American Crime – 2×9 – Episódio 9

388113

Continua após publicidade

American Crime é uma das melhores séries da TV atualmente. Ela retrata com maestria e de forma nua e crua temas considerados tabus, como o estupro sofrido por homens, o preconceito contra latinos e o preconceito inter-racial. Sempre digo que essa série deveria ser assistida por todos por causa desses assuntos difíceis de abordar. Muito se fala do estupro que acontece a cada minuto contra as mulheres. Isso é real e deve ser combatido. No entanto, não podemos negar que o estupro contra homens também acontece, embora numa escala menor que a feminina, o fato é que isso ocorre e não podemos fechar os olhos diante desse fato. Pelo fato dessa série abordar esse assunto, ela se tornou uma preciosidade diante de tantas porcarias da TV aberta. American Crime é de fato um deleite aos meus olhos.

Continua após a publicidade

O episódio 9 da segunda temporada foi densa como de costume. A carga emocional de todos os episódios é pesada e, se você sofre com um dos temas debatidos na série, pode ser difícil de assistir. O episódio passado, eu chorei tanto com os depoimentos, porque os depoimentos foram reais e foi impossível não se sentir tocado e emocionado diante daqueles fatos.

Continua após publicidade

Well, retornando a crítica a esse episódio: esse episódio não trouxe nenhuma resposta a tal festa daquela noite fatídica. Eu gostaria muito de saber o que ocorreu! Acredito e sim no Taylor em tudo o que ele fala. Mas também acredito no Eric. Não sei o que pensar! Quero respostas! O final da primeira temporada terminou em aberto e não obtivemos uma resposta. Muito medo de haver um repeteco. Não gostaria porque, afinal de contas, o público precisa saber o que aconteceu nessa festa.

Precisamos falar sobre o Eric. A situação dele é complicada, mas, ao mesmo tempo, está melhorando em relação aos episódios anteriores. Seu pai já o aceita melhor. Seu irmão já está falando com o Eric e inclusive pediu socorro da mãe louca. Torço pelo Eric porque vejo que ele está sofrendo e se encontra abalado com essa situação. De certa forma, ele também é uma vítima, já que os colegas do time não aceitam a sua orientação sexual e praticamente o expulsaram do time ao chamá-lo pejorativamente e ironicamente de bicha, termo este horrendo de se referir alguém homossexual. Eric é também, assim como Taylor, vítima dessa sociedade homofóbica que semeia o ódio.

Continua após publicidade

Esse episódio abordou o quão grave pode ser o envolvimento de seus filhos com as drogas. O que os pais podem fazer ao descobrirem que eles usam e ainda comercializam drogas? Algumas possibilidades me vem a mente como a coerção dos pais ou fazer vista grossa, ou seja, fingir que isso aconteceu e passar uma borracha. Claro que a segunda opção é a pior possível, já que o ideal é mostrar que isso é proibido e é contra a lei. Aqui Dan fez vista grossa e não quis que a filha se metesse mais em confusão do que ela já se encontra. Será que esse foi o melhor caminho? Não teria sido mais válido mostrar que foi errado? E ela foi a responsável por vender drogas ao Taylor no dia que ele matou Wes. Em minha opinião, ela indiretamente também foi culpada no exato momento que vendeu drogas. Para piorar, ela é menor de idade, o que piora mais a sua situação. Para piorar ainda mais, a filha de Dan conseguiu as drogas da sua própria mãe. Portanto, a mãe também seria processada. Ou seja, só problemas.

Chris me deu pena. Logicamente que ele errou e feio na situação com a Evy, mas, tadinho, sabemos que ele não é esse ser tão horrível assim. Claro que ter falado aquilo no tribunal só ferrou a sua vida profissional, e ele com certeza será demitido. Que isso sirva de alerta aos diretores de escolas de forma geral, pois quando alguma aluna se queixar de assédio ou abuso sexual devemos acreditar a priori e investigar isso. No caso da série, Chris não sabia que Evy tinha passado por isso porque ela não contou para o conselheiro da escola. Por que será ela fez isso? Porque ela sabia que Chris não ia acreditar nela e tudo o que ela dissesse seria em vão. Mais empatia com as mulheres, homens!

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

E Leslie? Que ser humano podre. Eu a odeio com todas as forças do meu ser. Quero que ela saia da escola e que tenha um fim triste (sei que não posso ter o discurso de ódio, mas é impossível hahaha). Esse final me deixou boquiaberta, mas, ao mesmo tempo, não me deixou surpresa, porque ela sempre consegue o que quer, infelizmente. Aliás, falando em Leslie, sua intérprete, Felicity Huffman, é dona da série. Exijo prêmios para essa mulher, que é uma das minhas atrizes favoritas desde Transamérica (quem não viu esse filme, veja, pelo o amor de Deus <3)

Por fim, que Taylor saia dessa. Só peço isso, porque me dói o coração vê-lo desse jeito, sofrendo na cadeia. Também espero que Anne tenha muita força para ajudar seu filho. Ela é um exemplo de mãe guerreira que acreditou no seu filho a todo instante.