Bake Off Brasil – 3×04 – Cestou

Imagem: Artur Igrecias/SBT/Divulgação

Continua após as recomendações

Depois que a produção decidiu investir no drama e tensão para fazer a audiência disparar (o que acabou acontecendo), o que certamente não existe na versão original do formato, temos um momento mais “tranquilo”, porém longe de ser fácil. Com propostas distintas que variaram desde tortas de padaria até ciabatta, assistimos o episódio mais difícil até aqui. Sorte a nossa, não é mesmo?

A prova criativa propôs que os concorrentes recriassem tortas de padaria com creme, fruta, castanha e gel de brilho em apenas 1h45. O que pode parecer fácil quando se pensa que “padaria” é sinônimo de algo ruim, malfeito e engordurado, mas não quando se fala de Bake Off Brasil. Fiquei satisfeito com o que os confeiteiros apresentaram, acredito que foi a melhor prova criativa desde o início com problemas pontuais, mas nada catastrófico com exceção da invenção desconstruída da Monique.

Continua após a publicidade

Imagem: Artur Igrecias/SBT/Divulgação

Já na prova técnica, o melhor desafio de todos os tempos, que trouxe os confeiteiros amadores precisarem preparar uma cesta de pão trançada e recheada de mini ciabattas em apenas 2 horas. Logo no início, Fasano previu que o resultado seria um desastre. O problema é que esse comentário é o empresário ao natural, diria até que na sua melhor forma, então não dei muita bola. Grande erro, porque para quem ficou tão eu, sabe que aqueles segundos finais foram de deixar qualquer um com o coração na boca.

Ninguém apresentou algo perfeito ou próximo do modelo trazido pela Beca, mas visualmente concordei com a avaliação dos jurados de que Ney e José realmente se destacaram, sendo este último ensaiando uma reação após um início mediano e inexpressivo. Os piores também foram evidentes, tal qual a decisão em eliminar a Liany. Lembro ao leitor que início de temporada serve exatamente pra isso – fazer o peinerão.

O que me preocupa em relação ao início dessa temporada é o investimento que o SBT está fazendo na imagem da Marina. O release enviado para imprensa é centrado no que aconteceu com a participante, enquanto semana passada todo o trabalho foi feito ao redor do suposto conflito que tivera com a Debora e a Johanna. É possível que a produção está lendo da cartilha do MasterChef Brasil, que adora eleger vilões e heróis, mas espero que isso não prejudique o desenvolvimento.

Ainda acredito que a Carol está sendo subaproveitada. Sabemos que o apresentador é alguém que faz o programa acontecer, ajuda os candidatos a se organizar, faz a ponte entre a produção e os cozinheiros amadores, e está ali para sanar eventuais dúvidas e corrigir alguns erros de percurso. Entretanto, ela poderia ter um poder igual aquele de Tim Gunn em Project Runway – já que acompanha o crescimento dos participantes, poderia muito bem salvar algum deles da eliminação.

Por Bernardo Vieira

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Bruno D Rangel 4 setembro, 2017 at 15:20 Responder

    Não acho que tenha sido o programa mais difícil. Pra mim, o castelo de cartas foi bem mais difícil. Concordo com a eliminação de Liany.
    Também acho que Carol poderia dar mais dicas aos participantes, afinal, diferente da Ticiana, ela entende (e muito) do que eles estão fazendo.

  2. Avatar
    Daniel Gonçalves de Amorim 5 setembro, 2017 at 18:54 Responder

    Concordo com o Bruno sobre o subaproveitamento da Carol. Eu sei que eles têm um formato, mas pelos conhecimentos da Carol soa como um desperdício, mesmo ela estar mandando muito bem como apresentadora.

    Quanto a episódio em si, muito bom como sempre. Não sinto que eles estão tentando promover Marina a todo custo não (pelo menos não ainda). Acho apenas que foi uma coincidência ela se destacar em dois episódios seguidos em questão de treta (porque nos episódios 1 e 2 ela estava mais para trama paralela de humor). Além disso ela é uma boa participante, teve seus méritos para chegar até aqui. Aliás, eu penso que todas as eliminações até aqui foram justas, exceto talvez o Douglas, mas mesmo assim não consigo afirmar se ele sobreviveria até aqui.

    Essa temporada estou achando mais coesa do que a segunda. Na temporada anterior, tinha muito participante fraco, nessa as coisas parecem mais equilibradas pra mim. Quase nunca repete o bottom e nenhum participante têm um péssimo desempenho em todas as provas, sejam elas criativas ou técnicas.

Post a new comment