Arrow – 6×02 – Tribute

Imagem: The CW/Divulgação

Em seu segundo episódio, Arrow continua preparando o cenário para a nova dinâmica que sua trama terá em seu sexto ano no ar. A série acertou e tem acertado muito ao mostrar o crescimento de seus personagens, principalmente de seu protagonista. Na temporada passada vimos um Oliver mais maduro, centrado e líder, não só de uma equipe de heróis, mas de uma cidade quando se tornou prefeito de Star City. Nesta sexta temporada estamos acompanhando mais um evolução em seu caráter e responsabilidades, agora como pai.

Oliver tem vivenciado um lado importante em sua vida ao tentar criar um laço com seu filho agora que William só tem ele como família. E essa não tem sido uma tarefa fácil. Ele não só tem encontrado dificuldade de se aproximar do filho que o culpa pela morte da mãe, como em ter tempo para cuidar dele e o manter seguro dos perigos que rondam a cidade. É então que ele toma a decisão mais inesperada pelos fãs: abandonar o traje de Arqueiro Verde. Vários pontos ao longo do episódio o ajudaram a tomar essa decisão: a pressão de seu próprio filho, os problemas que William tem enfrentado na escola, a investigação do FBI, o discurso de Anatoly. Esse afastamento, que esperamos ser muito breve, será bom para resolver essas recentes pendências na vida de Oliver como pai e prefeito.

Continua após a publicidade

Oliver não só tomou essa decisão rapidamente como já encontrou um substituto: John Diggle. Ok, nenhum dos dois fatos é novidade para os fãs. Já vimos na série tanto Oliver abandonar o uniforme quanto Diggle se passando por Arqueiro. O problema aqui está no argumento usado por Oliver: ele diz que precisa de tempo pra cuidar do filho e o manter seguro, então ele confia que Diggle possa substitui-lo por baixo do traje. Será que ele se esqueceu que Diggle também é um pai de família, com esposa e um filho pequeno? Grande amigo, não? Ainda por cima Diggle aceitou o pedido ocultando dele o fato de estar sofrendo com um problema nervoso que pode comprometer sua ação como vigilante. Acredito que a neurotoxina mostrada no episódio de hoje possa dar pistas para a solução do problema de Diggle. Acho que o ponto mais interessante nos próximos episódios será vermos como a equipe irá lidar tendo um “novo líder”, assim como a cidade ao ter um herói que não está 100% de saúde.

Imagem: The CW/Divulgação

Anatoly e a Bratva, que marcaram os flashbacks da temporada anterior, deram as caras novamente enfrentando o team Arrow. As cenas entre Stephen Amell e David Nykl são sempre ótimas e aqui não poderia ter sido diferente. Curtis teve uma grande melhora em campo desde o final da temporada anterior. As Esferas-T tem dado ótimos resultados nas cenas de ação e isso é um ótimo progresso para o personagem. E ainda tivemos a introdução da agente do FBI que ainda dará muita dor de cabeça para o protagonista.

O segredo sobre quem tem vazado informações para a imprensa e tem tentado manchar a reputação de Oliver continua um mistério. Acredito que Vigilante esteja de certa forma envolvido nisso ou mesmo algum outro inimigo que ainda está por dar as caras na série.

Tribute foi um episódio mais tranquilo que o da semana passada, sem flashbacks e com direito a uma citação que deixou os fãs da DC em polvorosa, mas a história continua mantendo sua qualidade, trabalhando novas abordagens de seus personagens e nos preparando para o que ainda está por vir.

CURIOSIDADES:

– Neste episódio, tivemos uma nova abertura na série onde vemos os símbolos dos personagens e heróis que fazem parte do team Arrow, algo bem parecido com o que vemos na abertura de Legends of Tomorrow. Não se sabe ainda se será provisório ou se será mantido ao longo da temporada.

– Este episódio foi o primeiro de uma série da The CW que menciona o nome de Bruce Wayne (o Batman), confirmando assim sua existência dentro do universo das séries da DC e abrindo brechas para uma futura aparição do personagem.

– Markovia é um país fictício dos quadrinhos da DC, cujo líder é o príncipe Brion Markov que se torna o super-herói Geoforça, e tem uma irmã heroína chamada Terra que se torna membro dos Jovens Titãs.

– Curtis confunde a linguagem de programação Python com o vilão de mesmo nome. Nos quadrinhos, Python é um inimigo de Sandman.

Tags Arrow
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours