Arrow – 2×18 – Deathstroke

arrow_2x18_Deathstroke_6

Continua após as recomendações

O episódio de Arrow dessa semana retratou o plano doentio de Slade (Manu Bennett) para desestabilizar Oliver (Stephen Amell). Para isso, ele sequestra Thea (Willa Holland) fazendo com que Oliver fique preocupado demais para ter tempo e paciência de gerenciar sua empresa e todas as suas subsidiárias.

Em um ato de desespero, Oliver nomeia Isabel Rochev (Summer Glau) como presidente de sua empresa, sem saber que ela é aliada de Slade. E, assim, ela consegue utilizar os recursos das consolidações Queen para criar um exército de super soldados para os planos obscuros do maníaco.

Continua após a publicidade

Slade é um vilão que planeja destruir não só o corpo, mas a alma de seus adversários, movido pela obsessão que sentia por Shado (Celina Jade). Digo obsessão pois não creio que a série tenha dado elementos significativos o suficiente para convencer da profundidade dos sentimentos de Slade por Shado, visto que na Ilha ela era uma espécie de interesse amoroso do Oliver e não passava de uma amiga para o vilão – e, inacreditavelmente, isso nunca foi um obstáculo ou um empecilho causador de algum atrito para o relacionamento de Slade com o casal; pelo contrário, eles sempre se deram bem e foram amigos.

Apesar de ter sido sequestrada por Slade, Thea sofreu mais ao saber, por ele, que Malcom Merlyn (John Barrowman) é seu pai biológico. Essa revelação abriu uma cratera profunda e intransponível no relacionamento dela com Oliver e Moira (Susanna Thompson). Como se isso não bastasse, Slade ainda contou a Laurel (Katie Cassidy) a verdadeira identidade do Arqueiro Verde, deixando-a perplexa.

ar218a_0009b-jpg-8c02a505-t3Enquanto isso, Oliver tem problemas com Roy (Colton Haynes), que não aceita sua liderança e fica descontrolado quando Thea é sequestrada. Sara (Caity Lotz) ameaça matar Roy caso ele não pare de machucar Diggle (David Ramsey) em um acesso de fúria. Nesse episódio nasce uma rivalidade entre Sara e Roy que será retratada com mais profundidade nos próximos episódios.

Na ilha, foi mostrado a evolução gradual de Sara. Quem ela foi no passado e quem ela é naquele momento, bem como toda a transformação que teve que passar para poder sobreviver. Como Oliver, Sara teve que fazer escolhas difíceis para proteger seus amigos. Arrow mostra, cada vez mais, que não é somente uma série do Arqueiro Verde, mas sim da Canário Negro também.

“Deathstroke” foi um bom episódio. Não foi espetacular, mas cumpriu aquilo que prometeu: mostrou Slade como um estrategista espetacular e um inimigo quase que insuperável, que conta com muitos recursos e aliados. Infelizmente, sua motivação para se vingar de Oliver nunca convencerá a audiência, visto a superficialidade com que o relacionamento de Shado e Slade foram retratados na série.