Arrow – 3×14 – The Return

Arrow 3x14

Continua após a publicidade

 

Olha aí a ansiedade me atrapalhando a aproveitar Arrow

Nossa, como eu estava ansioso por este episódio, e esta ansiedade atendia por um nome: Slade Wilson. O homem que infernizou a vida de Oliver e transformou a segunda temporada desta série em algo espetacular, iria voltar. E foi um retorno bem mais ou menos. Não sei o que, mas algo começa a me incomodar nesta série.

Desde o retorno de Oliver – que para mim foi um plot bem mal terminado, os produtores parecem estar perdendo a mão na condução da história. Olie está lutando contra um vilão que mal aparece na série. Na verdade, ele luta mais contra o nome de Ra’s Al Ghul, e da fama que o assassino tem, do que sua força física. E este fato começa a me irritar. As minhas esperanças é de que isso seja corrigido a tempo de salvar esta segunda metade de temporada, mas faltam poucos episódios para isso.

Arrow 3x14_1Dando sequência ao plano de treinar Oliver para derrotar o líder da Liga dos Assassinos, Malcolm joga o Arqueiro e Thea na “ilha infernal” e solta nada mais, nada menos que o Exterminador para caçá-los. A ideia era despertar o instinto assassino que estava adormecido em Olie. E confesso: fiquei decepcionado com este plot. Slade foi muito mal aproveitado, e a tal função para seu retorno acabou sendo utilizada mesmo só no final. O principal é que, Slade serviu de exemplo para Oliver passar uma lição em Thea em ela não ser uma assassina. Pois bem… Fiquei esperando mais. Podia ter rolado umas cenas de ação ou um jogo de gato e rato bem mais elaborados. Os produtores de Arrow são capazes, e nós sabemos disso.

Porém, algo que me despertou atenção neste episódio foi a inversão que ele apresentou. Isso porque, os dias atuais se passaram na ilha, e os flashbacks se passaram em Starling City, onde acompanhamos a presença de Oliver por lá enquanto todos achavam que ele tinha morrido no acidente de barco. Foi até interessante e posso dizer que foi a salvação do episódio. O jovem Queen estava ali para completar a missão de Amanda Waller em interceptar as negociações de China White, que acabou sendo concluída.

Foi assim que descobrimos como todos os personagens lidavam com a ausência de Oliver: vimos como Tommy e Laurel se aproximaram, como Thea começou a usar drogas e como Detetive Lance estava lidando com a perda de Sara. Só senti falta da Moira, que teria contribuído e muito para o episódio.

O final deixou um gancho interessante: o General Matthew Shrieve chegou para interrogar Queen e levá-lo de volta à China. Para quem não conhece, Shrieve é o líder do Comando das Criaturas, que nos quadrinhos é formado por pessoas com poderes. Seria o primeiro gancho para a inserção dos meta humanos no cotidiano de Arrow? Até agora, tivemos apenas os afetados pelo Acelerador de Partículas da série The Flash, o que coloca o nosso herói neste mesmo universo sobrenatural.

Estou curioso para ver como os produtores lidarão com essa adesão às histórias da série, mas o sentimento de que a história precisa se agilizar continua a crescer. Entretanto, parece que isso acontecerá no próximo episódio, com Ra’s, a Liga e finalmente… Eléktron.

Até semana que vem!

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kZMYXOOgCNw[/youtube]

 

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

1 comment

Add yours
  1. Caroline Marques
    Caroline Marques 21 fevereiro, 2015 at 16:47 Responder

    Gostei do episódio mas esperava que o Oliver matasse o Slade, sei lá, aquele já deu o que tinha que dar! Tbm achei o retorno do Oliver muito rápido, foi tudo muito milagroso e sem poço de Lázaro. Tem algo me incomodando também mas ainda não sei o que é.

Post a new comment