Audiência – Análise de 17/09 a 21/09: Emmy, I Feel Bad, America’s Got Talent e mais

Imagem: Chris Pizzello/Associated Press

A semana começou da forma que a gente mais gosta: futebol e premiação. O que isso significa? Que estamos a um suspiro da Fall Season começar. Responsável pelo ponta pé inicial da nova temporada da televisão, os Emmys realizados na última segunda-feira (17) ganharão muito destaque na coluna desta semana.

Temos mais números da NFL, assim como outra aguardada estreia da Fall – I Feel Bad, única estreia cômica da NBC nesse novo ano. Ainda há algumas séries sobreviventes da Summer, além de muitos outros grandes destaques nos Estados Unidos e em todas as partes do mundo, que temos muito orgulho de cobrir.

Continua após a publicidade

Vamos aos números?

ABC

No sábado (15), a terceira semana da temporada do College Football rendeu grandes frutos para emissora. O jogo entre Ohio State e a Texas Christian University atraiu mais de 7.3 milhões de telespectadores, se tornando o jogo mais assistido do ano em qualquer canal. Além disso, tal resultado fez com que a ABC/ESPN crescessem 27% no dia.

No domingo, o Season Finale de Celebrity Family Feud apresentou um 0.9, uma queda de 0.2 do seu episódio mais recente. Mesma oscilação apresentada por The $100,000 Pyramid que foi para 0.7. Dois episódios de Castaways exibidos na segunda-feira fizeram 0.5 e 0.4, respectivamente.

Na terça-feira, Castaways chegou ao fim da sua primeira temporada com o demo medonho de 0.4 e um público total de 1.6 milhão de pessoas. Vale ressaltar que, embora o reality show tenha começado forte, terminou de uma forma deplorável, mesmo caminho feito pela sua antecessora na Summer – The Last Defense. Minha previsão é que a ABC cancele ambas.

NBC

No domingo (16), o Sunday Night Football fez 7.0 no demográfico alvo e foi assistido por 20.6 milhões de telespectadores. Na terça-feira (18), o penúltimo episódio da temporada de America’s Got Talent fez ótimos 2.3 no demo e um público total de 13 milhões de pessoas, o que é a maior audiência do reality show em três meses.

Season Finale de America’s Got Talent marcou 2.1, uma subida em relação há semana anterior, mas 0.4 a menos do que 2017. O mais importante, no entanto, veio em seguida com uma “prévia” de I Feel Bad, estratégia que a emissora utilizou algumas vezes (abaixo) para lançar algumas séries. Nem sempre funciona, mas é o canal utilizando suas propriedades para melhor lançar produções que não receberam muito marketing.

A “amostra especial” fez 1.1 na sua primeira meia hora e medíocres 0.8 na segunda, fazendo uma média de 0.95 no demo e 4.85 milhões de telespectadores. Pelo pequeno recorte que temos abaixo, nem preciso dizer que, desde já, a situação de I Feel Bad é complicada.

Séries lançadas/retornaram com uma “ajudinha” de AGT

I Feel Bad (2018) – 0.9 no demográfico alvo (18-49 anos); 4.85 milhões de telespectadores

The Good Place (2017) – 1.4 no demográfico alvo (18-49 anos); 5.79 milhões de telespectadores

Blindspot (2016) – 1.6 no demográfico alvo (18-49 anos); 7.28 milhões de telespectadores

The Mysteries of Laura (2014) – 2.1 no demográfico alvo (18-49 anos); 10.43 milhões de telespectadores

Guys with Kids (2012) – 2.2 no demográfico alvo (18-49 anos); 6.25 milhões de telespectadores

Continua após a publicidade

FOX

Tanto Beat Shazam (0.8) quanto Love Connection (0.5) subiram nas suas respectivas Season Finales. A primeira registrou um Series High no total de telespectadores enquanto a segunda teve seu melhor demo em três meses.

Season Finale do Masterchef ficou estável com a semana anterior com 1.0 no demo, mas apresentou uma queda de 0.1/0.2 em relação ao ano passado. Vale lembrar, entretanto, que a emissora já garantiu uma nova temporada para o reality show em 2019.

CBS

O único original da noite da CBS, Big Brother teve um crescimento de 0.1 para 1.7. Na segunda-feira (17), a Season Finale de Salvation fez 0.4 no demográfico alvo, uma queda de 0.2 em relação há 2017.

Mais tarde, Elementary terminou seu sexto ano com 0.5, uma subida em comparação com a semana anterior, mas uma estabilidade em relação há 2017. Numa noite com uma dupla eliminação, o Big Brother ficou estável com 1.5 no demo.

