Animix: Star Wars Rebels

star-wars-rebels-54257569b61f4

 

Aproveitando que maio é o mês de Star Wars, Animix vem para falar de uma das duas animações que se passam no incrível universo criado por George Lucas. O último dia quatro foi marcado por ser um dos dias da saga (a data faz um trocadilho com a frase “may the Force (forth) be with you”). A próxima comemoração acontece no próximo dia 25, quando os fãs comemoram o aniversário de lançamento do primeiro longa-metragem, Uma Nova Esperança.

 

Continua após a publicidade

Mas estamos aqui para falar de Star Wars Rebels, belíssima animação que é o primeiro grande projeto da Lucasfilm depois da aquisição pela Disney. Trata-se de uma linda homenagem ao material original e aos seus fãs, criando, ao mesmo tempo, uma base original sólida e empolgante. The Clone Wars é outra excelente animação baseada no universo, mas hoje nos ateremos apenas à novidade de Rebels e aproveitar que a série está passando aqui no Brasil pela Disney XD.

 

A História

Rebels se passa entre os capítulos três e quatro (Vingança dos Sith e Uma Nova Esperança, respectivamente) da saga cinematográfica. Começando precisamente cinco anos antes dos eventos vistos no quarto longa, Rebels traz o conhecido tempo sombrio da galáxia, quando o Império era a forma de poder e Darth Vader crescia como uma das figuras mais poderosas da galáxia. A série nos mostra o Império crescendo cada vez mais, dominando cada planeta e subjugando cada povo. Mas nem todos agüentam quietos a tirania imperial: é aí que nasce um grupo rebelde que decide lutar contra o Lado Negro da Força e trazer um pouco de equilíbrio e justiça à Galáxia. A série traz diversos personagens conhecidos do público e nos revela como a Aliança Rebelde, forte na trilogia original de filme, nasceu.

Os Personagens

 

star wars personagens

Ezra – é um humano de quatorze anos de idade que vivia em Lothal, planeta comandado pelo Império, antes de se juntar à tripulação da nave Ghost. Ezra tem um estranho domínio sobre a Força e é o típico rebelde ao estilo de Luke Skywalker, que anseia conhecer a Galáxia, mas nunca realmente passa dos limites, sempre permanecendo como o herói íntegro. O que faz dele um ótimo personagem é o fato dele ser puramente humano e, portanto, passível de falhas. É um sobrevivente, alguém que sofreu, mas não é vítima.

Kanan Jarrus – líder da tripulação da Ghost, Kanan é um dos poucos jedi que sobreviveu à Ordem 66 (vista com mais profundidade em Vingança dos Sith). Kanan é outro com o perfil rebelde, do tipo que não parece um jedi até que ele diga o contrário. A sensação é de que o sujeito não terminou seu treinamento como jedi; de qualquer forma, é um homem de bom coração, com domínio da Força e a vontade de livrar a Galáxia das garras do Império. Kanan vê grande potencial em Ezra e decide treiná-lo para transformá-lo em um jedi.

Hera Syndulla – proprietária e pilota da Ghost, Hera não é a líder do grupo, mas acaba por ser o elo que liga cada elemento da equipe. É o porto seguro de cada personagem, ajudando Kanan com seus receios, Ezra com sua inexperiência, Zeb com seu temperamento, etc.

Garazeb Orrelios (Zeb) – é o lado cômico da série. Com problemas de temperamento, é o personagem cujos objetivos nem sempre parece claros, mas que sempre acabam se voltando para o bem. Zeb não é humano, mas um Lasat; seu perfil é o de um mercenário mal-humorado que sempre acaba por ajudar os amigos. Curiosidade: o visual de Zeb é baseado em um dos visuais originais descartados para Chewbacca.

Sabine Wren – é a paixonite de Ezra. É especialista em algumas tecnologias e apaixonada por arte (principalmente pinturas em graffiti).

Chopper – é o equivalente ao R2D2 dos filmes. É o droide da Ghost e assim como os outros personagens é um rebelde, uma criação “fora da curva”. Chopper é a versão marginal de R2D2, sendo brigão, rabugento, mas com as mesmas limitações lingüísticas.

Inquisidor – o Inquisidor é o principal vilão da primeira temporada de Rebels. Ele é um Pau’an, uma espécie de criatura humanóide muito alta e poderosa. O Inquisidor tem domínio sobre a Força e utiliza um sabe de luz com duas “lâminas” que giram. Darth Vader em pessoa foi quem o designou para acabar com os rebeldes. Vader aliás, será um dos principais elementos da segunda temporada do programa.

 

Star-Wars-Rebels-Season-2-Poster-720x1062Há muito tempo, em uma galáxia muito distante…

Rebels é um deleite para os fãs. Assim como o Universo Marvel, por exemplo, Rebels sabe exatamente o que mostrar para empolgar o público. Nada de urgência exacerbada ou tons muitos densos ou escuros; a série dos rebeldes é colorida, aventura pura. Realizada inteiramente por computação gráfica (nada de animação tradicional), Rebels tem um visual arrebatador. De Zeb, que ressuscita o antigo visual de Chewbacca, ao Inquisidor, cada personagem é rico em detalhes visuais. Os stormtroopers, por exemplo, são quase idênticos aos do filme; Chopper é um droide antigo, feito com peças antigas de outros droides, assim, sua lataria é completamente manchada e riscada.

Além desse cuidado com o visual, Rebels é ágil, indo direto aos pontos importantes e interessantes da trama. Enquanto Clone Wars demorava um pouco para pegar velocidade, Rebels já chega com o pé na porta com um belo episódio de uma hora de duração. A partir dali, é só subida. Cada episódio pode ser visto separadamente, já que abordam situações distintas; ainda assim, existe uma notável linha que une todos os capítulos. Alguns destes, aliás, são diretamente conectados; há, portanto, episódios duplos, que enriquecem ainda mais a primeira temporada. Uma simples ida ao mercado vira um sequência eletrizante de ação. O roteiro não complica a vida do público e muito menos o trata como imbecil. Ainda que seja uma animação, o programa não é infantil; ao contrário: é impossível não achar um tanto assustador o Inquisidor e seus dentes cerrados e pontudos.

Criada por Simon Kinberg (responsável pelos roteiros dos últimos filmes dos X-Men, Sherlock Holmes e o próximo Quarteto Fantástico), Carrie Beck e Dave Filoni, Rebels traz diversos elementos interessantes que enriquecem não só a série, mas o universo de Star Wars como um todo. Em um dos episódios vemos como funciona o treinamento de cadetes que virarão soldados do Império no futuro; além de conhecermos os bastidores de alguns cantos do universo de Star Wars, ainda temos as participações de Lando, C3-PO e R2D2 e, claro, Darth Vader. Logo, Star Wars Rebels se mostra indispensável para o cânone e para os fãs. Mas se você nunca viu ou sequer sabe sobre que é Star Wars, não se preocupe, Rebels é pra todos e vale muito a pena.

Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.

No comments

Add yours