Animix Especial: Voltando a ser criança

animixdiadascrianças

Continua após as recomendações

É Dia das Crianças e os colaboradores do Mix de Séries comemoram a data relembrando as animações que marcaram os tempos de infância. Nos reunimos para apontar, cada um, uma animação diferente e que nos marcaram de alguma forma. É aquele bom e velho desenho que assistíamos e que nos acompanha até hoje. A ideia não é apontar a melhor de todas as animações, e por isso esta lista não é um ranking (você pode notar que ela está em ordem alfabética), mas um apanhado daquilo que nos alegrava antes de entrarmos neste nebuloso mundo de séries adultas dramáticas e/ou engraçadas. Volte a ser criança com a gente?!

Continua após a publicidade

andersonarcisoBatman: A Série Animada, por Anderson Narciso

Batman: A Serie Animada embalava minhas manhãs com sua exibição pelo SBT. Por ser claramente inspirada no universo criado por Tim Burton, diretor dos primeiros filmes os quais adorava, o desenho era uma atração e tanto. Sempre quando começava a clássica abertura com a musica de Danny Elfman, era hora de acompanhar Batman & Robin contra os maníacos vilões de Gotham City. O desenho em si era um material desenvolvido para todo fã do homem morcego e sem dúvidas prendia qualquer criança na TV! Batman: A Serie Animada acompanhou minha infância e é um dos desenhos que mais tenho lembrança de acompanhar quando pequeno. Dá saudade dessa época…

lucasfrancoDigimon, por Lucas Franco

Impossível recordar a infância sem me lembrar de Digimon. Todas as manhãs antes de ir para a aula, era sagrado ligar a televisão na TV Globinho para assistir a saga. O desenho teve tantas temporadas boas que fica difícil aqui falar de todas e escolher uma melhor. Mas algumas características comuns a todos são bem marcantes. Como não se encantar por todos os digimons, que sempre tinham o final “mon” em seus nomes, e a relação deles com seus donos. Para vencer todas as forças que desequilibravam o Digimundo, eles precisavam conhecer os poderes e saber usá-los em combate. Dentre todas as coisas que aconteciam durante o episódio, a mais esperada por mim eram as Digievoluções. Elas geralmente aconteciam quando você menos esperava e quando necessitava de que algo acontecesse para derrotar os vilões. Digimon marcou época na vida de muitos e para aqueles que sentem saudades, agora em novembro irão estrear uma série de seis OVA’s como continuação da primeira temporada de 1999. Acredito que para aqueles que como eu amavam o desenho, vale muito apena conferir. E quando bater aquela saudade, sempre temos a internet para nos deliciar com episódios marcantes e nostálgicos de um dos desenhos mais queridos pelos brasileiros.

paulareisO Fantástico Mundo de Bobby, por Paula Reis

Acredito que O Fantástico Mundo de Bobby é um dos desenhos que melhor representaram a minha época de infância. Digo isso porque quando se pensa em criança, se lembra sempre de uma imaginação fértil, e é sobre isso que trata um dos melhores desenhos da década de 90. Bobby é um menino de quatro anos que tem uma criatividade imensa e a série fala sobre seu cotidiano e dos pensamentos loucos do garoto. Na verdade, ele é o alter ego do criador e ator da série, Howie Mandel, que também faz a voz do próprio Bobby. O desenho do Bobby marcou a minha infância e de muita gente, pois durante os sete anos que passou na Fox Kids e também na tv aberta, ele apresentava as percepções infantis e fantasiosas do mundo de um garoto que tinha uma imaginação fértil como nós tínhamos. Era fácil se identificar com o que Bobby estava passando ou sentindo. Saudades de acompanhar Howie apresentando e toda a família do Bobby, Howard, Martha, seus dois irmãos, Derek e Kelly, seu cachorro e seu Tio Ted. Alguma emissora podia reprisar esta preciosidade, hein?!

