Arrow – 2×23 – Unthinkable

10258054_744661095555842_6613434717213908158_n

Continua após publicidade

 

Continua após a publicidade

O último episódio da temporada de Arrow foi espetacular. Oliver, Felicity e Slade  tem seus destinos traçados em uma batalha épica em que apenas um lado poderá vencer, ao mesmo tempo que a Liga dos Assassinos vem a pedido da Canário Negro ajudar na luta contra os soldados modificados geneticamente pelo vilão que tem ordens de destruir a cidade e matar todos os civis que encontrarem pelo caminho.

Continua após publicidade

Dando continuidade ao episódio passado, Slade em seu último ato de vingança sequestra as duas mulheres por quem Oliver é, e já foi apaixonado um dia: Felicity e Laurel.

Durante os eventos na ilha, Oliver era apaixonado por Laurel. Portanto o plano de vingança de Slade envolvia a advogada desde o começo. Sabendo disso, Oliver e Felicity forjam um plano para que Felicity fosse raptada por Slade e no momento certo aplicasse a cura no mesmo, o que eliminaria seus poderes meta humanos de uma vez por todas.

Continua após publicidade

UnthinkableEles forjam que se amam e conseguem fazer que Felicity seja raptada também. Em determinado momento, Slade obriga Oliver a escolher entre as duas.

Estando a par do plano, Felicity injeta a cura no vilão quando este se distrai e é derrotado por Oliver posteriormente numa batalha espetacular.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Só que essa mentira teve muita verdade. Começa a florescer um sentimento novo entre Oliver e Felicity que será trabalhado nas próximas temporadas com muito mais profundidade. No fim do episódio, Oliver e Felicity conversam sobre a encenação dando uma prévia do que está por vir futuramente:

 

10383109_10152028348381493_1770041434459993213_n

 

Fora o rapto de Felicity, o episódio mostrou também o sacrifício de Sara, ao aceitar voltar para a Liga dos Assassinos em troca da ajuda de Nyssa e do restante da Liga para derrotar o exército de Slade.

Ainda tivemos Roy – que agora esta curado, Diggle impedindo o plano de Amanda Waller e Quentin que apesar de ter se unido ao time na batalha final terminou com uma hemorragia interna e seu destino é incerto. Thea parte da vida de seus amigos e familiares para sempre rumo ao desconhecido com seu pai, Malcom – plot que, não gera muito interesse.

Nos eventos da ilha, temos uma das melhores cenas do episódio quando Oliver derrota Slade cegando-o com uma flecha.

O episódio foi emocionante, do começo ao fim. Arqueiro Verde e Canário Negro agiram como verdadeiros heróis, tais como nas HQs, sacrificando tudo que acreditaram e amaram pelo bem comum: ele ao colocar em risco pessoas que amam a fim de parar o mau, e ela por sacrificar tudo aquilo que pesou para conquistar: a liberdade. O que dizer então da Felicity, que praticamente derrotou o vilão da temporada sozinha em mais uma de suas melhores cenas na série? Sem duvida é a melhor personagem feminina do seriado.

Como nem tudo é perfeito, novamente Laurel decepcionou: infelizmente ela não morreu. A morte seria o caminho mais coerente a personagem, que há muito não faz nada na série, além de ser sequestrada por algum vilão e pedir socorro. E no último episódio da temporada não foi diferente. Especulam-se que ela poderá vir a ser a Canário Negro um dia, e confesso que não irei gostar, pois a personagem tem uma péssima construção na série.

Por fim, Unthinkable  é um ótimo episódio. Achei o anterior mais emocionante, mas esse também fechou a série de maneira muito digna e sensacional. No geral a segunda temporada da série foi muito melhor que a primeira.

Nos vemos em setembro.