A autenticidade na expectativa

Imagem: Pinterest
Imagem: Pinterest
Imagem: Pinterest

 

Continua após publicidade

Pensar na expectativa é sempre algo engraçado. E, desde já, não me entendam mal! Embora nada seja mais complexo ou profundo do que analisar teorias de consumo ou horizontes de expectativa e cultura de massa, não precisamos realmente nos enveredar por teorias que em nada atraem o público geral. É mais simples do que parece simplesmente falar e entender o papel dessa expectativa naquilo que consumimos e produzimos.

Continua após a publicidade

É também muito engraçado que essas duas noções, autenticidade e expectativa, tão fortemente distanciadas por alguns que se autodenominam entendedores da condição humana, sejam tão mais íntimas do que inicialmente parecem; o tão famigerado hype é mais autêntico do que parece.

Continua após publicidade

Claro, a ideia em si é milenar, e acompanha a humanidade desde sempre, mas por si só, o processo de construção de uma expectativa é individual e íntimo, e é inegável o quanto ela faz parte do nosso consumo diário. Esperamos por maiores opções e a indústria transformou o pop em padrão. Esperamos por novos formatos e vieram o streaming e o binge-watching. Nos indignamos pela falta de diversidade e até mesmo o Oscar – mais por política do que por real reconhecimento – parece ter ouvido. A distância entre a realidade e a expectativa diminui e muda de forma tão rapidamente que parece leviano da minha parte querer falar sobre isso e ainda colocar a autenticidade no meio da coisa toda.

Contudo, é exatamente assim que as coisas se desenrolam. Esperar é talvez a marca mais autêntica da geração e do consumo que esta geração faz. Nos juntamos para discutir, para inventar as mais loucas teorias e escrever – já fiz isso (e muito), não nego – altas FanFics internet a fora. Afinal, a expectativa é um dos muitos desdobramentos da imaginação, talvez um dos mais positivos. E assim como a imaginação é antiga e autêntica, todos os produtos dela (incluindo a expectativa) também o são.

Continua após publicidade

Tão original e tão única, não importando o quão irreais, as expectativas vivem e resistem a todos os intempéries que lhe possam ser jogados. A crise de criatividade nunca atinge a expectativa, por mais redundante ou irreal que ela possa ser; e enquanto um futuro que parece mais cyberpunk a cada dia que passa molda a nossa realidade, é em expectativas mais sonho e menos distopia.

No fim, ainda dava para divagar sobre elas por muito mais tempo, mas não farei isso. A grande coisa das expectativas é que elas são sempre inacabadas, sempre caminhos para o que virá depois sem nunca chegar a esse depois. Afinal, quando elas se concretizam e adentram na realidade, elas pertencem somente à realidade; e quanto não realizadas, as expectativas se perdem nos reinos onde só a memória impera, indo bem além do que é realmente possível traduzir em quaisquer palavras ou línguas. Mas direi uma última coisa (ou melhor, vou me emprestar de algo que o Almodóvar disse): a pessoa é tanto mais autêntica quando se parece com aquilo que sempre esperou. Se o cineasta estiver correto – e ele geralmente está – nada marca a autenticidade mais do que a expectativa.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!