Audiência – Análise de 03/11 a 09/11: Outlander, The Walking Dead, Noite de Eleições e mais

Audiência, Mix Audiência, Análise, Outlander, Números,

Imagem: Starz/Divulgação; AMC/Divulgação; Bravo/Divulgação e Jonathan Ernst/Reuters

Numa semana sem grandes estreias, tivemos três grandes destaques. Dois deles no domingo. Outlander retornou para sua aguardada quarta temporada, enquanto The Walking Dead despediu-se do seu grande protagonista. Como será que ambos os dramas foram na audiência? Cobrimos essa questão pra você.

O outro grande momento da semana foi na terça-feira (06) onde os americanos foram às urnas. É verdade que as eleições presidenciais são só daqui a dois anos, mas o pleito legislativo desse ano ganhou quase a mesma importância. Todos os canais, com exceção da CW e da Fox, dedicaram todo seus horários nobres para análise das urnas.

Nós, como de costume, temos uma análise especial sobre como cada canal foi. Vamos aos números?

ABC

Imagem: ABC/Divulgação

No domingo (04), America’s Funniest Home Videos ficou estável em 0.8. Enquanto às 22h, The Alec Baldwin Show estabilizou em péssimos 0.3 no demo. Na segunda-feira (05), Dancing with the Stars perdeu 0.2 para estáveis 0.9, enquanto The Good Doctor despencou 0.3 para uma Series Low de 1.0.

Imagem: ABC/Divulgação

Na quarta, The Goldbergs subiu 0.3 para 1.3, enquanto American Housewife Modern Family subiram 0.2 para 1.1 e 1.4, respectivamente. Mais tarde, Single Parents subiu 0.1 para 1.0, mas A Million Little Things caiu 0.1 para uma Series Low de 0.7. No dia seguinte, Grey’s Anatomy ficou estável 1.6, enquanto Station 19 ganhou 0.1 para 1.0. Às 22h, entretanto, How To Get Away with Murder perdeu 0.1 para 0.7.

Encerrando a semana, tudo ficou praticamente estável na sexta-feira. Fresh Off The Boat (0.6), Speechless (0.5) e 20/20 (0.4). Apenas Child Support oscilou negativamente de 0.5 para 0.4.

NBC

Imagem: NBC/Divulgação

No domingo (04) mais números extraordinários para o Sunday Night Football. A partida entre o New England e o Green Bay fez 7.4, uma subida de 2.9 em relação há semana passada. Na segunda-feira (05), The Voice ficou estável em 1.8, enquanto Manifest retornou de uma folga para uma Series Low de 1.2.

Imagem: NBC/Divulgação

Na quarta-feira (07), tanto Chicago Med (1.2) quanto Chicago Fire (1.3) subiram 0.1 em relação há semana passada. Já Chicago P.D. ficou estável com 1.1 no demo. No dia seguinte, Superstore (0.9) e The Good Place (0.8) ficaram estáveis, assim como SVU às 22h.

Na sexta-feira, Blindspot registrou um Season High de 0.5. Já Midnight Texas (0.4) e Dateline (0.5) ficaram estáveis em relação há semana passada.

 

FOX

Imagem: FOX/Divulgação

Retornando das folgas da World Series, os pacotes da NFL da emissora de domingo impulsionaram a programação. The Simpsons subiu para 1.9, enquanto o restante ficou estável: Bob’s Burgers (1.3), Family Guy (1.1) e REL (0.6).

Imagem: FOX/Divulgação

No dia seguinte, The Resident continua resiliente (e impressionante) com 1.0. Contudo, mais tarde, 9-1-1 caiu para uma Series Low de 1.2. Na terça-feira, os únicos originais da noite, The Gifted subiu 0.1 para 0.6, assim como Lethal Weapon com 0.7.

Na quarta-feira (07), Empire suspirou fundo e subiu 0.3 para 1.5. Enquanto isso, Star também absorveu o crescimento e subiu 0.2 para 1.1. Na quinta-feira, Thursday Night Football teve seu Series High de 4.7 ao subir gigantescos 1.5 em relação há semana passada.

