As séries mais aguardadas de 2018? A gente te conta

Imagem: FOX, Turner, FX, Divulgação.

Continua após as recomendações

Vocês sabem que o número de programas roteirizados em 2017 atingiu mais um número recorde (500, de acordo com uma pesquisa divulgada no início do segundo semestre). Sabendo disso, e esperando que 2018 tal conta possa crescer ainda mais, fica difícil fazer uma lista daqueles programas que não podemos perder no ano que começa.

Por isso, o Mix de Séries vai te ajudar.

Continua após a publicidade

A Variety elaborou um guia das séries mais aguardadas de 2018, tanto as novidades quanto os retornos.

“9-1-1” (estreia 03 de janeiro)

Ter Ryan Murphy voltando para a TV já é um evento por si só, e suficiente para chamar a atenção de qualquer fã de uma boa série. Entretanto, além de se propor a mostrar o dia-dia de socorristas, policiais e atendentes de plantão, uma coisa que chama atenção em 911 é suas estrelas, Connie Britton, Angela Bassett e Peter Krause, entre outras.

“The Alienist” (estreia 22 de janeiro)

O canal a cabo TNT está investindo nesse drama que se passa nos 1800, baseado no livro de Caleb Carr. Com uma história ficcional sobre Teddy Roosevelt (Brian Geraghty), em sua época como comissário de polícia, a série é um thriller psicológico que segue uma secreta investigação sobre uma série de assassinatos. Incluindo personagens que representam uma antecipada visão da psicologia criminal, a media e a burocracia das leis de execução, a série está focada em tocar no gênero político, entre outros assuntos.

“The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (estreia 17 de janeiro)

A segunda temporada do drama criminal inspirado em histórias reais, idealizado por Ryan Murphy. A antologia criminal, American Crime Story volta mais poderosa ao abordar o assassinado do designer e estilista Gianni Versace (Edgar Ramirez). Mas ao invés de seguir a corte e seu resultado na mídia como foi a parcela sobre O.J. Simpson, esta nova temporada voltará nos dias que antecederam, para que o público mergulhe mais a fundo na história.

“Big Little Lies”, segunda temporada – SEM DATA DE ESTREIA.

Embora tenha acabado de ser anunciada, o buzz em torno das mulheres de Monterey é forte. Com o retorno de Nicole Kidman e Reese Witherspoon confirmados, a mudança de série limitada para uma renovação chamou a atenção do público, que ficou sedento por mais histórias desta bem sucedida trama. Com o produtor David E. Kelley a bordo dos sete novos episódios, todos os olhos se voltam para essa nova parcela de Big Little Lies.

“Black Lightning” (estreia 16 de janeiro)

Enquanto a CW já possui quatro séries de super-heróis da DC Comics, essa nova trama oferece uma nova visão, mas realista de um mundo real, envolvendo tensão racial e violência entre gangues. Os heróis dessa história são pertencentes à uma família africa-americana, que possuem gatilhos interessantes: um pai que retorna ao combate após prometer sua mulher, ano atrás, que não faria mais isso, enquanto conhecemos a história de origem de suas duas filhas, que possuirão habilidades interessantes.

https://www.youtube.com/watch?v=apZ2tRoz5wA&t=2s

“Castle Rock” – SEM DATA DE ESTREIA.

Pouco se sabe sobre a próxima série de 10 episódios criada por JJ Abrams e baseada na narração de Stephen King, mas o trailer teórico sugere a inclusão de personagens, locais e temas clássicos de tudo, desde “It” até “The Green Mile”, passando por “Misery”. Com esses auspícios, combinados com o histórico do serviço de streaming em criar dramas originais inovadores, já são fatores mais do que suficientes para criar uma ansiedade.

https://www.youtube.com/watch?v=_HvaZvoM4_A

“Dietland”

A série que trará de volta Julianna Margulies à TV, Dietland promete abordar os padrões tradicionais e a obsessão com a beleza e perda de peso. O showrunner Marti Noxon adaptará o romance de Sarai Walker, sobre uma mulher que se prepara para uma cirurgia de perda de peso, cuja vida é virada de cabeça para baixo por duas facções feministas concorrentes, colocando-a no meio dessa guerra e fazendo-a repensar no significado de ser revolucionário.