fernandazevedoHey, Arnold, por Fernanda Azevedo

Era fato: se eu estava assistindo TV e via que estava passando Hey, Arnold! não trocava de canal de jeito nenhum. E, por isso, essa foi uma das animações que mais marcaram a minha vida. Arnold é um menino de nove anos que vive com os avós, donos de uma pensão, já que seus pais sumiram após saírem em uma aventura. Muito bonzinho e querido, Arnold passava os episódios ajudando seus amigos em seus problemas diários. Falando em amigos, o ponto alto da série é que todos tinham suas histórias individuais. Principalmente Gerard, o melhor amigo do garoto, e Helga, a geniosa da turma, que implica com Arnold o tempo todo, mas que secretamente é apaixonada por ele. Tão apaixonada, que guarda uma foto do menino emoldurada em formato de coração dentro da roupa e tem um altar para ele, com uma escultura feita por chicletes mascados pelo mesmo, com o formato exato do garoto. Hey, Arnold! tem tantos detalhes que merece um texto só para isso! Como o quarto com teto de vidro (para olhar as estrelas), o Homem dos Pombos, o Eugene (que vivia se acidentando), Helga e a ausência dos pais, a irmãzinha chatinha do Gerard… Enfim, vale a pena ver e rever sempre esse cabeça de bigorna!

eduardonogueiraPica Pau, por Eduardo Nogueira

Pica Pau é um dos principais desenhos que marcou a infância de muita gente. O divertido e maluco pássaro sempre foi marcado por seu jeito irreverente de ser, com uma esperteza sem igual e sua risada icônica. É claro que ele não merece o mérito todo sozinho, pois o desenho sempre contou com personagens que eram infernizados por ele, como o leão marinho Leôncio e a rabugenta Meany Ranheta, inimigos que lhe davam muita dor de cabeça como Zeca Urubu. O personagem, é claro, tinha grandes amigos, como o rei Cuca Monga, o pinguim Picolino (ou Chilli Willy), e é claro, seu eterno companheiro, o cavalo Pé de Pano. O sucesso do desenho foi tanto, que até indicação ao Oscar já recebeu. Uma pena a nova geração não conhecer tanto assim a animação, porque ela é demais.

tainarahijazPokémon, por Tainara Hijaz

Se você, como eu, viveu a principal fase da infância no início dos anos 2000 e sabia que a Globo não era sempre a única – ou a melhor – fonte de programação infantil, e talvez também gostava bem mais do programa da Eliana do que da Xuxa ou da TV Globinho, Pokémon provavelmente foi um dos programas que mais marcaram esse período da sua vida. Presumidamente você ainda lembra de cada verso da música de abertura da animação; talvez você ainda saiba declamar todo o lema da Equipe Rocket; quem sabe por muito tempo você se deparou com alguma dublagem da Sessão da Tarde que era “a voz do Ash” (inconfundível); não é de se estranhar que você considere o Pikachu praticamente como seu próprio animal de estimação da época; é bem possível que você possua algum tipo de souvenir, como um bonequinho de um dos pokémons (eu tenho um Blastoise) e a Pokebola seja pra você um dos ícones mais representativos dessa época. Enfim, Pokémon é conhecida por ter uma das legiões de fãs mais fieis de todos os programas do gênero e que, mesmo depois de adultos, não têm a mínima intenção de desapegar. E se você faz parte desse grupo, desconfio que sua infância tenha sido bastante proveitosa.

matheuspereiraScooby-Doo, por Matheus Pereira

Uma animação que marca a sua infância é aquela que lhe traz boas lembranças sobre o passado, aquela que ativa memórias e sentidos. Hoje, quando assisto um episódio de Scooby-Doo, uma série de coisas retorna: lembro das manhãs e tardes em que o desenho passava; lembro das minhas reações; da alegria de rever um capítulo favorito e o fato de dividir a adoração com a família, afinal a animação é tão clássica que meus pais também assistiram em seus tempos de criança e adoram até hoje. Quem nunca tentou adivinhar o culpado antes da grande revelação? Quem nunca tentou imitar a voz do Scooby? O charme do show é tão grande que várias versões já foram feitas com o passar dos anos, e nunca envelhece ou perde a graça. Os traços mudam, os roteiros ficam mais rebuscados, mas a alma permanece a mesma. A boa animação, afinal, a que marca, é aquela maior que nós mesmos e transcendem o tempo.

E qual é a sua animação favorita? Diga nos comentários!

Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.

Post a new comment