Arrow – 2×20 – Seeing Red

00

 

O vigésimo episódio de Arrow foi uma grata surpresa a todos. A sinopse oficial desanimou o público, que esperava um episódio regular, mas o mesmo foi recheado de surpresas e se tornou um dos melhores episódios dessa temporada. Focado em vários acontecimentos distintos, Seeing Red girou em torno de três personagens fundamentais: Roy Harper (Colton Haynes), Sara Lance (Caity Lotz) e Moira Queen (Susanna Thompson) que acima de tudo abdicaram nesse episódio sua felicidade e fizeram grandes renúncias, tendo esse trio sido extremamente resignados.

Devido ao Mirakuru, Roy se descontrola e aterroriza a cidade, matando quem estiver no seu caminho e ferindo seus amigos e aliados. Sara Lance (Caity Lotz) não vendo outra alternativa e visando impedir que muitos civis inocentes sejam mortos por ele, confronta Oliver (Stephen Amell) que não quer ter que chegar ao ponto de matá-lo, por mais que o próprio Roy veja que essa seria a melhor e única opção de pará-lo. Arqueiro Verde decide então simplesmente o deixar inconsciente até encontrar uma cura para Roy, enquanto que Canário Negro acha melhor eliminá-lo de uma vez por todas tendo ao seu lado a experiência com Slade (Manu Bennett) durante os eventos da ilha, da qual aparentemente Oliver se recusou em eliminá-lo e agora paga com as consequências de seus atos.

Nesse episódio Sara consegue enxergar que mesmo após ter sofrido e perdido tanto na vida, Oliver ainda consegue irradiar uma luz de bondade e esperança que ela pensa não possuir mais. Ela diz a Oliver que ele merece outra pessoa, alguém que possa aproveitar a luz que ele ainda carrega dentro de si.

Não tem como não associar que essa pessoa da qual Sara se refere seja Felicity Smoak (Emily Bett Rickards), ajudante de Oliver, que além de ser a mulher mais próxima dele, também é a única que consegue deixá-lo mais leve e através dela o Arqueiro Verde consegue ver sempre o melhor nas pessoas, já que Laurel (Katie Cassidy) se tornou também um reflexo (diria que até piorado) da irmã, sendo uma pessoa que carrega somente a escuridão e as trevas na alma, como ela própria bem diz no episódio 17 “Uma vez que deixa a escuridão entrar, nunca mais sai”. Sara e Laurel mergulharam nas trevas e não souberam se desfazer dela quando novamente reencontraram-se com a luz nas suas vidas, mas Felicity é capaz de iluminar o que a rodeia se desfazendo completamente de tudo aquilo que a impeça de ser alguém melhor. Ela é o raio de sol na vida do Arqueiro, por mais que ele ainda não perceba isso.

Sara termina seu relacionamento com Oliver e se despede  de sua protegida Sin (Bex Taylor-Klaus) partindo de suas vidas, numa cena emocionante.

rrr00rrrrNo fim do episódio, Slade sequestra Moira (Susanna Thompson) e Thea (Willa Holland) e obriga Oliver a escolher entre uma delas, da mesma forma da qual um dia ele foi obrigado a escolher entre Sara e Shado (Celina Jade) no passado. Moira não suportando a dor de poder perder os filhos se sacrifica, implorando a Slade que a mate e deixe seus filhos sobreviverem. Slade a assassina na frente de Oliver e Thea e parte do local os deixando arrasados. Oliver jura vingança e promete o matar.

Finalizando, Seeing Red é um episódio surpreendente. Teve ação e emoção do começo ao fim. É um daqueles episódios cujos acontecimentos serão lembrados durante todo o seriado. Simplesmente épico.

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

4 comments

Add yours
  1. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 28 abril, 2014 at 10:37 Responder

    Cara, que episódio épico. Apenas. uM DOS MELHORES da série. Se não, o melhor. Fiquei bobo com o final. Não sei o que pode vir agora nestes tres episodios que faltam!

Post a new comment

!!taboola footer2