Na quinta-feira (27), Big Brother foi o único original da noite. Tal fato fez com que o reality show entregasse números estáveis – 1.5 no demo e 5.67 milhões de telespectadores. Por fim, na sexta-feira, TKO: Total Knock-Out fez 0.4, uma ligeira subida dos 0.3 da semana anterior.

CW

O único original da semana do canal foi Burden of Truth, cujos números foram complicados: caiu 0.1 para 0.1.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

No domingo (16), Fear The Walking Dead venceu o domingo com estáveis 0.57. Na Showtime, Shameless continua sangrando com uma queda de 0.05 para 0.39, mesmo movimento feito por Kidding (0.07). The Last Ship cresceu para 0.25 na TNT ao mesmo tempo que Ballers subiu 0.04 para 0.32; Insecure pulou 0.03 para 0.26 e The Deuce perdeu fôlego para 0.15 na HBO.

No Starz, a série-documentário produzida por LeBron James, Warriors of Liberty City, estreou com modestos 0.03, similares com os 0.02 de America To Me mais tarde. Keeing Up with The Kardashians despencou 0.11 para 0.38. Na segunda-feira (17), Better Call Saul teve uma pequena subida de 0.02 para 0.41, o que não segurou Lodge 49 que caiu 0.02 para 0.08.

Na terça-feira (18), Mayans M.C. trouxe ótimas notícias para o FX. A série não só estabilizou, como apresentou uma subida (0.01) para 0.79. Ótimo sinal e uma demonstração de que uma renovação já deve estar à caminho. The Purge teve uma nova queda em relação há semana anterior, mas pequena ao oscilar de 0.46 para 0.44. Wrecked também voltou ao cair, desta vez 0.04.

Quem ri por último….

Como de costume, American Horror Story teve uma (enorme) queda na sua segunda semana. Despencou 0.38 para 1.07, o que é notável, mas movimento que a antologia faz desde o princípio. No OWN, Greenleaf perdeu 0.04 dos 0.30 da semana anterior enquanto no FXX, It’s Always Sunny In Philadelphia cresceu 0.05 para 0.25.

Já na USA Network, a midseason finale de Suits subiu para 0.26, o que é queda de 0.21 do que o drama fez no mesmo período em 2017. A Season Finale de The Sinner também enfrentou o mesmo problema, uma vez que ao subir um pouquinho em relação a semana passada, despencou enormes 0.52 do que a série fez ao despedir-se de 2017.

Jersey Shore liderou a programação (não esportiva) da TV fechada na quinta-feira (20), mesmo despencando 0.15 para 0.76. Já a Season Finale da já renovada Snowfall fez 0.34, uma queda de 0.02 em relação há semana anterior e 0.05 a menos dos números da final de 2017.

Notas do Acúmulo:

REL: De acordo com a Nielse, o Series Premiere adiantado da nova série da Fox foi um sucesso. Somando o acumulado de três dias (L+3), observa-se um crescimento para 6.1 milhões de telespectadores, se tornando a estreia cômica mais assistida da emissora desde The Mick em janeiro de 2017. Além disso, foi a melhor performance em multiplataforma desde a Season Finale da 4ª temporada de Empire em maio deste ano.

Live with Kelly and Ryan: Embora o horário nobre só comece sua nova temporada nesta semana, a programação diurna já está de volta desde o início do mês. Com isso, temos um dos principais produtos da ABC se destacando tão bem. O talk show venceu seu principal competidor, Ellen (de Ellen DeGeneres) pelas maiores margens dos últimos quatro anos. Os destaques foram em: total de telespectadores (+10%; 2.819 milhões vs. 2.557 milhões) e mulheres 25-54 (+13%; 0.9 vs. 0.8).

American Horror Story: Apocalypse: Como esta coluna previu na semana passada, a estreia da oitava temporada foi um estouro com auxílio do acumulado. Quando somados os resultados do L+3, a série foi assistida por 5.7 milhões de pessoas; 3.5 (em 18-49 anos); 1.8 (em 18-34 anos); 3.4 (25-54 anos). Tais resultados posicionam o Season Premiere como o segundo mais assistido do ano na TV a cabo, atrás apenas de Mayans M.C..

Obs: Mais de dez milhões de pessoas assistiram ao Series Premiere de Bodyguard. Um recorde de proporções históricas para quaisquer drama no Reino Unido. Aliás, já é a maior estreia do país desde 2006.

