Arrow – 5×03 – A Matter of Trust

Imagem: Print

Imagem: Print

Continua após as recomendações

 

Redenção. Acho que é a palavra que melhor tem descrito essa quinta temporada. Os roteiristas estão tentando se redimir com os fãs pelos rumos tomados nas duas últimas temporadas; Oliver Queen tem tentado se redimir com Star City por tudo o que aconteceu; Felicity buscando se redimir com Rory; e Diggle tendo que lidar com as consequências do passado.

Continua após a publicidade

Nessa redenção toda, voltamos às boas e bem executadas cenas de ação, seja bruta, seja crua, seja com explosões. Ainda mais quando temos a participação mais que especial do lutador de luta livre Cody Runnels reprisando seu confronto com Stephen Amell, só que dessa vez como personagens da série. Para quem ainda não viu, sugiro correr agora no YouTube assistir a luta dos dois nos ringues de WWE.

Arrow 5x03 1Outra participação surpresa foi a do Pistoleiro. Depois do trailer do episódio divulgado semana passada, todos esperávamos que a série fosse trazê-lo de volta à vida, mas nossos desejos não foram atendidos. Tudo não passou de uma pequena participação mesmo, já que Diggle tem lutado contra seus demônios internos agora na cadeia. Não significa que futuramente possam traze-lo de volta agora que Geoff Johns está supervisionando o universo DC nos cinemas.

Falando em Diggle, aqui a série fez a primeira conexão com os eventos de Flashpoint ocorridos em The Flash. Diggle e Lyla citam pela primeira vez o filho John Jr. Para quem não se lembra, na temporada passada, os dois tiveram uma filha, a pequena Sara. Por causa da mudança na linha temporal, os dois agora tiveram um filho. Mudanças à parte, Lyla finalmente recorre a Oliver para ajudar seu velho amigo. Esperemos o próximo episódio.

Como o título do episódio sugere, o que faltava para unir a nova equipe do Arqueiro era confiança. De ambas as partes. Apesar de continuar amando as missões solo do Arqueiro, a dinâmica desse novo time começa a se solidificar e tem se mostrado promissor. Curtis finalmente aderiu ao seu alter ego como Sr. Incrível. Apesar dos produtores terem revelado em entrevistas que esse é apenas um protótipo, gostei do que vi. Ainda não gosto da atuação do ator apenas como Curtis. Sua piadas continuam um pouco forçadas, com exceção da cena inicial do episódio que me fez rir, mas como vigilante ele se mostrou melhor. Já estou ansioso para ver seus adereços tecnológicos em ação em breve.

A questão da confiança também se refletiu na trama dos flashbacks que, apesar de ainda pouco desenvolvida, continua bem mais interessante que a trama dos flashbacks das duas últimas temporadas.

Mesmo com Prometheus e Tobias Church fora do episódio, a qualidade da série não caiu tanto. Com exceção dos problemas administrativos de Thea que continua amadora em tudo o que faz, ou do drama de Felicity se sentir culpada pela destruição da cidade de Rory. Acho que as duas tramas poderiam ter sido melhor trabalhadas. Seja nesse episódio ou ao longo da temporada.

Arrow ainda tem um longo caminho para ganhar de volta a confiança de seus fãs, mas a nova temporada tem mostrado que ainda é tempo de recuperar o vigor que a série um dia teve. E eu estou pronto a voltar a ama-la.

EASTER EGGS:
– 52 Spoit It: O número 52 apareceu pela primeira vez na temporada da mesma forma que no primeiro episódio da terceira temporada de The Flash, no nome do canal de notícias, Canal 52.

– Durante a cena do elevador, a equipe faz uma piada sobre Wild Dog ser um vigilante que usa uma máscara de hockey. Oliver rebate dizendo que gosta da máscara, fazendo uma referência ao papel de Stephen Amell no filme As Tartarugas Ninjas: Fora das Sombras (2016), onde interpreta Casey Jones, um vigilante que também usa uma máscara de hockey.

– A droga Stardust recebeu o mesmo nome do alter ego de Cody Runnels como lutador de luta livre. Nesse episódio, Cody interpretou Derek Sampson.

– Stephen Amell tem uma longa história com o ator convidado Cody Runnels. Os dois coordenam vários eventos de caridade e já lutaram juntos no ringue de WWE em um vídeo que bombou na internet ano passado.

– A cena da luta entre Wild Dog e Derek Sampson culminando na queda deste num tanque de produtos químicos foi uma pequena homenagem à luta entre Batman e o Capuz Vermelho.

– Curtis menciona Terry Sloane, o primeiro Sr. Incrível da Era de Ouro dos quadrinhos. Após sua morte, Michael Holt foi seu sucessor. Holt é o sobrenome de Curtis, que se tornou a versão do herói aqui em Arrow. Nesse episódio, já vimos ele usar o uniforme e a máscara em forma de T no rosto. Nos quadrinhos, o herói utiliza as esferas T, que são pequenos globos robóticos que projetam hologramas e lasers. Além disso, sua máscara o protege de qualquer tipo de detecção eletrônica.

– No episódio 6 da primeira temporada de Legends of Tomorrow, os heróis encontram no futuro um novo Arqueiro que não era ninguém menos que John Diggle Jr., usando o codinome Connor Hawke. Isso mesmo, o mesmo John Jr. filho de Diggle e Lyla após Flashpoint. Ou seja, o personagem não era um segundo filho do casal como muitos imaginavam.

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Arrow