Já na sexta-feira, todo mundo subiu 0.1 em relação há semana passada. Last Man Standing (1.3), The Cool Kids (1.0) e Hell’s Kitchen (0.8).

CBS

Imagem: CBS/Divulgação

No domingo (04), 60 Minutes subiu 0.3 para 1.2. Em seguida, God Friended Me subiu 0.1 para ainda medianos 0.8. Enquanto isso, NCIS: Los Angeles perdeu 0.1 para 0.7. Mais tarde, Madam Secretary perdeu 0.1 para uma Series Low de 0.5.

Survivor

Imagem: David M. Russell/CBS Entertainment

Na segunda-feira (05), The Neighborhood caiu 0.1 para ainda bons 1.0, enquanto Happy Togheter acompanhou a queda para 0.8. Mais tarde, Magnum P.I. ficou estável em 0.8, ao mesmo tempo que Bull caiu 0.1 para 0.8. Na quarta-feira, Survivor subiu 0.3 para 1.6, impulsionando tanto SEAL Team (0.9) quanto Criminal Minds (0.8). Ambos os dramas subiram 0.1 em relação há semana anterior.

No dia seguinte, The Big Bang Theory cresceu 0.2 para 2.3, assim como Young Sheldon que subiu 0.1 para 1.8. Em seguida, todas ficaram estáveis: Mom (1.2), Murphy Brown (0.8) e S.W.A.T. (0.7). Encerrando a semana, MacGyver caiu 0.1 para 0.7, enquanto Hawaii Five-0 caiu 0.2 para 0.7. Blue Bloods, por fim, ficou estável 0.8.

CW

Imagem: CW/Divulgação

Imagem: CW/Divulgação

No domingo (04), excelentes notícias. Supergirl (0.4) e Charmed (0.3) seguraram os números da semana passada. No dia seguinte, Arrow continua caindo. O drama oscilou negativamente de 0.1 para 0.3, mas Legends of Tomorrow ficou estável em 0.3 no demo.

Depois de uma folga há duas semanas, Riverdale perdeu 0.1 para 0.4, mas All American ficou estável em 0.3.

Na quinta-feira (08), tanto Supernatural quanto Legacies caíram 0.1 para 0.3/0.3. Na sexta-feira (09), Dynasty cresceu 0.1 para 0.2, enquanto Crazy Ex-Girlfriend ficou estável em 0.1.

Destaques da TV a Cabo

Imagem: Divulgação (06)

O episódio de saída de Andrew Lincoln de The Walking Dead fez com que a série subisse para 2.07, números modestos se levarmos em conta a quantidade de marketing utilizada para alavancar a saída. Na Starz, o aguardado retorno de Outlander fez 0.21. Tais dados representam uma queda de 0.1 em relação há 2017, assim como 0.09 se compararmos com a Season Finale.

Imagem: Bravo/Reprodução

A despedida de The Deuce fez 0.10, uma queda de 0.01, enquanto Camping despencou 0.04 para 0.07. Na TNT, The Last Ship caiu 0.03 para 0.20. You ficou estável em 0.14. Na Showtime, Ray Donovan teve uma pequena subida de 0.13; The Circus subiu 0.03 para 0.07, mas Kidding perdeu fôlego para 0.03. Ainda no domingo, The Real Housewives of Atlanta mostrou como se faz liderando a TV a cabo em não roteirzados com 0.73.

Na quarta-feira, American Horror Story: Apocalypse teve uma oscilação positiva para 0.75. Greenleaf pulou 0.06 para 0.26. Já a Season Finale de It’s Always Sunny In Philadelphia teve uma pequena subida para 0.20. Por fim, Jersey Shore liderou os não roteirizados e não esportivos da quinta-feira com 0.77.

