American Crime – 1×02 – Episode Two

AMERICAN CRIME

Fonte: Arquivo Pessoal/Izabella Viana

 

No segundo episódio dessa temporada de estreia de American Crime continuamos a acompanhar o desenrolar do assassinato de Matt e do estupro de sua esposa. Vemos como a família do casal se comporta frente à situação. Percebemos os conflitos de pensamento pelos quais os pais de Matt estão passando, pois há grandes suspeitas que o rapaz revendia droga, já que havia uma grande quantidade da mesma em sua casa. Até que ponto Russ e Barb conheciam o seu filho?

Outro destaque do episódio é quando vemos os pais da esposa de Matt querendo enterrá-lo na cidade onde o casal vivia, justamente para conservar sua memória naquele local. Isso vai contra o pensamento dos pais de Matt, e aos poucos descobrimos que o casal não era tão feliz e perfeito como aparentava ser.

Continua após a publicidade

AMERICAN CRIME

Foto: Arquivo Pessoal/Izabella Viana

Vemos também os acusados se defendendo, e creio que todos ali sejam inocentes. Neste, o foco é dado ao menino mexicano, que usa argumentos para se livrar de qualquer culpa. Percebemos que é muito difícil ser mexicano, ou pertencer a qualquer outra cultura, nos Estados Unidos, sem ser posto meio que à margem da sociedade. Também foi retirado desse plot a relação do menino com seu pai. Ele confessa ao detetive que realmente alugava o carro, mas que o fazia pois tinha prazer em ver o pai irritado, que havia cansado de ser o filho bonzinho, sendo essa uma atitude de rebeldia.

Por fim, o episódio termina com uma revelação: os detetives descobriram que a esposa de Matt não foi estuprada. Ela na verdade teve sexo consensual, e com mais de um homem. Um choque, não? Imagina então o que foi para os pais da moça ficarem sabendo dessa notícia.

Diria que esse episódio foi pautado em descobertas, onde a situação de alguns personagens, que antes estava escondida por detrás dos panos, foi revelada.

PS1: Falar sobre American Crime e não enfatizar a belíssima atuação de Felicity Huffman é um pecado. Não conhecia os trabalhos da atriz, mas a partir de agora a admiro. Ela consegue passar uma emoção verdadeira quando atua. Está de parabéns. Destaque também para John Ridley, que é um fantástico ator e está fazendo uma ótima dupla com Felicity.

PS2: A série está usando um excelente recurso de corte e quebra de cenas que está funcionando muito bem, dando uma certa autenticidade a ela.

PS3: As notas de American Crime continuam baixas, algo que não consigo entender. Acho que por ser uma série da ABC, o público veio com a expectativa de ver uma How to Get Away With Murder ou uma Scandal da vida. E a série não tem nada a ver com isso. Ela é pontual e está ali para mostrar uma história polêmica que acontece de verdade na sociedade americana, utilizando-se de vários recursos, o que aumenta a qualidade da mesma. O público tem que saber que essa série não tem mimimi nem frescuras e começar a aproveitar o que ela tem a nos oferecer.

Izabella Viana

Izabella Viana

Enfermeira, viciada em séries, apaixonada por livros e que tem como melhor amiga a menina Netflix. Daquelas que trocam uma noite de balada pelo conforto de sua casa assistindo a um bom seriado. Do coração: Friends, Dexter, Breaking Bad e Grey's Anatomy.

No comments

Add yours