Atriz de Grey’s Anatomy é atacada por fãs nas redes sociais

A protagonista de Grey’s Anatomy se envolveu em uma confusão no Twitter, nesta última sexta feira (23).

Continua após as recomendações

Ellen Pompeo comentou sobre a nova produção do canal A&E que irá abordar a Ku Klux Klan (KKK), um conhecido movimento racista dos Estados Unidos nos anos 1940. O canal havia mudado o título da produção “Generation KKK” para “Escaping the KKK”, após a atriz fazer o seguinte comentário: “Então acho que A&E pensou… vamos tentar colocar tudo e qualquer coisa na TV… porque somos um bando de desesperados patético executivos de TV”, além de convidar os fãs de Grey’s Anatomy a boicotarem o canal.

Porém, ao ver a atitude da mudança do canal, a

Continua após a publicidade

atriz usou emojis negros para ironizar a mudança, “agradecendo” a emissora por se “importar” em mudar o nome.

 

 

Foi então que muitos de seus seguidores começaram a questioná-la sobre o porque do uso dos emojis, uma vez que ela é branca. A resposta da atriz foi: “O racismo não é apenas um problema dos negros, é de todos nós”. O comentário não foi bem recebido, fazendo com que Ellen recebesse uma chuva de ataques.

“Você, como uma mulher branca, não sofreu qualquer racismo. Eu entendo querer fazer algo sobre o racismo, mas não é este o problema”, disse uma seguidora. Já outra afirmou: “Não sei o que isso significa, mas racismo inverso não é verdadeiro. Os brancos não experimentam o racismo”, destacou uma matéria da 1News.

Alguns seguidores tentaram amenizar a situação, mas ela se estendeu por algumas horas… A atriz ainda comentou que é casada com um negro, tem crianças negras, fazendo-a se tornar também um alvo de racismo.

Ao final ela acabou pedindo desculpas, caso tivesse ofendido algum negro, mas ressaltou estar chateada com o feedback e destacou que já foi xingada de nomes pejorativos em muitas situações, destacando o quão o ódio pode levar as pessoas receberem ataques como ela recebeu.

 

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Victor 26 dezembro, 2016 at 01:07 Responder

    Realmente como mulher branca ela não sofreu racismo, mas ela tem marido e filhas que não são brancos. Vai dizer pra uma mãe não defender as crias dela? Me poupem.

Post a new comment