Continua após a publicidade

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

No sábado (15), The X Factor UK teve um crescimento de 700 mil telespectadores em relação há semana anterior. Em média, 5.3 milhões de pessoas assistiram ao reality show na noite. Já no domingo, o programa despencou 500 mil telespectadores para uma média anêmica de pouco mais de 5 milhões de telespectadores.

O fenômeno da televisão britânica, entretanto, continua impressionando. Bodyguard cresceu novamente, desta vez oscilou para gigantes 08 milhões, um crescimento de um milhão de pessoas em relação há outra semana. Esse é o penúltimo episódio da primeira temporada, o que sugere que a Season Finale será um estouro.

Na Alemanha, diversos destaques na segunda-feira (17). Tivemos uma pequena queda de MacGyver (1.80 milhão de pessoas);  Wer wird Millionär? (ou Quem Quer Ser um Milionário?) é um fenômeno com 4.51 milhões de alemãos assistindo. Já a versão local de Love Island foi bem com 1.10 milhão. Porém, longe do sucesso do formato no Reino Unido.

Mesmo exibida (bem) mais tarde, por volta das 23h32 (horário local), The Good Doctor continua deixando competição pra trás na Espanha. Foram 26.3% de participação e gigantes 3.99 milhões de telespectadores, vencendo (com folga) uma importante estreia da noite – El Continental, nova super produção mundial cuja estreia fez 10.4% de share e 1.52 milhões de pessoas.

Análise Especial da Semana: 70th Annual Primetime Emmy Awards

70th Annual Primetime Emmy Awards, NBC

Imagem: Television Academy/Divulgação

Sabe o que eu mais gosto de semanas com premiação? A possibilidade de olhar, bem de perto, seus números. Exatamente o que faremos aqui hoje. De início é importante lembrar que a cerimônia da última segunda-feira (18) não recebeu críticas positivas. The Daily BeastThe Washington PostDeadlineThe New York Times, enfim o entedimento foi que a cerimônia não só perdeu grandes oportunidades de fazer um bom show, como também faltou graça, pompa e charme. Pode ser culpa dos apresentadores, da equipe modesta que Lorne Michaels juntou para fazer a produção ou até mesmo da própria NBC em empurrar algo dessa importância para segunda-feira.

Seja qual for a sua visão, o verecdicto é que a audiência foi ruim, ou melhor, péssima. Em questões de demográfico alvo (18-49 anos), que realmente não importa muita quando falamos de um grande evento ao vivo, ficou praticamente estável em relação há 2017. A premiação oscilou de 2.5 para 2.4 desta vez. Quanto ao total telespectadores, entretanto, as coisas foram bem diferentes.  Foram 10.2 milhões de telespectadores das 20h às 23h02. Tais resultados põe a cerimônia deste ano como a menos assistida nos 70 anos na qual os Emmys são exibidos pela televisão, tal qual uma queda de 10% em relação há 2017.

Em comparação com as outras grandes premiações exibidas em 2018, podemos dizer que foi uma queda modesta – Grammy 2018 (-24%); Oscar 2018 (-16%); Globo de Ouro 2018 (-05%); Tony Awards 2018 (+05%). O que isso demonstra? Um sério problema para os canais e as academias das respectivas áreas. O interesse vem caindo e a indústria claramente ainda não soube como conter esse vazamento. Outro problema? Embora a audiência por mercados não fora divulgada, não me surpreenderia se Nova York, Los Angeles e Chicago aparecessem no Top 03.

Últimos dez anos de Emmy em números:

70th Annual Primetime Emmy Awards – 10.2 milhões de telespectadores

69th Annual Primetime Emmy Awards – 11.4 milhões de telespectadores

68th Annual Primetime Emmy Awards – 11.3 milhões de telespectadores

67th Annual Primetime Emmy Awards – 11.9 milhões de telespectadores

66th Annual Primetime Emmy Awards – 15.6 milhões de telespectadores

65th Annual Primetime Emmy Awards – 17.3 milhões de telespectadores

64th Annual Primetime Emmy Awards – 13.2 milhões de telespectadores

63th Annual Primetime Emmy Awards – 12.4 milhões de telespectadores

62th Annual Primetime Emmy Awards – 13.5 milhões de telespectadores

61th Annual Primetime Emmy Awards – 15.11 milhões de telespectadores

60th Annual Primetime Emmy Awards – 12.2 milhões de telespectadores

O que veremos na próxima semana: O furacão da Fall Season começa e é melhor que você esteja preparado.

O que nós estamos lendoA Million Little Things New Amsterdam foram as séries mais anunciadas da última semana; Julia Louis-Dreyfus quer jovens engajados nas próximas eleições legislativas; Maroon 5 se apresentará no intervalo do Super Bowl em 2019.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours