American Gods – 1×05 – Lemon Scented You

Imagem: Starz/Divulgação
Imagem: Starz/Divulgação (Reprodução)

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

À medida que “Lemon Scented You” se inicia, uma animação – provavelmente resultado de uma escolha orçamentária – nos introduz a história de um deus estrangeiro que, após chegar ao Novo Mundo, é esquecido por seus poucos fiéis restantes em troca de uma nova cultura. Esses poucos minutos já nos dão uma dica do assunto determinante do episódio, que se relaciona aos Novos Deuses e delega a estes o grande destaque desta semana.

Continua após a publicidade

A fé em ruínas, religiões antigas e deuses caindo no esquecimento foram temas já apresentados para o público pelos quatro primeiros capítulos. Em “Git Gone”, Laura, em um diálogo com Shadow, mostrou-se cética quanto a existência de deuses e da vida após a morte, enquanto “The Secret of Spoons” nos apresentou divindades, outrora prestigiadas, já ultrapassadas, com sua notoriedade mantendo-se por um fio. Assim sendo, o episódio desta semana é todo sobre o esquecimento ao qual deuses muito antigos estão condenados, uma vez que o mundo contemporâneo – lê-se: o desenvolvimento e a popularização das novas tecnologias – desviou da fé os olhares fervorosos dos humanos.

Continua após publicidade

É neste cenário que presenciamos o retorno do Technical Boy e da Media, personagens misteriosos que ganham aqui um maior desenvolvimento enquanto são responsáveis por introduzir Mr. World, o provável líder dos Novos Deuses, que revela-se como o mais poderoso dentre o leque de deuses apresentado até aqui. Tanto o garoto, representante da fugacidade tecnológica, quanto a mulher, símbolo da influência da mídia, respondem diretamente ao personagem vivido por Crispin Glover. O ator entrega um trabalho excepcional equivalente ao do monstro Ian McShane, com quem contracena durante o clímax. Temos aqui um vilão à altura do ego de Mr. Wednesday.

Entretanto, nem mesmo o retorno de McShane e a assombrosa aparição de Mr. World foram suficientes para tirar de Gillian Anderson os momentos mais marcantes do episódio. Sua personagem camaleoa é um catálogo de referências ambulante que deve – ao menos espero muito que aconteça – ainda nos surpreender muitas vezes pela série. Levando qualquer fã da cultura pop à loucura com suas falas repletas de referências e visuais que seguem à risca os originais, em suas cenas Media encarna Ziggy Stardust e Marilyn Monroe em “O Pecado Mora ao Lado” – o que é ainda mais significativo quando levamos em conta que estamos na semana de aniversário da atriz, caso ainda estivesse viva.

Continua após publicidade

Essa reunião de personagens intrigantes, repletos de conteúdo e características bem definidas, que conta ainda com um embate entre Laura e o ótimo Mad Sweeney, só deixa o protagonista Shadow Moon mais desinteressante, limitado neste episódio a poucas falas e a uma cena de perseguição cujos efeitos deixam a desejar. Espero que com o desenvolvimento da trama predominante o personagem ganhe mais relevância, já que vimos no capítulo anterior que ele tem potencial para isso.

A grandiosidade do universo de American Gods volta a se expandir neste episódio, entregando maior atenção ao arco principal da série, que até então mal havia sido introduzido. “Lemon Scented You” é o episódio mais interessante da temporada até aqui, reunindo seus melhores personagens em um clímax bastante revelador. Wednesday retorna, mas nem mesmo sua sagacidade foi suficiente para tirar dos Novos Deuses o grande destaque desta semana.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!