Arrow – 3×03 – Corto Maltese

Arrow-303-Bringing-Thea-Home

Continua após as recomendações

O terceiro episódio dessa temporada centralizou-se na personagem Thea. O episódio focou nos acontecimentos ocorridos após ela deixar Starling City e sua família. Durante esse período, ela aprendeu a lutar com o pai, Malcolm Merlyn, em Corto Maltese, onde utilizava uma identidade falsa, sendo conhecida como Mia (fazendo uma alusão a personagem icônica das HQs, Mia Dearden, a heroína Speedy).

O treinamento de Thea foi mostrado muito superficialmente e mais deu a impressão que a personagem aprendeu a lutar por capricho do que por qualquer outra coisa. Faltou um motivo concreto para Thea se aperfeiçoar e mudar tanto. Só o fato dos outros mentirem para ela na minha opinião foi pouco. Nesse sentido o enredo de Laurel em busca de se tornar uma heroína está sendo mais interessante.

Continua após a publicidade

arrowOliver e Roy vão a ilha em busca de Thea e depois de muita resistência da parte dela, ela aceita voltar para a casa com eles. Lyla pede a Diggle para ele ir a ilha com os amigos também, só que não para lidar com Thea, e sim para investigar o paradeiro do agente Mark, que não manda notícias há algum tempo. Foi a trama mais misteriosa do episódio, pois o agente Mark pede para Diggle simular sua morte, mas não fica subentendido se Diggle fez ou não isso. Há um certo mistério nessa parceria de Lyla e Mark que será explorada mais a fundo nos próximos episódios.

Enquanto isso, Laurel inspirada pela irmã, sente o desejo de combater o crime e fazer justiça com as próprias mãos. Ela enfrenta um bêbado que agride sua namorada e acaba apanhando dele, ficando hospitalizada. Achei essa cena constrangedora, pois Laurel apesar de não ter o nível de combate de Sara e Oliver, sabia se virar de alguma forma (como mostrado na primeira temporada da série), mas nesse episódio ela estava completamente indefesa, extremamente leiga. Após o ocorrido, ela pede para que Oliver lhe ensine a lutar, mas ele se recusa alegando que se fizesse isso Sara nunca o perdoaria. Então ela procura Ted Grant para lhe ensinar a canalizar sua raiva. A história da Laurel está sendo esse ano a parte mais interessante da série até o momento. Mesmo assim. o terceiro episódio não foi cativante e até monótono de se assistir.

Tags ArrowCW