“Grown-ish” (estreia 3 de janeiro)

Em um raro movimento, a comédia da ABC “Black-ish” ganhará um spin-off na Freeform com uma perspectiva mais jovem. Seguindo a filha mais velha de Johnson indo para a faculdade, a comédia de meia hora dará voz para a próxima geração, pegando o formato da série original para que a audiência conheca seus mais profundos medos, inseguranças através da cultura atual, além de outros tópicos.

“The Handmaid’s Tale”, segunda temporada (estreia em abril)

Talvez não exista série – nem nova ou antiga – tão esperada como a vencedora do Emmy, que mexe com os nervos do espectador, frente a um cenário político completamente tumultuado. A segunda temporada da adaptação de Bruce Miller do livro de Margaret Atwood irá expandir o mundo de Gilead para introduzir novas histórias — muitas delas com os novos “reais crentes” do patriarcalismo e da opressão.

Imagem: George Kraychyk/Hulu

“The Looming Tower” (estreia 28 de fevereiro)
Hulu
Baseada no romance de Lawrence Wright, a série de dez episódios irá explorar a “Al-Qaeda e os eventos do 11 de setembro”, através de uma rivalidade de jurisdição entre a CIA (focando no diretor George Tenet, interpretado por Alec Baldwin) e o FBI (focando no chefe antiterrorismo John O’Neill, interpretado por Jeff Daniels) no final dos anos 1990, quando Osama bin Laden ascende ao poder.

“Marvel’s Jessica Jones”, segunda temporada (estreia dia 8 de março)

A série ficou fora do ar por mais de dois anos, então este é um dos retornos mais aguardado pelo público. Jessica Jones, a investigadora particular com habilidades especiais, terá sua história mais aprofundada, aproximando-se de histórias mais pessoais, incluindo suas batalhas para colocar a vida de volta ao eixo após o assassinato de Kilgrave (e sim, David Tennant é esperado para retornar).

https://www.youtube.com/watch?v=bRZkdwWQmj8

“Mosaic” (estreia 22 de janeiro)

Steven Soderbergh já lançou uma versão interativa deste mistério de assassinato via aplicativo chamado “Mosaic”, onde a audiência pode seguir um ou vários personagens em uma jornada através de um conto complexo. Mas a HBO exibirá a versão da história em seis capítulos, prometendo muito suspense.

“Sharp Objects” (estreia em junho de 2018)

O retorno de Amy Adams à TV é suficiente para muitos esperarem ansiosamente a série limitada de oito episódios da HBO. Baseada no romance de Gillian Flynn, produzida por Marti Noxon e Jean-Marc Vallee, descreve uma heroína complicada na personagem de Camille (Adams), uma mulher que retorna à sua cidade natal para investigar os assassinatos de duas meninas, forçando-a a finalmente confrontar demônios pessoais enterrados há muito tempo.

“Unsolved” (premieres Feb. 27)

Uma das séries mais aguardadas de 2018, Unsolved mostrará os assassinatos de Tupac Shakur e Notorious B.I.G., que não foram resolvidos e se tornaram um atrativo e tanto para a mídia — para músicas e documentários, e agora uma investigação ficcional. Mas ao invés de começar a série com a grande cena de assassinato, o primeiro episódio dessa série limitada passará um tempo nos bastidores, mostrando como esses dois homens viveram suas curtas vidas. Além de mostrar a não resolução do caso, a série abordará a tensão racial por trás dele.

https://www.youtube.com/watch?v=t9q9KMJcae4

“Westworld”, segunda temporada (sem data de estreia)

Pegando os passos de uma primeira temporada atrasada, a série voltará para um segundo ano, tendo marcado 22 indicações ao Emmy. A ambiciosa história, com múltiplos arcos e mundos dentro de um parque temático, continuará abordando a visão dos robôs que se rebelam contra os humanos, prometendo entregar uma trama ainda mais intensa que a primeira.

https://www.youtube.com/watch?v=R-V5YhUcodI

 

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours