As 10 melhores séries de drama de 2018

Imagem: FX/Hulu/NBC/Netflix/BBC America/YouTube Premium

Quais foram as melhores séries de drama de 2018?

Foram emoções, distopias, alegrias, surpresas, sustos, tensão e muito mais. A lista dos grandes momentos da televisão é grande. A tarefa de eleger as 10 melhores séries do ano não é fácil, e muitas ficaram de fora.

Caso você não encontre seu programa favorito aqui, não fique bravo, pois o espaço é limitado. Então relaxe e confira a nossa seleção das dez melhores séries de drama de 2018.

 

Imagem: Showtime

The Affair

Em sua quarta temporada, depois de experimentar os altos e baixos habituais de uma série de TV, The Affair atinge um de seus pontos mais sólidos e satisfatórios. Entendendo, mais do que nunca, que o affair foi apenas um ponto de partida, os roteiristas encontram espaço para desenvolver não só os quatro personagens centrais, mas o secundários, como o marido de Helen e o novo aluno de Noah. A série atinge resultados surpreendentes principalmente na reta final, quando um acontecimento inevitável se aproxima e sacode as estruturas do show. De longe uma das grandes e ótimas séries subestimadas de nossa época.

Imagem: FX

The Americans

Em sua trajetória, The Americans percorreu caminho semelhante ao de diversas outras séries. Como Friday Night Lights, The Wire ou Deadwood, o programa do FX sempre gozou de enorme aprovação crítica, além do carinho de um fiel grupo de fãs. Nas premiações e para o grande público, contudo, a série nunca ressoou como merecia. Isso não significa, entretanto, que ela será esquecida. Pelo contrário, depois de seis anos e um final impecável, The Americans entra no panteão das grandes, inesquecíveis séries de TV.

Imagem: Netflix

Bodyguard

Os primeiros vinte minutos de Bodyguard são os mais corajosos e eletrizantes que a televisão viu em muito tempo. Apostando alto, o novo sucesso britânico começa dentro de um trem, sob a ameaça de uma bomba. A direção cria uma atmosfera de tensão que vai crescendo até beirar o insuportável. E a longa sequência, que se passa em um só lugar e basicamente entre duas pessoas, é perfeita para apresentar o intenso protagonista da história. A partir daí, Bodyguard segue surpreendendo com reviravoltas, cenas de ação lindamente orquestradas, performances precisas e roteiro sólido. Já é um dos grandes hits do Reino Unido.

Imagem: YouTube Premium

Cobra Kai

O Youtube Premium acertou em cheio ao produzir esta sequência direta de Karatê Kid. Primeiro, porque talvez o filme original nunca tenha tido uma sequência a sua altura. Segundo, porque seus grandes protagonistas resolveram voltar aos papéis que os consagraram e, assim, redescobrir uma rivalidade que estava enterrada há mais de trinta anos. O diferencial de Cobra Kai, entretanto, é que desta vez o protagonista é Johnny, o grande antagonista do filme original. Dessa forma, temos a oportunidade de analisar a trama de outra perspectiva e, assim, se dar conta de que torcer contra o Daniel Sam – no final das contas – não era tão errado assim.

Imagem: Hulu

The Handmaid’s Tale

O sucesso das distopias na cultura pop vem do fato de que elas nunca são tão distópicas. E The Handmaid’s Tale parece cada vez mais próxima da realidade de diversos países ao redor do globo. Na segunda temporada, é verdade, a série das aias dá alguns passos atrás, o que acaba se revelando positivo, embora frustrante em alguns momentos. Ao invés de acompanharmos a fuga bem sucedida de June, rapidamente voltamos à casa dos Waterford e seguimos no drama da Gilead. É uma nova oportunidade para explorar as complicadas relações entre os personagens e os absurdos daquele universo. Absurdos que, às vezes, parecem versões amenas da nossa própria realidade.

Imagem: Netflix

The Haunting of Hill House

The Haunting of Hill House é uma mistura de Six Feet Under com Os Outros. Acredite, este é o maior elogio que podemos fazer. E antes de tudo, de qualquer fantasma ou mansão misteriosa, A Maldição da Residência Hill é um drama familiar. Sim, a série é a história de um pai, uma mãe e cinco filhos. São pessoas comuns presas em situações extraordinárias, bem ao estilo clássico de Stephen King ou mesmo Shirley Jackson, autora que inspirou o show. Tecnicamente impecável, o novo projeto da Netflix surpreende mesmo é no coração, na sensibilidade com que desenvolve seus personagens e situações. No final, o sentimento é agridoce, num misto de alegria e tristeza pelos complexos personagens. A certeza, contudo, é uma só: acabamos de presenciar a melhor série do ano.

Imagem: BBC America

Killing Eve

O grande retorno de Sandra Oh para a TV foi em grande estilo. A atriz conseguiu superar sua eterna Cristina Yang de Grey’s Anatomy e trouxe para essa nova série tudo que uma boa protagonista precisa. Na trama, ela interpreta uma espiã que desenvolve uma obsessão por sua antagonista, que não por menos é uma serial killer. Assim, um jogo de gato rato pela Europa é apenas um pequeno detalhe sob a forma como o roteiro de Killing Eve se desenvolve, com reviravoltas inesperadas, a ponto de você se questionar o que realmente acontecerá no final. A série ganhou tanta credibilidade que acabou sendo renovada antes mesmo de estrear. Assim, nós só temos a agradecer.

Imagem: Rede Globo

Sob Pressão

Não é bairrismo colocar uma série brasileira entre as 10 melhores do ano. Não se trata de um favor ou uma forçada de barra. Acontece que Sob Pressão tem a qualidade técnica e narrativa que muitos sucessos estrangeiros não possuem. Assim como Dark, da Alemanha, ou La Casa de Papel, da Espanha, Sob Pressão está em pé de igualdade com qualquer show estadunidense ou britânico. Além disso, o elenco reúne alguns dos melhores nomes do audiovisual brasileiro, e a narrativa é tão envolvente que o sucesso só cresce. Prova disso são as duas novas temporadas já encomendadas… que devem entrar nos TOP 10 dos próximos anos.

Imagem: NBC

This Is Us

This Is Us continua exercendo seu papel de um dos dramas mais poderosos da TV atual. Ela sabe, como nenhuma outra, tocar no coração do público. Foi em 2018, por exemplo, que o episódio da morte de Jack foi exibido. Além disso, ela explorou outras tramas com maestria. Adoção, gravidez de risco, depressão, entre outros assuntos polêmicos, estiveram em pauta. Tudo isso acompanhado de um pano de fundo que nos leva para uma outra dimensão, a qual ficamos emergidos e tão envolvidos com a trama dos Pearson que passamos a sentir na pele. Sem dúvidas, This Is Us ainda é uma das melhores coisas na TV.

Imagem: Netflix

You

You chega a Netflix apenas no dia 26 de dezembro, mas graças ao seu canal de origem nos EUA – Lifetime, tivemos a oportunidade de conferir os episódios. E ficamos surpresos pela forma como a série tem qualidade. Uma trama que, a principio, seria apenas sobre uma obsessão maluca de um cara por uma garota. Mas é incrível como que a série faz questão de narrar sua história com artifícios que fazem o público ficar conectado com as perspectivas dos protagonistas. Quando você se dá conta, está embarcado totalmente nas loucuras ali mostradas.

Leia também: As 10 melhores séries de comédia de 2018

Share this post

Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.