘Você ainda não terminou comigo.’ No momento, ela está negociando com o seu trauma. Ela está tentando o máximo que consegue e o mais rápido possível para chegar num lugar confortável, mas é real – o trauma dela é real. No momento, estamos pensando até onde Owen terá paciência em ajudá-la e até quando vai querer esperar para fazer as coisas, que nada mais são do que filhos.”.

Sabendo que os telespectadores não devem esperar que tal arco se resolva num único episódio, ambos os atores têm esperanças que o casal, eventualmente, se reconcilie. “Eu tenho confiança que a Shonda [Rhimes] vai nos levar à beira do precipício, mas eu não sei quando que vai acontecer,” confessa Scorsone.

“Eu tenho o pressentimento que eles vão conseguir superar isso, mas as coisas estão muito obscuras para Owen e Amelia no momento, porque eles querem coisas muito diferentes” sinaliza McKidd. “Isso pode mudar, mas até o momento, é onde eles estão. O esquivamento vai parar e eles vão dizer um para o outro, ‘Pare, olhe pra mim, nós precisamos conversar, nós não podemos colocar isso para baixo do tapete, eu preciso de respostas.’ As respostas não são necessariamente àquelas que ambos estavam procurando.”

O lado positivo: a luta dos dois fez com que Amelia relacionasse com o trio de irmãs. “Uma das coisas boas relacionadas a Owen e Amelia estarem brigados, é que ela retornou para a casa da irmandade, então há um apoio muito grande vindo de Meredith e Maggie do que as pessoas poderiam esperar. O fator “apoio” pode se tornar central nos próximos episódios.

Uma das perguntas centrais em razão da irmã de Owen continua: Megan Hunt (Bridget Regan), que tinha namorado com Nathan Riggs (Martin Henderson) a pouco tempo, supostamente morreu num acidente de helicóptero, mesmo que seu corpo nunca tenha sido encontrado. “Vamos ser honestos, é uma história muito interessante,” disse Scorsone. “A atriz que eles contrataram para os flashbacks, ela é fantástica, então eu adoraria vê-la de volta, mas eu não sei como eles iriam trabalhar isso.”.

“A possibilidade da irmã retornar é uma muito interessante,” confessa McKidd. “Se isso acontecer, seria – da mesma forma de termos o retorno de Cristina – começar tudo de novo e trocar “todos por todos”. Teria um grande impacto no Nathan, obviamente, e em tudo o que ele está fazendo com Meredith. Eu amo a ideia, porque se acontecer mesmo, seria muito divertido interpretar, muito drama para participar.”.

Seja o que acontecer, McKidd sugere que o relacionamento entre Owen e Riggs está perto de voltar a ser o que era após a morte de Megan. “O que eu gosto muito é o lugar onde eles estão e a amizade começando a ficar sólida novamente, e eles superaram as dores que estavam afligindo ambos,” diz McKidd. “A dinâmica deles é muito interessante. É bom ver como que Owen fica quando tem o apoio de um amigo homem, agora que Derek não está mais ali. Eu penso que eles estão num lugar muito bom agora.”.

“Novamente, quem é que sabe o que vai acontecer, porque certamente as coisas podem acontecer e você ainda não sabe, pode ficar bem explosivo entre eles, pois ainda existem assuntos não resolvidos,” continua McKidd. “Uma cena aparece num episódio onde Owen e Nathan tem um momento onde eles deixam alguns fantasmas de lado ao invés de ligar com aqueles problemas.”.

Será que essas reviravoltas poderão salvar o resto desta temporada que anda bem morna?

Grey’s Anatomy tem episódios inéditos exibidos nos Estados Unidos todas as quintas pela ABC,

Fonte: Entertainment Weekly

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours