As 7 melhores séries de TV atuais, de acordo com críticos

Imagem: Divulgação/Mix de Séries

Quais são as melhores séries de TV da atualidade?

Eleger as melhores séries da atualidade é uma tarefa difícil. Talvez, cada fã tenha sua favorita. Entretanto, os críticos têm um papel crucial na boa divulgação de uma atração, além de serem o principal meio que qualifica tal produção.

O site Rotten Tomatoes, por exemplo, é o site mais conhecido por angariar notas de críticas de séries e filmes por todo o mundo. Sendo assim, o Mix de Séries resolveu buscar as séries que já saíram nos últimos dias e qualificá-las, a partir destas notas.

Assim, confira as 7 melhores séries de TV da atualidade, de acordo com os críticos de séries.

1 – The Good Place, 3ª temporada
Emissora: NBC/Netflix
Aprovação dos críticos: 100%

Sinopse: Eleanor Shellstrop (Kristen Bell) está morta. Acontece que, após sua partida, ela foi enviada ao “Good Place – ou “Bom Lugar”. Tal lugar possui eterna felicidade, destinado às pessoas que fizeram o bem durante suas vidas. Lá, todos são bons e encontram as suas almas gêmeas, com quem passarão o resto da eternidade. Mas tudo isso não passa de um acidente: Eleanor não merece estar lá. E agora, será que ela vai conseguir esconder a verdade de Michael (Ted Danson), que coordena a vizinhança? Ou, ainda, será eventualmente enviada ao “Bad Place”? 

As duas primeiras temporadas incluíram surpresas atrás de surpresas. Reviravolta atrás reviravolta. E isso inclui o final da primeira temporada que simplesmente desconstruiu tudo o que a série vinha fazendo. No final da segunda temporada, Michael apareceu na frente do juiz (Maya Rudolph, também indicado ao Emmy) para argumentar que os humanos podem ter sido julgados injustamente e merecem uma segunda chance. Com um estalo de seus dedos, o juiz enviou os humanos de volta à Terra, em uma nova linha do tempo em que eles nunca morreram.

Consenso dos críticos: Encantadora e curiosa como sempre, The Good Place continua a ser um ponto brilhante deliciosamente perspicaz na paisagem da televisão.

 

2 – Homecoming, 1ª temporada
Emissora: Amazon Prime Video
Aprovação dos críticos: 98%

Sinopse: Uma assistente social, seu superior e um soldado. Apesar de levarem vidas diferentes, os três trabalham juntos em uma agência do governo. Além disso, depois de anos de suas vidas dedicados aos serviços do governo, eles encontram-se, agora, em um complicado dilema. Enquanto assumem suas responsabilidades no trabalho, o trio não consegue ignorar seu desejo desesperador de retornar à vida civil.

A série é uma grande jogada da Amazon Prime Video. Primeiro, por trazer Julia Roberts para o mundo das séries. Segundo, por apresentar uma trama envolvente que segura o espectador através dos episódios durante toda a primeira temporada. A curiosidade os leva para um desfecho inesperado, mas satisfatório a ponto de valer toda a jornada de oito episódios.

Consenso dos críticos: Uma impressionante estreia na telinha para Julia Roberts, Homecoming equilibra mistério , uma atmosfera assombrosa e uma sensibilidade frenética que agarra o espectador e não solta.

3 – Boneca Russa, 1ª temporada
Emissora: Netflix
Aprovação dos críticos: 97%

Sinopse: Convidada de honra de uma festa em Nova York, a jovem Nadia (Natasha Lyonne) percebe que todas as vezes que decide deixar o evento, morre. Agora ela precisa encontrar um jeito de escapar, mas só depois de descobrir o que está acontecendo.

Boneca Russa é um projeto desenvolvido por Natasha Lyonne que interpreta com propriedade a personagem Nadia. Ela vai e retorna, diversas vezes, e desafia a morte de muitas maneiras. Entretanto, é no significado das metáforas de Boneca Russa que se encontra sua maior preciosidade.

Consenso dos críticos: A boneca russa pode estar presa em um loop temporal, mas essa série infinitamente inventiva nunca se repete quando oscila em uma gangorra de tons inconstantes – de fatalmente engraçada à melancolicamente triste. É equilibrada emocionante pela incrível personagem de Natasha Lyonne.

 

4 – This Is Us, 3ª temporada –
Emissora: NBC/Fox
Aprovação dos Críticos: 95%

Sinopse: A série é uma crônica da relação de um grupo de pessoas que nasceram no mesmo dia. Destaca-se Rebecca (Mandy Moore), Jack (Milo Ventimiglia), um casal esperando trigêmeos em Pittsburgh e Kevin (Justin Hartley), um belo ator de televisão que está se cansando da vida de solteirão cobiçado. 

Comentário: This Is Us se supera a cada episódio. Desde a primeira temporada ela se mostrou uma produção madura e envolvente. Além disso, pronta para fazer o espectador chorar a cada episódio sem grandes apelos. Esse caminho vem sendo conduzido pela série de forma constante, levando ela a uma terceira temporada ainda mais satisfatória.

Consenso dos Críticos: Com muito amor, abraços e lágrimas, a terceira temporada de This is Us continua a agradar aos fãs com novos enredos intensos.

5 – Segurança em Jogo, 1ª temporada
Emissora: Netflix
Aprovação das Críticos: 94%

Sinopse: David Budd é um veterano de guerra que agora trabalha para o Serviço de Polícia Metropolitano de Londres. Quando ele é designado para ser o guarda-costas da secretária do Ministério de Administração Interna do Reino Unido, cuja política representa tudo o que despreza, Budd se vê dividido entre seu dever e suas crenças. 

Comentário: Segurança em Jogo (Bodyguard) é um tipo de série despretensiosa, a qual não promete grandes feitos. Entretanto, ao desbravar seus seis episódios, ela se mostra incrivelmente bem escrita e dirigida. Sendo assim, qualifica-se como um jogo de espionagem para nenhum fã do gênero colocar defeito.

Consenso dos Críticos: Segurança em Jogo mantém uma tensão palpável ao longo de seus processos recheados para criar um thriller psicológico envolvente e viciante.

6 – Você, 1ª temporada
Emissora: Netflix
Aprovação dos Críticos: 93%

Sinopse: Você é uma série que conta a história de Joe Goldberg. Ele é um nova iorquino que trabalha em uma livraria e poderia ser apenas mais um cara comum. Entretanto, ele fica obcecado quando Beck, uma autora de livros, entra em sua loja. A partir de então, ele desenvolve uma compulsão para se tornar seu namorado, a ponto de tirar todos que entrem em seu caminho.

Comentário: Uma série extremamente inteligente, mas que tinha tudo para dar errado. Com uma história que poderia ser taxada como “boba”, Você se mostra mais do que capaz de prender o público do início ao fim, propondo um clímax inesperado em uma trama que realmente te prende.

Consenso dos Críticos: Você equilibra um emocionante drama com a diversão inútil, tudo isso para criar uma história de horror com as mídias sociais viciante que de alguma forma funciona. Ela arrepia, a ponto de ficarmos com ela na cabeça por um bom tempo.

7 – True Detective, 3ª temporada – HBO (83%)

Sinopse: A história se passa no Ozarks em três períodos separados. Em 1980, os detetives parceiros Wayne Hays (Mahershala Ali) e Roland West (Stephen Dorff) investigam um crime macabro envolvendo duas crianças desaparecidas. Em 1990, Hays e West são intimados após uma grande ruptura no caso. Em 2015, um aposentado Hays é convidado por um verdadeiro produtor de documentário criminal a olhar para o caso não resolvido.

Comentário: True Detective voltou eletrizante após uma pausa de alguns anos. E, sem dúvidas, essa pausa fez muito bem para série. Texto afiado e inteligente, voltou a ser uma das preciosidades da HBO. Certamente, ganhará alguns bons prêmios.

Consenso dos Críticos: Impulsionada pela performance hipnotizante de Mahershala Ali, a terceira temporada de True Detective encontra uma nova perspectiva ao explorar eventos do mundo real – embora perca parte da estranheza intrigante da série ao longo do caminho.

 

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.