Análise Especial da Semana: Election Night in America

Imagem: CNN/Reprodução

Eleições Legislativas 2018:

CNN: 2.5 no demográfico alvo (25-54 anos) / 5.07 milhões de telespectadores
Fox News: 2.3 no demográfico alvo (25-54 anos) / 7.78 milhões de telespectadores
NBC: 2.2 no demográfico alvo (25-54 anos) / 2.28 milhões de telespectadores
ABC: 1.9 no demográfico alvo (25-54 anos) / 5.26 milhões de telespectadores
MSNBC: 1.3 no demográfico alvo (25-54 anos) / 4.47 milhões de telespectadores
CBS: 1.2 no demográfico alvo (25-54 anos) / 3.87 milhões de telespectadores

TV a Cabo (a partir das 18h):

CNN: 1.86 no demográfico alvo (25-54 anos) / 3.87 milhões de telespectadores
Fox News: 1.81 no demográfico alvo (25-54 anos) / 6.12 milhões de telespectadores
MSNBC: 1.10 no demográfico alvo (25-54 anos) / 3.94 milhões de telespectadores

Imagem: Fox News/Divulgação

Como já era esperado, a CNN venceu a noite no que se refere ao demográfico alvo (25 à 54 anos), mas a Fox News levou a melhor no total de telespectadores por uma larga margem. Embora esses números não reflitam a batalha diária pela audiência do horário nobre, ela mostra o comportamento do telespectador numa noite que ele busca credibilidade e as melhores análises. Os canais divulgaram a cobertura como algo extraordinário, o que refletiu na audiência.

Eleições Gerais de 2016:

CNN: 6.7 no demográfico alvo (25-54 anos) / 13.3 milhões de telespectadores
NBC: 5.2 no demográfico alvo (25-54 anos) / 11 milhões de telespectadores
Fox News: 4.6 no demográfico alvo (25-54 anos) / 12.1 milhões de telespectadores
ABC: 3.6 no demográfico alvo (25-54 anos) / 8.6 milhões de telespectadores
CBS: 2.9 no demográfico alvo (25-54 anos) / 7.5 milhões de telespectadores
MSNBC: 2.4 no demográfico alvo (25-54 anos) / 5.9 milhões de telespectadores

O leitor precisa entender uma coisa muito clara: as eleições de 2016 quebraram todos os recordes em questão de audiência. Seja na noite da apuração propriamente dita ou nos debates, tudo superou qualquer métrica que poderia ser utilizada para comparar. Segundo a Nielsen, 71 milhões de pessoas assistiram a cobertura da noite de eleições ao vivo através de 13 canais, sem contar com as plataformas digitais.

Imagem: NBC/Divulgação

Nesses números é possível ver a polarização bastante clara com os telespectadores: independentes preferem a CNN, conservadores a Fox News e liberais a MSNBC. É um realinhamento que muda os números de audiência dali em diante até hoje. Evidente que a CNN venceu uma vez que o canal se destaca na cobertura e projetou o vencedor primeiro, mas foi o clima criado a partir desta noite que o cenário ficou como está.

Eleições Legislativas de 2014 (a partir das 22h):

Fox News: 1.82 no demográfico alvo (25-54 anos) / 6.60 milhões de telespectadores
CBS: 1.54 no demográfico alvo (25-54 anos) / 5.40 milhões de telespectadores
NBC: 1.48 no demográfico alvo (25-54 anos) / 4.22 milhões de telespectadores
ABC: 1.08 no demográfico alvo (25-54 anos) / 3.14 milhões de telespectadores
CNN: 0.9 no demográfico alvo (25-54 anos) / 1.93 milhão de telespectadores
MSNBC: 0.56 no demográfico alvo (25-54 anos) / 1.59 milhão de telespectadores

TV a Cabo (a partir das 20h):

Fox News: 1.6 no demográfico alvo (25-54 anos) / 6.31 milhões de telespectadores
CNN: 0.90 no demográfico alvo (25-54 anos) / 2.10 milhões de telespectadores
MSNBC: 0.52 no demográfico alvo (25-54 anos) / 1.68 milhões de telespectadores

As eleições legislativas de 2014 já mostravam uma tendência do telespectador americano em consumir notícias pela TV a Cabo. O ciclo de notícias não era tão intenso como é agora, assim como a polarização, mas já há essa mudança de hábito. O que é importante notar é quem diferentemente de 2018, os canais de notícia derão atenção às eleições a partir das 22h, deixando todo o horário nobre liberado das 20h às 22h. Esses números já apresentavam uma leve alta em relação há 2010, mas uma queda, como esperado, das eleições gerais em 2012.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours

!!taboola footer2