Bake Off Brasil – 3×01 – Vai ter repescagem?

Imagem: SBT/Divulgação
Imagem: SBT/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

reality show mais doce da TV brasileira está de volta. O Bake Off Brasil finalmente estreou sua terceira temporada, e cheia de novidades. Como todos já sabem, Ticiane Villas Boas deixou o comando da atração, por motivos que não é segredo para ninguém e que não há necessidade de serem mencionados aqui. Em seu lugar agora quem comanda a atração é a fofíssima Carol Fiorentino, que foi jurada das edições anteriores.

Continua após a publicidade

Com essa dança das cadeiras, Carol foi substituída pela confeiteira Beca Milano, que teve grande destaque na primeira temporada da recém finalizada Fábrica de Casamentos. Belíssima e com traços angelicais, já deu para ver de primeiro instante que ela não é tão dócil quanto aparenta. No primeiro programa a loira fez comentários duros e foi bem crítica em diversos momentos, mas não chegando ao nível do ácido Fabrízio Fasano Jr., mas está indo para tal caminho. Falando no temível jurado, ele havia dito que estaria mais leve esse ano, porém logo na estreia fez comentários pra deixar qualquer um traumatizado.

Continua após publicidade

Falando dos participantes dessa edição, 24 pessoas foram escolhidas pela produção do programa, porém 16 acabariam indo para a tenda. Para isso, cada um deles apresentaram uma sobremesa diferente, com o propósito de convencer os jurados. A criatividade desse pessoal, que dessa vez caprichou na excentricidade, foi muito mais além do que se podia imaginar. De todos eles nenhum se compara a Laércio e seu horrendo bolo em forma de barata. Gente, sério, o que leva uma pessoa a fazer esse tipo de sobremesa em um programa desse nível? Olha, se eu fosse Fasano ou Beca nem perderia meu tempo de comer aquela coisa nojenta, e dependendo do meu humor eu até atacaria aquilo na cara do embuste. Obviamente que ele não entrou no Top 16, e isso é algo mais que óbvio.

Continua após publicidade

Com os participantes oficiais escolhidos, agora a competição então começa pra valer. Já deu para ver um pouco deles, e o que esperar de cada um no decorrer da temporada. Monge, mordomo, ex-funkeira, uma vovó dócil, professor de jiu jitsu e uma projetista adoradora da era vitoriana são alguns dos perfis. Não demorou muito para as faíscas já rolarem, e logo de cara deu para ver que Ney vai colocar muita lenha na fogueira. Inegavelmente talentoso, mas bem arrogante, o rapaz destilou seu veneno para tudo quanto é canto, e sua vítima maior foi Sileide, a projetista adepta a costumes vitorianos.

O primeiro desafio eles tiveram que fazer um bolo em forma de bicho, em que a decoração lembra-se pelos dos mesmos. O que era para ser um festival de fofuras acabou saindo um verdadeiro show de horror, de tanta coisa horrível que saiu de lá. Apesar disso, nada se compara ao bolo de Sileide, que parece tudo, menos um animal. Amiga, o que foi isso?

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!
Imagem: SBT/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Depois do show de aberrações, o desafio técnico foi dado de mãos beijadas aos nossos participantes, e mesmo assim a tragédia rolou solta. Eles tinham como objetivo fazer um bolo de quatro camadas, em homenagem ao Dia dos Pais, o qual o mesmo fazia menção a uma pilha de camisas coloridas.

A intenção foi uma das melhores, e nesse meio tempo conhecemos mais sobre a história de muitos deles. Alguns não tiveram a figura paterna em suas vidas, enquanto outros têm em seus pais as figuras mais importantes para elas. O caso mais emocionante foi de Karyne, que contou a história da família morando por um tempo no Japão quando ela tinha apenas três anos de idade, e as dificuldades que passaram por lá. Como não se emocionar com essa história de vida? Eu chorei junto com ela e Carol.

Os destaques da prova técnica ficaram por conta de Karyne e Dário, que conquistaram, respectivamente, o primeiro e segundo lugar. Os dois, sem dúvidas, também merecem toda a atenção pela dedicação, a simpatia e principalmente a humildade. A dupla, junto com a rainha vovó Iaiá, já são os meus três favoritos da temporada.

Merecidamente, Karyne conquistou o avental de Confeiteira da Semana, também com o show dado nas duas provas, não esperava outra pessoa para isso. Agora os três piores foram Marina (ex-mulher Perereca), José e Sileide. Me deu um alívio grande do professor de jiu jitsu sendo salvo por Beca, pois acho que ele tem grande potencial para isso, mas minha comemoração foi maior de ver a ex-funkeira garantida por mais uma semana. Já adoro essa figura excêntrica, e estou no aguardo de mais trocas de farpas entre ela e monge Douglas, que pra mim foi um dos pontos altos do episódio.

Sileide foi a primeira eliminada, mas não podíamos esperar nada diferente. A candidata fez o pior bolo do primeiro desafio, enquanto no segundo entregou a prova faltando uma camada da sobremesa. O bom que a candidata saiu de cabeça erguida e ciente de sua eliminação, mas ela perguntando se vai rolar repescagem foi incrível. Vamos aguardar.

Por Eduardo Nogueira